Publicidade
21/01/2018
Login
Entrar

DMEP - Cegueira das Organizações

19/12/2017

O que é data driven e por que isso é importante?

Daniela Maciel
Email
A-   A+
Data Driven é uma metodologia de análise e tomada de decisões orientada por dados. Basicamente, são soluções baseadas em algoritmos que a partir de um conjunto de dados extraem informações e as transformam em respostas objetivas para o sucesso de um negócio. Em vez de confiar na intuição humana, a tomada de decisão orientada por dados prevê a probabilidade de alguma coisa acontecer e quais decisões possuem as maiores chances de sucesso.

Até há pouco tempo, a maior parte das decisões era e ainda é tomada com base no feeling ou intuição da equipe e de especialistas. Contudo, com a maior capacidade tecnológica e a enorme quantidade de dados disponíveis, cada vez mais tem-se utilizado a análise de dados para orientar a decisão dentro de uma organização, permitindo maior assertividade nas escolhas e estratégias.

Basicamente, o Data Driven permite que uma situação dentro da organização seja analisada com base em dados, possibilitando uma maior segurança no diagnóstico da situação, suas causas e possíveis efeitos de estratégias ou potenciais soluções. A análise de dados já faz parte do dia a dia da maior parte das organizações e já ditam o rumo de discussões como: Qual cliente tem maior propensão a consumir meu produto? Porque as vendas estão diminuindo ou estão aumentando? Qual nível de estoque é necessário por produto e por momento? Quais as rotas de mercado potencialmente mais rentáveis e com maior chance de sucesso? Como meu cliente irá se comportar diante de mudanças de preços ou entrada de concorrentes? Quanto iremos vender nos próximos três meses? Qual a estratégia de preço com maior chance de sucesso?

Todas essas perguntas são extremamente complexas e, em geral, possuem diversas variáveis explicativas. Seria ingênuo pensar que a análise de dados, como em um passo de mágica, passasse a ter as respostas 100% corretas para todas elas. Na verdade, o papel dela é robustecer o processo de tomada de decisão e minimizar os efeitos da incerteza presentes em toda tomada de decisão. Além disso, a rapidez com que as bases de dados e capacidade de análise tem se ampliado aponta que cada vez mais esses sistemas baseados em dados serão mais assertivos e determinantes das vantagens competitivas das organizações.

O grande avanço da visão de Data Driven é permitir que as análises não se resumam a entender o que está acontecendo e porque está acontecendo, mas ajudar a responder o que vem depois ou como atuar pensando no futuro. Cada vez mais iremos escutar que o grande diferencial de uma organização é ser Data Driven Organization.

* Sócio-gerente da DMEP

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

16/01/2018
Matriz Ansoff: posicionamento estratégico guiado pelos vetores mercado e produto
Investigar o êxito de empreendimentos especiais e definir modelos que explicam seu sucesso são desafios enfrentados por empreendedores e cientistas organizacionais há anos....
09/01/2018
Desvendando o BSC - Parte 1: gerar valor ou estruturar competências?
O método BSC ou Balanced Scorecard é bastante difundido e utilizado pelas empresas para conduzir seu planejamento estratégico. Mas nossa experiência junto a diferentes...
29/12/2017
Criação de conselho alavanca o Pró-Município em Janaúba
Como resultado de oito meses de articulações e trabalho em torno da implantação do projeto Pró-Município, Janaúba celebrou a criação...
27/12/2017
Cadeia de suprimentos e posicionamento estratégico
A cadeia de suprimentos é um tema da administração e da gestão de organizações que visa reconhecer os diversos agentes e elos de um mercado, setor ou...
12/12/2017
A razão do insight
Recentemente, relendo um interessante livro do psicólogo Daniel Kahneman, ganhador do Prêmio Nobel de Economia em 2002 por seu pioneirismo nos estudos sobre os processos de tomada de...
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.