20/06/2018
Login
Entrar

Agronegócio

19/08/2017

Mineira Supremo Carnes abre planta em Campo Belo

Mírian Pinheiro
Email
A-   A+
Planta, de R$ 20 mi, deve gerar 850 empregos diretos e indiretos/Divulgação
Com investimento da ordem de R$ 20 milhões, a mineira Supremo Carnes, que faz parte do grupo Supremo, abriu, no último dia 14, parque industrial em Campo Belo (Centro-Oeste). A nova planta já se encontra em operação e vai representar um aumento de R$ 200 milhões no faturamento de R$ 1 bilhão da empresa registrado no ano passado.

De acordo com o diretor comercial, Sandro Silva de Oliveira, a empresa cresceu 20% no primeiro semestre de 2017 na comparação com o mesmo período do ano anterior. “Estamos na contramão do mercado. O impacto inicial da Operação Carne Fraca se reverteu, para nós, em oportunidade, porque marcas como a Supremo, que não estavam envolvidas, ganharam novos clientes”, avalia.  

Com a unidade fabril de Campo Belo, estima-se que o volume de produção atual de carne bovina embalada a vácuo, de oito mil toneladas/mês, também seja impactado, passando para 10 mil toneladas/mês.  A nova fábrica abre 300 vagas de trabalho diretas e 550 indiretas. A aquisição, acrescenta Oliveira, também coloca a marca entre as quatro maiores processadoras de carne bovina do Estado, com capacidade instalada, só em Minas, para 1,5 mil animais/dia.

Expansão - A nova unidade ocupa 50 mil m2 e ficou mais de 90 dias recebendo investimentos para adequação da estrutura aos padrões de qualidade, não só da companhia como globais.  A Supremo fornece carne bovina, de um portfólio que atende seis linhas de produto, para o setor varejista de todo o Brasil. Entre os clientes nacionais estão os hipermercados Pão de Açúcar e o Carrefour, com destaque para a rede de supermercados do Estado, como Supermercados BH, Verdemar, Bretas e Super Nosso.  

O mercado internacional responde por 20% do volume de vendas da marca, que projeta expansão de até 40% até o final do ano. “Já exportamos para 25 países da Ásia, Oriente Médio e África”, completa.

Atualmente a Supremo Carnes, que atua há quase 30 anos no mercado, conta com quatro unidades em Minas Gerais:  em Carlos Chagas (Vale do Mucuri),  Abaeté (região Central), Ibirité (Região Metropolitana de BH) e, agora, a de Campo Belo, além de 2 lojas conceito localizadas na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), sendo uma em Contagem e outra em Ibirité.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

20/06/2018
Receita pode recuar 0,52% no Estado em 2018
Previsão é de R$ 56,44 bilhões, com alta de 3,3% na agricultura e redução de 6,9% na pecuária
20/06/2018
Desvalorização trava negociações de soja do Brasil
São Paulo e Brasília - A negociação de soja no Brasil, que já vinha travada pela ponta compradora, dadas as indefinições sobre frete, tende a ser...
20/06/2018
No Brasil, projeção é de queda de 2,3%
Brasília - O Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) de 2018 para o Brasil está estimado em R$ 552 bilhões, 2,3% abaixo do montante de 2017. As...
20/06/2018
Produção de proteína animal terá faturamento menor
Ao contrário da agricultura, a pecuária mineira segue registrando resultado negativo na estimativa do Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) para 2018. Com...
19/06/2018
Megaleite deve girar R$ 25 milhões, com atenção para genética
Feira acontece de 20 a 23 de junho
› últimas notícias
Aumentam os custos e confiança diminui
MRS firma parcerias para avançar
Camex susta antidumping a produtos de China e México
Compras das siderúrgicas retraem 3%
Anfavea e Finep estudam construção de centro de testes automobilísticos
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


20 de junho de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.