Publicidade
26/07/2017
Login
Entrar

Finanças

21/04/2017

Pagamento de juros soma R$ 54 bilhões no País

Montante registrado em fevereiro foi divulgado na quinta-feira pelo BC, que apresentou um novo indicador
Email
A-   A+
Indicador de Custo de Crédito ficou em 23,1% ao ano em fevereiro/Marcos Santos/Usp Imagens
Brasília e São Paulo - O chefe do Departamento Econômico do Banco Central, Tulio Maciel, fez na quinta-feira uma apresentação do novo indicador da instituição, o Indicador de Custo de Crédito (ICC). Segundo ele, o ICC total de fevereiro foi de 23,1% ao ano. Os consumidores e empresas pagaram cerca de R$ 54 bilhões de juros em fevereiro. O volume diz respeito ao que foi pago como juros em operações de crédito contratadas no passado e que ainda estão em andamento.

Este percentual reflete o volume de juros pagos, em reais, por consumidores e empresas em fevereiro, considerando todo o estoque de operações, dividido pelo próprio estoque. Na prática, é um indicador que reflete a taxa de juros média efetivamente paga pelo brasileiro, nas operações de crédito contratadas no passado e ainda em andamento.

Por isso, o ICC difere-se das taxas médias de juros nas diferentes modalidades informadas mensalmente pelo BC - já que, neste caso, os percentuais são os cobrados na ponta, naquele mês em questão, em novas operações de crédito.

“O ICC refletirá, além da taxa de juros contratada, a intensidade do custo de crédito”, comentou Maciel, durante a apresentação. “O ICC reflete muito mais o que é o juro devido que a taxa na ponta”, acrescentou.

Em fevereiro, o ICC para pessoas físicas atingiu 29,4% ao ano e, para empresas, marcou 16,9% ao ano. O ICC será incorporado à Nota de Política Monetária e Operações de Crédito do Banco Central, divulgada todos os meses. Na divulgação da próxima semana, o documento já trará a atualização do indicador, com dados referentes a março.

Serão divulgados dados do ICC ligados a pessoas físicas e jurídicas e a operações de crédito livre e direcionado, além do indicador total. Maciel explicou ainda que a série histórica do ICC, construída pelo BC, começa em janeiro de 2013. Esta série também estará disponível no site da instituição, para consulta.

De acordo com Maciel, o ICC é um indicador complementar, que servirá para monitorar o custo de crédito. Além disso, servirá de subsídio para estudos posteriores do BC da composição do spread.

Em comunicado mais cedo, o BC ressaltou que as atuais estatísticas de taxas de juros divulgadas pela autoridade monetária têm foco nas taxas dos empréstimos contratados no mês em curso. “Para uma visão mais completa do custo do crédito, é necessária a combinação de informações atuais com a informação fornecida pelo ICC”, afirma o BC.

O ICC, segundo o BC, representa de forma mais fidedigna os desembolsos previstos pelos contratos vigentes. “Ele é calculado a partir da relação entre o volume de juros no serviço da dívida e o saldo da carteira de crédito.”

O BC destacou que o novo indicador será ferramenta importante para apoiar o desenvolvimento das ações do “Crédito Mais Barato”, pilar da Agenda BC+. (AE)

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

26/07/2017
Dúvidas com meta fiscal elevam dólar
Moeda sobe para R$ 3,17 e Bolsa tem forte movimento graças às ações da Vale e Petrobras
26/07/2017
Expectativa é de queda da Selic para 9,25%
Brasília - O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) iniciou ontem, em Brasília, a quinta reunião do ano para definir a taxa...
26/07/2017
Moody?s rebaixa perfil do sistema bancário
São Paulo - A agência de classificação de risco Moody’s rebaixou ontem o perfil macroenômico para o sistema bancário brasileiro para...
26/07/2017
Gás natural: BNDES vai estruturar privatização de estatais
Rio de Janeiro - O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) publicou os editais para contratar as consultorias que trabalharão na estruturação e...
25/07/2017
Copom inicia hoje reunião para definir taxa de juros
Selic pode cair para 9,25%
› últimas notícias
MRV planeja atingir marca de 500 mil unidades em 10 anos
Cemig se esforça para impedir leilão de suas usinas
AGU rebate argumentos de juiz do DF
TCU adverte Dyogo Oliveira sobre meta fiscal
Temer não considera a possibilidade de mexer no déficit deste ano
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:

Cadastrar
› Mais Lidas
Mineração: Setor ganha hoje novo marco regulatório
Drogarias e cosméticos têm expansão em BH
Festival apresentará iguarias de sete regiões do Estado
Precon recebe certificação inédita no País
MRV planeja atingir marca de 500 mil unidades em 10 anos
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› DC RH
Reforma 'é benéfica', avaliam especialistas
'Jornada intermitente é polêmica'
10 mudanças importantes para o mercado
Gestão de carreira: Cuidar da imagem pessoal abre oportunidades
TI e RH: entenda os benefícios dessa união
Leia todas as notícias ›
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


26 de July de 2017
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.