Publicidade
24/11/2017
Login
Entrar

DC Lab

12/05/2017

Mineira "Eu Neném" alivia os gastos das futuras mamães

Ana Carolina Dias
Email
A-   A+
Pessoas recebem, em média, R$ 2.300, garante Basques/Divulgação
Com o objetivo de faturar R$ 2 milhões em 2017 e ampliar o número de lojas parceiras, a mineira Eu Neném, plataforma “número um” de chá de bebê on-line com dois anos de mercado, reestruturou o site (www.eunenem.com) visando facilitar o acesso ao serviço. A iniciativa mais do que quintuplicou o número de inscritos e, hoje, conta com mais de 60 mil usuários ativos. A empresa leva uma porcentagem repassada pelas lojas indicadas.

As mudanças tiveram como principal objetivo simplificar o acesso ao site, como explica o CEO Ricardo Basques: “A plataforma contava a história do bebê e tinha opção dos presentes. Observamos que a parte dos registros da criança não gerava resultados, então pivotamos para trabalhar só com os presentes, o que simplificou muito o entendimento da plataforma e o resultado começou a crescer de uma maneira impactante”, disse.

Com um perfil definido dos clientes e do produto, a startup passa, agora, por um momento de abertura para investidores, com alguns contatos já realizados. “Estamos conversando com um investidor-anjo que está acompanhando o processo, esperamos virar alguns resultados nos quais acreditamos, já que atualmente valemos quase quatro vezes mais do que quando começamos a conversar com eles”, conta.

Sobre o feedback recebido por parte dos usuários, o CEO destaca que, além do dinheiro arrecadado, uma das principais novidades é que a plataforma tem ajudado amigos e familiares que moram longe a participarem do momento especial na vida das gestantes “É um perfil muito impressionante, as pessoas recebem, em média, R$ 2.300 em ‘presentes virtuais’ pelo site e as mães têm usado muito o chá de bebê on-line para alcançar os parentes que moram longe”, afirma.

Com participações em programas de aceleração como Startup Chile e Seed, o cofundador ressaltou a importância da comunidade criada pelo Fiemg Lab Novos Negócios e os caminhos abertos por meio do projeto. “O Fiemg Lab traz uma forma de conectar com o mercado e com os parceiros de negócios muito diferente e intensa. As conexões que fizemos com o ecossistema aqui também foram muito positivas”, concluiu.

A startup é um site para as futuras mamães fazerem um chá de bebê virtual e ganharem muitos presentes e fraldas virtuais. Primeiro, elas fazem um cadastro rápido, com o perfil do Facebook ou um endereço de e-mail. O passo seguinte é fazer a lista de enxoval. O próprio site sugere alguns itens que não podem faltar para o bebê e a mãe pode acrescentar o que quiser. Depois, é só a mãe compartilhar sua lista personalizada com a família e os amigos. Eles vão poder então presentear o neném pelo próprio site. A mãe recebe o valor dos presentes que ganhar em dinheiro, para poder comprar o que desejar.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

12/07/2017
Diário do Comércio adere à trilha da inovação
Projeto do jornal acompanha o dia a dia das startups aceleradas no Fiemg Lab
11/07/2017
Psicologia Viva inicia processo de internacionalização
Plataforma inicia este mês operação no Chile, com apoio do governo
11/07/2017
Processos seletivos ganham aliado
A procura pelo candidato ideal para uma vaga de emprego pode significar uma caixa de entrada cheia de e-mails e diversos currículos a serem analisados para a triagem dos profissionais...
06/07/2017
Finep Startup investe R$ 1 milhão por empresa
Iniciativa, que contou com o apoio da Fiemg Lab e P7 Criativo, pretende reduzir gap de financiamento existente
05/07/2017
Startups abrem oportunidades de emprego
O crescimento do número de startups em Minas Gerais e no Brasil pode representar uma opção para quem procura por oportunidades de emprego diante do contexto de crise...
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.