Publicidade

Negócios

16/03/2017

Patrícia Goedert Doçaria abre em BH primeira loja fora da região Sul do País

Mírian Pinheiro
Email
A-   A+
Entre as mais novas franquias abertas na Capital, das 130 mil unidades que operam hoje em todo o Brasil, está a Patrícia Goedert Doçaria, com sede em Florianópolis (RS). Ao todo, são quatro lojas, sendo que a matriz e a fábrica, que fornece produtos para todas as franquias, em Florianópolis. Existe ainda outra doceria na capital de Santa Catarina, uma em Balneário Camboriú (SC) e uma em Cachoeira do Sul (RS). A unidade de Belo Horizonte será a primeira localizada fora da região Sul do País, fazendo parte de um projeto de expansão da empresa que, segundo a fundadora, pretende abrir 20 lojas dentro de quatro anos.

Foram cinco meses de negociações e acertos para que a Patrícia Goedert Doçaria fosse aberta, no bairro Luxemburgo, região Centro-Sul da Capital. A concepção da loja priorizou o conceito Festa. Assim, no meio do salão, está sempre montada uma mesa com cupcakes que podem ser montados de acordo com o gosto de cada um. “Após pesquisarmos o mercado belo-horizontino, notamos que não havia nada parecido com a nossa proposta na cidade. Esse estudo do mercado foi primordial para decidirmos trazer uma unidade para cá”, explica Carla Scaldaferi, sócia do empreendimento e dona de outra franquia na cidade na área de estética.

A pesquisa da empresária tem respaldo. De acordo com a Associação Brasileira de Franchising (ABF), o setor de franquias em 2016 cresceu 9,2%, com um faturamento de R$ 31,3 bilhões. Parte do crescimento do setor tem sido atribuído ao cenário recessivo pelo qual passa o País e ao alto número de demissões ocorridas nos últimos meses. O estudo mostra ainda que em termos percentuais, foram abertas 3,7% de novas unidades e fechadas 1,1% em 2016. O saldo entre franquias abertas e fechadas fechou positivo em 2,5% novas unidades, o que por si só é animador. Embora o desempenho do setor de franquias em 2016 tenha tido um crescimento linear, alguns segmentos se destacaram, entre eles o de alimentação, 14%.

Já de olho na Páscoa, a empresária diz que serão lançados quatro sabores de ovos artesanais de colher inspirados nos doces servidos na doceria: Nega Gatô; Red Velvet; bolo de cenoura com calda de brigadeiro e kit kat; e churros com Nutella. A expectativa é comercializar uma tonelada e meia de produtos por mês - entre doces, salgados, cupcakes e minitortas. A loja de Belo Horizonte tem 154 metros quadrados e conta com 10 funcionários. Parte das guloseimas servidas vem diretamente da fábrica, em Florianópolis.

Guloseimas artesanais e com sabores exclusivos, tanto doces quanto salgadas, além de um ambiente com decoração em estilo provençal, com detalhes em branco e rosa, e um charmoso deck para a rua dão o diferencial da casa. “Outra é que trazemos o conceito de doces inteiros, individuais. E o que vemos muito por aqui as tortas ou bolos de pedaço, no peso”, comenta a sócia.

Chancela - A história de sucesso da marca criada pela doceira Patrícia Goedert há 19 anos, na capital de Santa Catarina, foi determinante na escolha pela franquia.

“Sempre foi um sonho termos um negócio próprio. E a empresa nos dá uma ótima base para trabalharmos nosso espaço como uma franquia”, ressalta Carla Scaldaferi, que, assim como o sócio e marido Rodrigo Savino, possui formação em engenharia.

Ela conta ainda que, uma visita à cidade de Florianópolis (SC), onde conheceram e se encantaram com os produtos foi fundamental para nascer a ideia de trazer para Belo Horizonte a experiência gastronômica.

Experiência que, para a franqueadora, começou em 1999, na cozinha de sua casa. Sem pretensão e sem plano de negócios, Patrícia Goedert começou a confeitar os primeiros bolos e doces para pequenas festas de amigos e parentes. Junto com as encomendas, cresceu também a vontade de estar mais perto das pessoas, para que suas criações ficassem mais acessíveis.

Em 2013, o sonho virou uma franquia. Após anos de planejamento. Patrícia Goedert inaugurou o primeiro café de sua marca. Um espaço que, segunda ela, convida o cliente a sair da rotina e entrar em uma experiência única, reunindo o melhor dos seus produtos, cafés e um buffet de cupcakes interativo.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

25/03/2017
Emissoras de rádio assinam na Capital termo aditivo de migração de AM para FM
Minas Gerais possui o maior número de empresas que vão realizar essa mudança no Brasil
24/03/2017
Fiemg Lab decola em Belo Horizonte
Abertura oficial do programa focado na indústria celebrou as 100 principais inovações da Capital
24/03/2017
Arrumar a casa antes de convidar as visitas: as lições de marketing online da Printi
Você investiu em marketing digital, mas o retorno foi menor do que esperava? Esse foi o desafio enfrentado pelos empreendedores da Trocafone no final do ano passado. Confira o que eles...
24/03/2017
Quase 18% dos foliões no Carnaval da capital mineira eram turistas
Uma pesquisa feita pela Empresa Municipal de Turismo de Belo Horizonte (Belotur) e Secretaria de Turismo de Minas Gerais (Setur-MG) traçou o perfil dos foliões presentes no Carnaval...
24/03/2017
Portugal estreita laços comerciais com Minas
Proximidade faz com que as portas se abram dos dois lados do Atlântico, com acesso também ao Mercosul
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.