Publicidade
29 de April de 2017
Login
Entrar

DC Tecnologia

01/11/2016

Mineira Vitta e Katu Sistemas anunciam fusão

Nova empresa é uma das maiores na área de saúde
Thaíne Belissa
Email
A-   A+
Alkmim afirma que com a fusão as duas empresas poderão atender ao setor de forma mais completa/Divulgação
Especialista em tecnologia para gestão e pagamentos em clínicas e hospitais, a empresa mineira Vitta acaba de triplicar sua capacidade de atendimento no País por meio da fusão com a paulista Katu Sistemas. Apesar de não revelar o valor da transação, o sócio João Gabriel Alkmim afirma que o investimento foi superior ao último aporte recebido pela Vitta há dois meses, quando os fundos Arpex Capital e Finvest investiram US$ 3 milhões na empresa. O sócio estima que, no próximo ano, a empresa vai intermediar R$ 1,4 bilhão em pagamentos e ajudar os clientes a economizar R$ 2,3 bilhões por meio de uma gestão mais eficaz.

A Vitta foi criada em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, mas sua operação se dá principalmente de um escritório em São Paulo. E foi justamente essa presença no território paulista que fez com que o sócio conhecesse de perto o trabalho da Katu Sistemas, proprietária do ClinicWeb, primeiro prontuário eletrônico na nuvem do Brasil. De acordo com Alkmim, as duas empresas atuavam de forma muito similar. Enquanto a Vitta oferecia soluções de gestão e pagamento de menor complexidade para pequenos consultórios e clínicas, a Katu Sistemas atendia consultórios hospitalares e grandes clínicas com um software mais complexo.

“A fusão foi um ganho para as duas partes, pois, agora, atendemos o setor de forma mais completa. Nossos produtos poderão beneficiar desde o médico que acabou de se formar e precisa abrir um pequeno consultório até grandes clínicas com suas diferentes especificações”, comemora. A empresa manteve o nome Vitta e teve sua capacidade de atendimento triplicada. Atualmente, a empresa atende 13 mil médicos em 22 estados do País. Em Minas Gerais, o Triângulo Mineiro, a Zona da Mata e a Capital concentram os principais clientes da empresa.

Há dois meses, a Vitta recebeu um aporte de US$ 3 milhões dos fundos Arpex Capital e Finvest. Mas o sócio afirma que esse investimento foi aplicado em outras estratégias de crescimento da empresa. O aporte realizado na fusão não foi revelado. De acordo com Alkmim, a fusão torna a empresa uma das maiores de tecnologia em saúde do País, inclusive com grandes clientes em seu portfólio como Hospital Albert Einstein, Hospital do Coração (HCor), LottenEyes e clínicas do Dr. David Uip. “A fusão nos permite alcançar mais médicos, mas também nos dá mais força para entregar melhores resultados”, frisa.

O sócio explica que a plataforma de gestão oferecida pela Vitta traz benefícios para todos os envolvidos no processo, desde os pacientes, passando pelos médicos, pelos administradores das clínicas até as farmácias e os laboratórios. Os ganhos para os médicos e os pacientes são os mais claros: com um prontuário eletrônico, todo o histórico do paciente fica registrado, facilitando o diagnóstico e melhorando a qualidade do tratamento. Para os administradores, o principal ganho é a economia, tendo em vista que um diagnóstico mais certeiro vai diminuir os desperdícios com exames e tratamentos desnecessários. “Hoje se gasta muito com medicamentos mal prescritos, assim como internações e exames desnecessários. Se o paciente fez determinado exame há pouco tempo e isso está no prontuário dele, evita a repetição”, detalha.

Agilidade - O ganho para as farmácias e laboratórios está na agilidade do processo. A ferramenta da Vitta é a única capaz de conectar os prontuários eletrônicos ao primeiro sistema de prescrição digital do País, integrado com aproximadamente 24 mil farmácias e laboratórios. Aprovado pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), as receitas prescritas são enviadas diretamente para o sistema das drogarias. Dessa forma, o paciente não precisa guardar papéis consigo e pode simplesmente apresentar seu documento de identificação para retirar o medicamento ou fazer o procedimento.

O sócio lembra que, mais do que digitalizar processos, a Vitta traz melhoria para a saúde no Brasil. Segundo ele, a expectativa é que a empresa movimente R$ 1,4 bilhão com seu sistema de pagamentos e ajude consultórios e clínicas a economizarem R$ 2,3 bilhões. “Desde o início, nossa missão é clara, entregar eficiência ao setor da saúde para melhorar a vida de milhões de pessoas”, conclui.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

17/01/2017
Mineira Learncafe é selecionada para programa de aceleração no Chile
A startup mineira Learncafe.com foi uma das selecionadas para participar do programa de aceleração do governo chileno, o Startup Chile. O Learncafe é um portal de ensino a...
17/01/2017
Minas Gerais na rota de ampliação da Beblue
Empresa irá investir R$ 20 milhões em expansão neste ano e vai entrar nos mercados de BH e Uberlândia
17/01/2017
Ciberataques causam prejuízo milionário
O ano que passou foi do crime organizado no mundo digital e isso não é novidade para ninguém. Um relatório da PWC, publicamente disponível, divulgou que o...
10/01/2017
MG APP registra 135 mil downloads e vai ganhar novos recursos a partir deste mês
Lançado há um ano, o aplicativo para smartphones MG App já facilita a obtenção de serviços do Estado para mais de 135 mil pessoas. Este é o...
10/01/2017
P7 Criativo será inaugurado em abril
Projeto, que terá investimentos de R$ 53 milhões, será iniciado em local provisório
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.