20/06/2018
Login
Entrar

DC Franquia

26/04/2017

Orthocrin vai inaugurar 30 lojas

Com 83 unidades no Brasil, empresa projeta fechar o ano com 112 franquias
Mírian Pinheiro
Email
A-   A+
Franquia da marca Orthocrin em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, recebeu investimento inicial de R$ 100 mil/Divulgação
Com o objetivo de crescer 20% neste ano em relação a 2016, a Orthocrin vem investindo na expansão de sua atuação por meio de franquias. Com 83 lojas no Brasil, a empresa prevê fechar o ano com 112 unidades. “Esperamos abrir mais 30 franquias nos estados de Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro e Bahia, além do Distrito Federal”, esclarece a diretora de franquia da Orthocrin, Ana Carolina Prates Ferolla.

A empresa tem capacidade para produzir 3.500 colchões por dia e agora, com a inauguração do novo parque industrial em Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), poderá ter a sua capacidade de produção aumentada em até 30%, passando para 4.550 colchões por dia.

De acordo com um estudo do Gold Map e Intelligence Group, o potencial de consumo de colchões no Brasil é de quase R$ 5 bilhões. Os números explicam o otimismo do diretor operacional da Orthocrin, Alexandre Prates. Segundo ele, a marca seguirá mantendo as melhores expectativas para este ano, mesmo com a economia do País ainda em recuperação. “Apesar de uma queda de 2% em nosso faturamento no ano passado em relação a 2015, estamos esperançosos na conquista da meta de crescimento (20%). A queda se deu pela diminuição do poder de compra da população. O nosso planejamento para os próximos meses está focado nas lojas multimarcas, franquias, magazines e e-commerce. Por isso acreditamos no crescimento”, explica o executivo.

Para obter o direito de uso da marca, o empreendedor deve investir inicialmente cerca de R$ 100 mil, como foi o caso do dono da mais nova franquia da marca em Uberlândia, no Triângulo Mineiro. O empresário Vinícius dos Santos Abreu já tinha duas lojas em Patos de Minas, região do Alto Paranaíba, e diante dos resultados positivos que obteve, se sentiu confiante para abrir mais uma unidade especializada em colchões. “É a primeira franquia Orthocrin em Uberlândia e estou muito otimista em relação às vendas e lucratividade”, observa.

Para ele, a crise é uma fase desafiadora, mas de muitas oportunidades. “É nesse momento que conseguimos negociar mais os valores com os fornecedores, obtendo assim preços justos. Algumas pessoas acreditam que não se deve investir nesse período mais complicado da economia, eu penso o contrário. Agora é que devemos investir para que, quando a calmaria vier, possamos colher os frutos”, afirma o empreendedor.

Segundo Abreu, a segurança em abrir o negócio vem da estrutura e apoio da franqueadora. O faturamento médio mensal de uma loja é de R$ 100 mil, dependendo de variáveis como ponto, porte, circulação de pessoas etc.

O setor, na opinião da diretora Ana Carolina Ferolla, tem como principal diferencial para os empreendedores a taxa de sobrevivência no mercado, que é em torno de 80%.

Market share - O Triângulo Mineiro é uma das regiões nas quais a marca vem investindo. Tanto que mais duas franquias serão inauguradas em Uberlândia e Araxá. A supervisora de franquias da Orthocrin, Juliana Álvares, explica que a região é muito próspera e a marca acredita em seu potencial. “Com uma estratégia para ganharmos mercado, decidimos abrir essas lojas ainda nesse primeiro semestre”, explica.

A supervisora diz que a Orthocrin já estava presente nessas cidades dentro de lojas multimarcas. “Com a abertura dessas franquias ofereceremos um atendimento personalizado e especializado, além de produtos que só são vendidos nas lojas especializadas da marca”, afirma Juliana Álvares.

O Selo de Excelência em Franchising 2017, concedido pela Associação Brasileira de Franchising (ABF), foi mais uma vez para a Orthocrin, vista como uma das empresas mais tradicionais do segmento de colchões, com 53 anos de mercado. Em sua 27ª edição, a premiação é uma referência para o mercado e homenageia as redes de franquias pela alta qualidade de suas operações e de suas relações com os empreendedores. Quem avalia as redes são os próprios franqueados.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

22/02/2018
Clube de Permuta estima movimentar R$ 60 milhões
Rede projeta somar 20 unidades em todo o País ainda este ano
22/02/2018
Multicoisas vai abrir 35 lojas em 2018
De acordo com o gerente de expansão da Multicoisas, rede de franquias do setor de negócios, serviços e produtos especializada na comercialização de...
22/02/2018
Kumon planeja inaugurar mais 10 escolas em Minas
O Kumon, rede de franquia educacional, com mais de 1.400 unidades espalhadas por cerca de 550 cidades brasileiras, reforça a expansão em Minas. De acordo com o gerente de...
07/02/2018
Meta da Buddys é chegar a 50 escolas
30 delas devem ser inauguradas ainda no primeiro semestre, as demais até dezembro
07/02/2018
Cheirin Bão vai valorizar pequenos produtores
Cafés tão distintos e de edição limitada que valem a pena esperar por eles e conhecer a sua história são a nova aposta de franquia de café especial...
› últimas notícias
Novo cenário econômico impacta a construção civil
MRS firma parcerias para avançar
Camex susta antidumping a produtos de China e México
Compras das siderúrgicas retraem 3%
Anfavea e Finep estudam construção de centro de testes automobilísticos
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


20 de junho de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.