Publicidade
25/04/2018
Login
Entrar

Opinião

20/04/2017

O crime compensa para alguns construtores e loteadores

Kênio de Souza Pereira* e Rodrigo Nunes**
Email
A-   A+
Após o boom imobiliário aumentaram as notícias de construtoras, incorporadoras e loteadoras que encerram suas atividades ou que entram em recuperação judicial, causando prejuízos graves aos adquirentes de unidades na planta. Vários são os casos de empreendimentos que não saíram do papel, havendo outros em que os esqueletos de prédios permanecem até hoje inacabados, enquanto o incorporador fechou as portas,...

Exclusivo para assinantes.


Para ler esta e outras matérias, cadastre-se gratuitamente ou assine.

Ler 5 matérias por mês

     

Receber nossas newsletters



Assinar
Cadastrar

Ou faça login

Leia também

25/04/2018
Editorial
Prevenir para não remediar
25/04/2018
Riscos e desafios do sistema sindical
O progresso promovido no Brasil pela reforma trabalhista (Lei 13.467/2017), em vigor desde novembro passado, é inegável, corrigindo deformações históricas,...
25/04/2018
O desemprego em 2018
Os resultados divulgados pelo Ministério do Trabalho sobre admissões e demissões realizadas no Brasil no ano de 2017 revelam o fechamento de 21 mil postos de trabalho com...
25/04/2018
Propinodutos e seus efeitos
Fazendo apenas uma análise das idas e vindas do processo que condenou o ex-presidente Lula, mesmo para quem não é advogado ou jurista, em nenhuma hipótese, acredita que...
24/04/2018
Editorial
Riscos maiores vêm da política
› últimas notícias
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


25 de abril de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.