Publicidade
22 de May de 2017
Login
Entrar

DC Inovação

17/02/2017

Nova Lima sediará Distrito de Inovação

Para atrair empresas para a "zona especial para negócios digitais", está prevista isenção de ISS
Thaíne Belissa
Email
A-   A+
Com o distrito, Nova Lima dá passos importantes para substituir o ciclo do minério de ferro por projetos ligados à nova economia/Alisson J. Silva
O bairro Vila da Serra, em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), é o novo Distrito de Inovação de Minas Gerais. O título foi oficializado, ontem, durante assinatura de acordo entre a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), Sindicato das Empresas de Informática de Minas Gerais (Sindinfor) e Prefeitura de Nova Lima. A parceria permitirá uma série de iniciativas para fomentar a inovação no local, tornando-o uma “zona especial para negócios digitais”. Entre as ações propostas estão isenção de impostos para empresas do segmento e criação de uma escola pública de programação para crianças e adolescentes.

De acordo com o presidente do Sindinfor, Welington Teixeira, o distrito foi criado por uma confluência de interesses de atores que já atuavam no local. A começar pelo prefeito de Nova Lima, Vitor Penido, que mostrou interesse em fomentar a indústria digital na cidade e, em contrapartida, propor à Câmara dos Vereadores projeto de lei que estabeleça a isenção do Imposto Sobre Serviços (ISS), por período delimitado de tempo, às empresas digitais que se instalarem no município.

A cidade também já estava no radar da Fiemg por meio do programa Fiemg Lab Novos Negócios, que vai investir cerca de R$ 6 milhões em startups do Brasil inteiro e que será sediado no município. Durante assinatura do termo de parceria, que contou com a presença de vários vereadores e secretários do município, o presidente da Fiemg, Olavo Machado Junior, convocou todos a se empenharem para que a proposta do Distrito de Inovação saia do papel. “Assinar um convênio é fácil, mas fazer com que isso se torne realidade é um desafio. Convoco a todos para que ajudem nesse projeto para que possamos criar oportunidades em Minas Gerais”, disse.

Representante das empresas de tecnologia no Estado, Teixeira afirma que há motivos de sobra para tornar Nova Lima um polo de inovação do Estado. “A cidade concentra atores importantes para o ecossistema de inovação. Entre eles estão grandes empresas como a Fiat, que é uma expoente da tecnologia automotiva, o Instituto de Olhos e o Biocor, que se destacam na área de saúde e biotecnologia. Além disso, há a aceleradora Armosphera e fundos de investimentos importantes como a Confrapar e a Inseed”, afirma. O presidente lembra que o município ainda sedia importantes grupos na área de educação, como Fundação Dom Cabral (FDC), Grupo Milton Campos e Isabela Hendrix.

O prefeito de Nova Lima destacou que a inovação é essencial para o município, que tem arrecadação de R$ 500 milhões por ano. Ele afirma que é difícil dizer quanto esse volume deve aumentar a partir do título de Distrito de Inovação, mas ele acredita esse é um caminho para mudar a realidade da cidade. “Acredito que os resultados começarão a vir em dois, três, quatro ou 10 anos. Mas, o mais importante é fazer de Nova Lima uma cidade voltada para o futuro, aproveitando a juventude”, disse.

De acordo com o prefeito, a proposição e aprovação do projeto de lei para isenção de ISS para empresas de inovação não será um problema no município. Fato que foi garantido pelo vereador de Nova Lima, Olivânio Aguiar, durante o evento. “Nova Lima precisa diversificar a economia, saindo do ciclo do ouro e do minério e entrando para o ciclo do capital intelectual. A Câmara vai abraçar essa causa e ser protagonista dela”, disse.

Propostas - Além da redução de ISS para empresas do setor, outras ações já estão sendo pensadas para o Vila da Serra Distrito de Inovação. Um deles é a criação de uma escola pública que ensinará programação para crianças e adolescentes. “Queremos que a população de Nova Lima respire a cultura de inovação e, nesse sentido, nada melhor do que ensinar as crianças. A ideia é de que eles não só brinquem com seus jogos digitais, mas saibam construí-los também e, mais tarde, quem sabe não desenvolverão coisas maiores?”, destaca o presidente do Sindinfor, Welington Teixeira.

O presidente também adianta que há negociações para trazer uma estrutura de wi-fi diferenciada para a cidade, assim como carros elétricos públicos que percorram pequenos trajetos no Distrito de Inovação. Além disso, também se estuda a possibilidade de inserção de uma sinalização diferenciada nos espaços públicos. “A região já é muito bonita, mas a ideia é instalar sinalizações que tragam ares parecidos com os de polos de inovação de outros países e que deixem claro que os visitantes estão entrando em um distrito de inovação”, afirma.

O presidente explica que o nome “Distrito de Inovação” é importante para a divulgação do local e seu reconhecimento entre investidores e empresários do Brasil e do exterior. Mas, ele destaca que, na prática, ser uma zona especial para negócios digitais é muito mais que um simples título. “Um Distrito de Inovação precisa ter uma legislação específica para chamar a atenção das empresas, além de um conjunto de atores para atrair investimento. Nova Lima já tem um ecossistema embrião para se tornar um dos polos mais importantes de geração de tecnologia em Minas Gerais”, afirma.


Conheça o nosso canal no YOUTUBE


Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

16/05/2017
Fomentar inovação é aposta da MRV, Localiza e Intermedium
Investimento conjunto no projeto é de R$ 3 milhões
12/05/2017
MobQI recebeu mais de R$ 15 mi em investimento
A partir de junho, Reino Unido, Alemanha e Suíça estarão utilizando o MobQI, sistema brasileiro integrado entre app e web (que pode ser interligado com um device) que permite a...
11/05/2017
Fintechs vão liderar inovações no setor
Startups do segmento podem ajudar empresas ?tradicionais? a expandir oferta de produtos e serviços
11/05/2017
Dispositivo brasileiro promete zelar pela saúde de idosos
São Paulo - A presença de idosos a partir dos 60 anos apresentou um crescimento de 9,8% para 14,3%, de acordo com uma recente pesquisa do IBGE. Além disso, segundo...
11/05/2017
Capital terá capacitações gratuitas voltadas para o mercado de startups
Com cerca de 18 comunidades de startups, Minas Gerais se destaca no Brasil como sendo um dos estados com maior número de empresas nesse segmento. Ações de incentivo,...
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.