Publicidade
20/02/2018
Login
Entrar

DC Auto

08/12/2016

MOBI | Versão topo de linha tem pacote único de equipamentos

Amintas Vidal
Email
A-   A+
O Mobi Way On é vendido em pacote único de equipamentos e seu preço sugerido no site da montadora é R$44,46 mil.

De série ele traz ar-condicionado, direção hidráulica, travas e vidros dianteiros elétricos, retrovisor externo elétrico com luz de direção e sistema tilt down (ao engatar a marcha ré, o espelho do lado direito abaixa-se para o motorista ver o passeio ao estacionar), cargo box (uma caixa com divisória e tampa que fica no porta-malas e pode ser retirada para levar compras para a casa), rodas em liga leve, sensor de estacionamento traseiro, faróis de neblina, ABS e airbag duplo, banco traseiro bipartido e com duas posições de encosto (para maior capacidade de carga no porta-malas ou maior conforto dos passageiros), ESS (sistema que ativa o pisca alerta em frenagens de emergência), lane change (recurso que ativa a seta por 5 vezes com um curto movimento na alavanca), quadro de instrumentos com conta giros, iluminação em LED e display digital de 3,5 polegadas (indicador de trocas de marcha, computador de bordo, relógio digital, indicação nível combustível e temperatura do motor), entre outros.

Seu motor é o de quatro cilindros Fire Evo Flex 1.0 que ainda equipa o Palio – a única versão do Mobi que é equipada com o motor Firefly flex de três cilindros é a Drive. Sua potência é de 73/75 cv aos 6.250rpm e o torque 9,5/9,9 Kgfm aos 3.850 rpm, sempre com gasolina e etanol, respectivamente. O câmbio também é o mesmo de 5 marchas.
Rodamos aproximadamente 1.000 km com o subcompacto. Por ser um modelo mais leve que o Uno, no Mobi este motor garante boas acelerações e retomadas, mesmo não sendo dos mais modernos.

Circulando apenas com gasolina, e praticamente só em estradas, o consumo foi bom, 16 km/l, mas poderia ser melhor, considerando sua categoria. Aos 110 Km/h e em quinta marcha o motor trabalha em 3.500 rpm, mas o bom isolamento acústico deixa o seu barulho quase imperceptível.

Nesta situação foi interessante observar que o barulho do vento sobre a carroceria era mais audível que o motor ou mesmo os pneus, preço que o modelo paga por ter um “formato de jeep” e, não, um perfil mais aerodinâmico.

O acerto da suspensão privilegia o conforto e foi o ideal para circular em trechos mal conservados das rodovias. Apesar de a carroceria inclinar um pouco em curvas, o Mobi Way apresentou boa estabilidade, mesmo em velocidades maiores.

Apenas para um casal com pouca bagagem o modelo atende, pois o porta-malas é muito pequeno e o espaço para os passageiros do banco de trás, idem. Sua praia é mesmo o dia a dia das grandes cidades, pois, com 3.566 mm de comprimento, apenas 2 mm a mais que o Fiat 500, encontra-se vaga para ele em qualquer lugar.

Por falar em praia, foi neste ambiente que a suspensão mais alta fez a diferença. Quase todos os acessos às melhores praias do sul da Paraíba são em areia e com muitas erosões.
Foi possível vencer todos os desníveis sem bater o fundo do carro uma única vez e, nas partes com mais areia, ele também passou sem atolar. É bom explicar que o Mobi Way não tem aptidão para o fora de estrada e a suspensão elevada apenas ajudou nestes trechos que foram vencidos em baixíssima velocidade e sempre buscando o trajeto menos deteriorado.

Nessa semana em companhia com pequeno Fiat, pudemos comprovar que o Mobi way é uma boa opção para circular em cidades e também em ruas e estradas mal conservadas. Para quem não tem essa necessidade da suspensão mais alta, a versão Drive. por R$ 44,52 mil, que vem equipada com o motor Firefly e a central Live On, também é uma ótima opção.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

16/02/2018
Fiat Argo Drive tem bom desempenho
Motor 1.0 de três cilindros é econômico e agrada, tanto na estrada quanto no trânsito urbano
09/02/2018
Novo sedan Cronos será lançado neste mês
Modelo da Fiat brigará nos segmentos de compactos e médios. Principal disputa será com o VW Virtus
09/02/2018
Espaço interno não decepciona
Durante a conversa com os executivos da montadora italiana, um dado questionado foi quanto a distância entre-eixos do modelo (2,52 metros), uma vez que ela não foi alterada em...
02/02/2018
Peugeot 3008 ganha nova versão, topo de linha, Griffe Pack
Tecnologias para segurança se destacam
02/02/2018
Ford Ka Freestyle chegará no segundo semestre
A Ford apresentou, nessa semana, uma nova opção para o hatch compacto Ka. Denominada Freestyle, a versão aventureira foi mostrada para a imprensa especializada no mesmo dia em que era lançada...
› últimas notícias
Mudanças legislativas geram divergências
Geração de eólicas cresce 26,5% no País
Tarifa sobre o aço nos EUA deve afetar o setor no Brasil
Petrobras passa a divulgar preços médios nas refinarias
Electric Ink investe R$ 12 mi em Uberaba
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Sondagem revela retomada do otimismo na construção civil
Ibovespa mantém trajetória ascendente
Colégio Pitágoras Cidade Jardim vai oferecer ensino bilíngue para crianças
Sebrae pretende atender 69,6 mil MPEs
Tiradentes e Camanducaia no topo do turismo
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


20 de fevereiro de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.