Publicidade
21/01/2018
Login
Entrar

DC Turismo

22/07/2017

Pampulha tem novos projetos

Prática de esportes náuticos e tour gratuito por toda a orla entre as ações previstas
Daniela Maciel
Email
A-   A+
Público poderá fazer um tour gratuito por todos os espaços culturais e turísticos que compõem o Conjunto/Belotur/ Divulgação
Há um ano, o Conjunto Arquitetônico da Pampulha, idealizado por Oscar Niemeyer, Roberto Burle Marx e Juscelino Kubitschek, conquistava o título de Patrimônio Cultural da Humanidade, concedido pela Organização das Nações Unidas para a Cultura, Ciência e Educação (Unesco). De lá para cá, a beleza dos monumentos modernistas que se integram ao sinuoso contorno da Lagoa da Pampulha ganhou notoriedade internacional. O patrimônio que já atraía visitantes mais atentos aos movimentos arquitetônicos virou notícia em todo o mundo.

O reconhecimento e a visibilidade chegaram no momento certo, justamente quando a Capital buscava a sua entrada no seleto time de destinos internacionais no Brasil. De acordo com o diretor do Conjunto Moderno da Pampulha, Gustavo Mendicino, o fato trouxe visibilidade não apenas para o Conjunto, mas também para a cidade e o Estado.

“O próprio anúncio já trouxe visibilidade e visitantes para a Pampulha. Nesse um ano tivemos um retorno extremamente positivo. Belo Horizonte hoje faz parte de uma lista de lugares muito seletos, capazes de atrair visitantes do mundo todo. Tudo isso reflete na relação dos moradores com a cidade. Belo Horizonte é uma cidade muito nova, então é preciso trabalharmos essa relação, pois só cuida de um patrimônio que o reconhece como seu e a preservação é, no fim, o que mais interessa”, avalia Mendicino.

De acordo com dados da Fundação Municipal de Cultura (FMC), o número de visitas aos diversos monumentos que compõem o Conjunto Arquitetônico da Pampulha aumentou em 19,52% no período de janeiro a maio de 2017, na relação com o mesmo intervalo no ano passado.

Além de turistas, a região vem atraindo também investidores. “Observamos claramente o aumento no interesse de investidores buscando a região. São empresas ligadas ao turismo, microempreendedores individuais e startups. Estamos incentivando esse movimento. É preciso lembrar que a Pampulha vai muito além da orla da Lagoa. Quando falamos do reconhecimento conferido pela Unesco, estamos falando de toda uma cidade e de uma região que lucra com isso. É assim que estamos trabalhando, no sentido da integração. Em um raio de 100 quilômetros, temos mais dois patrimônios mundiais, Ouro Preto e Congonhas; um dos destinos indutores mais importantes do País, Inhotim (em Brumadinho); e uma série de outros atrativos muito importantes”, explica o diretor do Conjunto Moderno da Pampulha.

Esportes náuticos - Uma novidade importante é a qualificação da Lagoa para a prática de esportes náuticos. O plano de zoneamento está em fase de conclusão e a expectativa é de que os atletas possam utilizar o espaço para treinos e competições em poucos meses.

Para comemorar o aniversário de um ano, a FMC realiza o projeto Viva Pampulha. Nos dias 29 e 30 de julho e 5 e 6 de agosto, o público poderá fazer um tour gratuito por todos os espaços culturais e turísticos que compõem o Conjunto Moderno da Pampulha. O passeio terá duração de três horas e será feito em uma Jardineira Chevrolet da década de 1950. Serão dois passeios diários (manhã e tarde), com 20 vagas disponíveis por viagem. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site www.bhfazcultura.pbh.gov.br. O roteiro do passeio inclui o Museu de Arte da Pampulha, Praça Alberto Dalva Simão, Casa do Baile, Igreja São Francisco de Assis, Praça Dino Barbieri, Iate Tênis Clube, Mirante Bandeirantes e Museu Casa Kubitschek, incluindo visitas guiadas aos espaços e apresentação das exposições.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

20/01/2018
Trade turístico contrata temporários e intermitentes
Só a Gi Group Brasil fechou 2017 com mais de 5 mil recolocações
20/01/2018
Grutas da Rota Peter Lund ganham nova iluminação
A pré-história de Minas Gerais já pode ser vista sob um novo olhar. As grutas da Rota Lund, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), ganharam novo projeto de...
13/01/2018
12 municípios ganham "portais de entrada"
Convênios, no valor de R$ 360 mil, têm como foco incentivar o turismo, transmitindo boas-vindas a quem chega
13/01/2018
Grupo Rio Quente, controlado pela Algar, conclui aquisição da Costa do Sauípe
O Grupo Rio Quente, que administra o complexo turístico Rio Quente, na cidade de mesmo nome, em Goiás - pertencente à holding Algar, sediada em Uberlândia, no...
06/01/2018
Codemig assume Thermas Antônio Carlos
Expectativa é de que o empreendimento possa ser concedido para exploração pela iniciativa privada
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.