Publicidade
26/04/2018
Login
Entrar

Negócios

17/04/2018

Movimento 2032 aproxima a plateia da prática em novo formato

Participantes formam grupos de debate
Daniela Maciel
Email
A-   A+
Aproximadamente 70 pessoas foram divididas em três grupos para um workshop após a apresentação/Michelle Mulls
A 15ª edição do Diálogos DC, promovido pelo DIÁRIO DO COMÉRCIO, Instituto Orior e Multiverse, no dia 12, na sede do P7 Criativo, na região Centro-Sul, ganhou um novo formato. A apresentação, que teve como tema Igualdade de Gênero & Cidades Sustentáveis, foi seguida por um workshop que dividiu a plateia com mais de 70 pessoas em três grupos. Grupo 1: Igualdade de Gênero e Cidades Sustentáveis em Minas Gerais. Grupo 2: Como Incorporar os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) nas Estratégias das Organizações. E grupo 3: Indicadores e Cidadania.

De acordo com o presidente do Instituto Orior e coordenador do evento, Raimundo Soares, 2017 foi um ano de preparação em que os ODS foram tateados no Estado e quando a governança do Movimento Minas 2032 (MM2032) foi estabelecida. 2018 será um ano de ação. O novo formato quer colocar a plateia mais próxima da prática.
“Esse é um ano em que vamos destrinchar, entrar na intimidade de cada ODS. É incrível que estejamos na era da conectividade mas as pessoas não se encontram, elas apenas se esbarram. Dividem o espaço, mas não se encontram. Essa é uma oportunidade para que façamos diferente”, propôs Soares.

Professor Raimundo Soares, do Instituto Orior, afirmou que 2018 será um ano de ação para o Movimento Minas 2032

Os grupos de trabalho foram instigados a falar sobre como preveem a integração dos ODS na sociedade em 2032 em Minas Gerais e a fazerem uma recomendação ao MM2032.
O primeiro grupo, responsável pelo tema “Igualdade de Gênero e Cidades Sustentáveis em Minas Gerais”, teve uma fala otimista. Na relatoria, o advogado do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Minas Gerais (Sebrae Minas), Pedro Guzella, revelou a crença do grupo na consolidação dos ODS.

“Em 2032 queremos que o debate da igualdade de gênero esteja consolidado em toda a sociedade; que a liderança de homens e mulheres possa ser exercida de forma igualitária; que os espaços públicos sejam seguros, inclusivos e acessíveis para as mulheres. Acreditamos que em 2032 podemos ter essa sociedade”, afirmou Guzella.


Pedro Guzella "eem 2032, queremos que o debate de igualdade de gênero esteja consolidado em toda a sociedade

Leia também:
Indicadores e cidadania estão entre os assuntos do workshop


O advogado ainda contou que um grupo de colaboradores do Sebrae Minas criou, em março, o movimento batizado “Sebrae de Plurais”. O grupo está em fase de formatação de um projeto que tenha como princípio a equidade. “Nosso objetivo é promover e assegurar a equidade dentro e entre os públicos internos e externos do Sebrae Minas. Nossa premissa é o respeito ao ser humano. Essa é uma ação que surgiu entre os colaboradores e foi rapidamente abraçada pelas lideranças. Queremos, inclusive, ajudar a traçar estratégias para a nossa unidade de gestão de pessoas”, explicou o advogado do Sebrae Minas.

O tema “Como Incorporar os ODS nas Estratégias das Organizações” ficou com o segundo grupo. A bióloga do Instituto René Rachou, Marcela Silva, levantou a questão da estereotipificação do termo “sustentabilidade”. O grupo foi convidado a analisar o “Guia de Aplicação dos ODS para Empresas”, divulgado pela ONU.

“Para nós a palavra-chave é ‘identificação’. Só podemos nos identificar por meio do diálogo. Analisamos o material e compreendemos que ele pode ser utilizado na formação de multiplicadores. Ainda precisamos compreender a importância do ‘lugar de fala’, do espaço das múltiplas vozes e que ele é construído a partir de diálogos em que as pessoas podem divergir”, pontuou Marcela Silva.

Conheça o ODS #5 :

Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas


5.1 Acabar com todas as formas de discriminação contra todas as mulheres e meninas em toda parte.

5.2 Eliminar todas as formas de violência contra todas as mulheres e meninas nas esferas públicas e privadas, incluindo o tráfico e exploração sexual e de outros tipos.

5.3 Eliminar todas as práticas nocivas, como os casamentos prematuros, forçados e de crianças e mutilações genitais femininas.

5.4 Reconhecer e valorizar o trabalho de assistência e doméstico não remunerado, por meio da disponibilização de serviços públicos, infraestrutura e políticas de proteção social, bem como a promoção da responsabilidade compartilhada dentro do lar e da família, conforme os contextos nacionais.

5.5 Garantir a participação plena e efetiva das mulheres e a igualdade de oportunidades para a liderança em todos os níveis de tomada de decisão na vida política, econômica e pública.

5.6 Assegurar o acesso universal à saúde sexual e reprodutiva e os direitos reprodutivos, como acordado em conformidade com o Programa de Ação da Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento e com a Plataforma de Ação de Pequim e os documentos resultantes de suas conferências de revisão.

5.a Realizar reformas para dar às mulheres direitos iguais aos recursos econômicos, bem como o acesso à propriedade e controle sobre a terra e outras formas de propriedade, serviços financeiros, herança e os recursos naturais, de acordo com as leis nacionais.

5.b Aumentar o uso de tecnologias de base, em particular as tecnologias de informação e comunicação, para promover o empoderamento das mulheres.

5.c Adotar e fortalecer políticas sólidas e legislação aplicável para a promoção da igualdade de gênero e o empoderamento de todas as mulheres e meninas em todos os níveis.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

26/04/2018
Festivais impulsionam os bares em BH
Estabelecimentos da Capital registram aumento na demanda e investem em melhorias
26/04/2018
Amazon tenta avanço no Brasil
Ação da companhia se dá em meio aos resultados positivos de concorrentes no País
26/04/2018
Que nível de confiança você tem em sua equipe?
A interessante pergunta é reflexiva e reveladora. Podemos usar as máximas populares da gestão onde “a equipe é reflexo do seu líder” e também...
26/04/2018
Trem Bier começa hoje em Tiradentes
Festival de cervejas artesanais na cidade histórica deverá reunir cerca de 30 mil participantes
26/04/2018
Facebook apura lucro líquido de US$ 4,98 bilhões
São Paulo - O Facebook apresentou lucro líquido de US$ 4,988 bilhões no primeiro trimestre deste ano, o equivalente a US$ 1,69 por ação, representando um...
› últimas notícias
Taxa de juros do cheque especial sobe para 324,7% ao ano
Incertezas do Brasil e juros dos EUA levam o dólar a subir
Porto de Santos atinge nível recorde no movimento de cargas em março
Confiança do consumidor sobe só 0,3%
Caixa retoma 1.089 imóveis em Minas
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


27 de abril de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.