Publicidade
17/08/2017
Login
Entrar

FAPEMIG - Ciência e Inovação em Minas

14/07/2016

Nanocarreadores podem ajudar no combate a diferentes doenças

Email
A-   A+
A nanotecnologia tem se tornado uma parceira importante na busca por tratamentos para diferentes doenças. Em Minas Gerais, pesquisadores da Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop) têm estudado esta tecnologia e desenvolvido um projeto para o combate a várias doenças humanas e animais. Por meio de nanoestruturas com menos de 300 nanômetros de diâmetro, denominada nanocarreadores, são encapsuladas substâncias com atividade farmacológica que podem tratar, de forma seletiva, diversas doenças. Nestes múltiplos tipos de nanoestruturas poliméricas podem ser colocadas diferentes substâncias ativas.

Em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), o projeto tem o objetivo de destinar substâncias para agir diretamente no alvo da doença sem atingir outras partes do organismo onde o ativo não é necessário. Esta prática, além de melhorar a eficácia do tratamento, também reduz os efeitos colaterais, uma vez que a medicação se concentra no foco do problema.

Cada nanoestrutura é desenvolvida com um design específico para atuarem em diferentes tipos de doenças, como explica a coordenadora do projeto, Vanessa Mosqueira: “Há uma grande avaliação preliminar das características da doença para que seja desenvolvido um nanocarreador bem específico para cada uma delas, que atue somente em determinados locais do organismo, no tecido ou órgão doente” explica. Mosqueira ainda lembra que “a superfície das nanopartículas é essencial para direcionar o ativo no organismo, por isso são desenvolvidos diferentes tipos de partículas”, fala.

O tratamento do câncer é a forma mais comum de entender a ação dos nanocarreadores, eles agem diretamente nas células do tumor, o que reduz o efeito tóxico como ocorre na quimioterapia. Entretanto, também é possível outras aplicações como em doenças parasitárias e infecciosas. Um exemplo é a doença de Chagas.

A pesquisa feita pela equipe apresentou resultados satisfatórios, como fala Mosqueira: “Nesse caso, recentemente tivemos um efeito excelente com uma nova substância ativa, onde a nanotecnologia proporcionou, após tratamento por via oral, a cura de 85% dos animais de laboratório infectados com o parasito da doença de Chagas e com 100% de resistência aos medicamentos comercializados hoje. É a primeira vez que a eficácia de um medicamento para a fase crônica da doença de Chagas causada por parasitas resistentes ao tratamento é relatada” afirma.

Além do tratamento do câncer e da doença de Chagas, que até então não possui um tratamento eficiente em todos os casos, a eficácia dos nanocarreadores também tem sido testada em doenças importantes do ponto de vista de saúde pública como a malária, doenças cardiovasculares, e mesmo doenças animais do rebanho leiteiro como a mamite bovina.

Doenças de animais - Desenvolvido para tratamento de doenças em pessoas, os nanocarreadores também estão sendo testados em controle de doenças animais. Em parceria com a Embrapa-Gado de Leite, a pesquisa tem observado a eficácia no tratamento da mamite bovina.

Também conhecida como mastite, ela é a principal doença que afeta rebanhos leiteiros no mundo inteiro, causando grandes prejuízos econômicos, conforme sua forma de manifestação. Esta enfermidade pode ser dividida em dois grupos: forma clínica: apresenta edema, inflamação, endurecimento e dor da glândula mamária, podendo ou não formar pus e alterações no leite. E forma subclínica, que causa alterações na composição do leite, como aumento da contagem de células somáticas, que indica a infecção de uma ou mais mamas do animal.

Mesmo com os avanços, as pesquisas em nanopartículas ainda enfrenta grandes desafios, como ressalta Mosqueira: “Precisamos avançar para o estágio de avaliação clínica em pacientes, pois o Brasil não tem grande tradição neste tipo de pesquisa. É preciso convencer as indústrias farmacêuticas nacionais de que vale a pena investir nessas tecnologias que são o futuro na área de medicamentos, vacinas e diagnóstico. Isto já acontece em países como Estados Unidos, França e Alemanha”, fala.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

23/11/2016
Inatel oferece workshop sobre tecnologia 5G na Fapemig
O padrão da nova geração da comunicação móvel vai ser definido em 2020, mas instituições de pesquisa e empresas do mundo todo já...
03/11/2016
Pesquisa contribui para a melhoria do plantio de café em Minas Gerais
Responsável pelo cultivo de aproximadamente 50% do café tipo exportação, Minas Gerais é o maior produtor do fruto no Brasil. Pensando em melhorar a qualidade da...
14/09/2016
Fórum debate novos rumos para a mineração
Com o objetivo de encontrar novas saídas para a mineração, de modo a transformá-la em uma atividade mais sustentável, a Fundação de Amparo à...
10/09/2016
Estudantes desenvolvem sistema de segurança para bicicletas
Cada vez mais comum nos grandes centros, as bicicletas são um veículo de transporte caracterizado pelo baixo custo de manutenção e por possibilitarem boa prática...
24/08/2016
Peixe-zebra torna-se modelo de pesquisa científica
O peixe-zebra, também chamado zebrafish ou peixe paulistinha, tem se tornado uma espécie aliada da ciência nas pesquisas da área biomédica, nos estudos...
› últimas notícias
ENTREVISTA | MARCUS VINÍCIUS POLIGNANO
Rio das Velhas atinge nível crítico de vazão
Projeção para salário mínimo em 2018 é reduzida
Setor de serviços em Minas registrou queda de 3% no semestre
Cemig pode fechar acordo com a União
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:

Cadastrar
› Mais Lidas
Receita da Pif Paf deve ir a R$ 4 bilhões
Roubo de cargas onera toda a sociedade
Magnesita Refratários reporta prejuízo líquido de US$ 41,4 milhões
Vale passa a ter o controle indefinido e afasta o fantasma de interferência governamental
Estado busca alavancar indústria criativa
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


17 de August de 2017
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.