Publicidade
21/02/2018
Login
Entrar

FEDERAMINAS - Negócios em Foco

03/02/2018

Núcleo do OSB é exemplo de cidadania em Pará de Minas

Assessoria de Comunicação da Federaminas
Email
A-   A+
Reconhecido pela força do agronegócio, em especial a criação de frangos e suínos, o município de Pará de Minas (76 km de BH) conquistou outra boa fama. Está investindo fortemente na cidadania plena, resultado das ações vitoriosas do núcleo local do Observatório Social do Brasil (OSB). Conforme seu presidente, Carlos Daniel de Souza (foto), o movimento surgiu há 11 anos no Sul do País, com o objetivo de fazer justiça social e combater a corrupção.

O OSB já conseguiu se instalar em 19 estados, tendo hoje mais de uma centena de filiados. “Esse número é tímido perto das aspirações do movimento, mas ganha dimensões significativas se for levada em consideração a celeridade do seu crescimento nos últimos anos, resultado da indignação nacional em relação aos escândalos políticos”, diz ele.

O Observatório Social em Pará de Minas é um exemplo do quanto essa rede cidadã está crescendo. Acaba de completar um ano e já se tornou referência para vários municípios mineiros, que se espelham no entusiasmo e na agilidade de seus voluntários para ampliar os núcleos municipais. Passou a ser apontado, inclusive, como referência para as unidades em fase de implantação, caso das cidades de Sete Lagoas, Divinópolis e Itaúna, entre outras.

Ele nasceu do interesse de seu dirigente em arrebanhar solidários às causas sociais e, segundo afirma, mesmo com todas as dificuldades que se pode esperar de movimentos voluntários, o OSB local está literalmente “acontecendo”.

Através do monitoramento das ações da prefeitura e da câmara municipal, realizado pela equipe que presta serviços diariamente, o observatório já mostrou a que veio. Em seu último relatório quadrimestral, por exemplo, divulgado em janeiro, as conquistas são bastante visíveis. Em uma das intervenções em pregões realizados pela prefeitura, o OSB conseguiu fazer o preço do galão de água baixar de R$ 11,25 para R$ 7,00. Isso foi possível graças ao crescimento do número de empresas participantes, algumas até convidadas pelo próprio órgão, que também se empenha em segurar o dinheiro no próprio município.

Mas o mérito do “olhar social” vai além, conforme Carlos Daniel, porque o OSB também impugnou licitação na câmara municipal impedindo a compra de um veículo no valor de R$ 127 mil. “Haveria necessidade de adquirir um carro tão caro?”, questiona ele. Em outro momento foi impugnada ainda a licitação de uma centena de aparelhos de refrigeração para o Legislativo. “Eram tanto ar-condicionado e cortinas de ar que até mesmo recintos não usados no enorme prédio receberiam equipamentos”, acrescenta.

Em relação à Prefeitura de Pará de Minas, o monitoramento do OSB acusou desvios de funções de funcionários e os casos foram encaminhados ao Ministério Público. “Mas é bom que fique claro que, antes das denúncias, pedimos esclarecimentos detalhados. Quando a resposta é insatisfatória, aí então recorremos ao MP”, esclarece o dirigente.
Ele diz que muitas outras ações também estão mudando a realidade do poder público em Pará de Minas e, aos poucos, a população abraça melhor a causa por compreender que o OSB existe em proteção da própria sociedade civil organizada. O empresariado também tem apoiado o núcleo, contribuindo financeiramente, já que a sua manutenção gera custos.

Carlos Daniel afirma que ainda há muito a ser feito e, mesmo sabendo que os desafios são enormes, o entusiasmo aumenta a cada dia. Afinal, sustenta ele, a única chance de o País mudar para melhor é através de ações objetivas e coordenadas, como essas implementadas pelo OSB. Mais especificamente sobre a atuação da rede em Minas Gerais, o empresário acredita que o crescimento vai ganhar mais impulso em breve, graças ao apoio de entidades bem estruturadas e sérias, caso da Federaminas, que tem incentivado as nucleações em todos os municípios.

O apoio da Federaminas ao movimento, aliás, foi reiterado pelo presidente Emílio Parolini durante a primeira reunião do ano da entidade. Segundo ele, a entidade vai trabalhar pela implantação do movimento em todo o Estado.

Visão – Organizados em rede que assegura disseminação de metodologia padronizada, os OSBs focam a atuação na gestão pública, por meio de vigilância da execução orçamentária, em sinergia com os órgãos oficiais controladores. O espírito da cidadania fiscal também é despertado na sociedade para o aprimoramento do poder público e a integridade empresarial. Necessariamente, os voluntários responsáveis pela manutenção dos observatórios precisam ser apartidários, pois a rede é totalmente desconectada do veio político. “Indispensável dizer também que a rede OSB tem uma característica única – só integra quem é cidadão de verdade”, completa Carlos Daniel.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

17/02/2018
Federaminas mobiliza as associações comerciais em todo o Estado contra veto ao Refis das MPEs
As associações comerciais integrantes do Sistema Federaminas estão sendo mobilizadas pelo presidente da entidade, Emílio Parolini, para se manifestarem junto aos...
27/01/2018
Temer promete a ACEs mineiras recursos para obras da BR-381
Ao receber no Palácio do Planalto representantes de 10 associações comerciais (ACEs) de municípios do Médio Piracicaba, o presidente da República, Michel...
26/01/2018
Empreender Competitivo aplica R$ 3,7 milhões em ACEs de Minas
Recursos da ordem de R$ 3,7 milhões vão ser aplicados em associações comerciais (ACEs) do Sistema Federaminas pelo Empreender Competitivo, programa destinado a apoiar...
23/12/2017
Associa-Minas capacita milhares de empresários
Mais de 4,5 mil empresários, empreendedores e comerciários de municípios localizados em todas as regiões do Estado receberam neste ano capacitação em...
23/12/2017
Continua repercutindo o XX Congresso das ACEs
O sucesso alcançado pelo XX Congresso das Associações Comerciais e Empresariais de Minas Gerais continua repercutindo entre as entidades integrantes do Sistema Federaminas. O...
› últimas notícias
Alienação fiduciária será analisada pelo STF
Formação Bruta de Capital Fixo recua 2% em 2017, segundo o Ipea
Desistência em aprovar reforma da Previdência é fator negativo para nota
Produção de ouro da AngloGold cresce 4%
Plano Rota 2030 será anunciado neste mês
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Electric Ink investe R$ 12 mi em Uberaba
Empresas tradicionais se rendem à cultura das startups
Coco Bambu vai desembarcar na Capital e Uberlândia
Mudanças legislativas geram divergências
Governo adia votação de reforma
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


21 de fevereiro de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.