Publicidade
20/11/2017
Login
Entrar

Economia

14/11/2017

PBH vai antecipar a segunda parcela do 13º salário

Executivo anunciou R$ 118 milhões a serem pagos em 15 de dezembro
Gabriela Pedroso
Email
A-   A+
Segundo Kalil, além do 13º salário, a PBH vai quitar dívidas atrasadas da saúde, de R$ 67 mi/Alisson J. Silva
O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PHS), anunciou ontem que vai antecipar para o dia 15 de dezembro o pagamento da segunda parcela do 13º salário do funcionalismo municipal. Pela lei, o Executivo teria até o dia 20 do mesmo mês para efetuar a quitação dos valores. Entretanto, com a economia alcançada com medidas como a reforma administrativa e a renegociação de contratos, foi possível, segundo o órgão, adiantar em cinco dias o benefício. Ao todo, serão aproximadamente R$ 118 milhões pagos a cerca de 58 mil servidores, aposentados e pensionistas.

Na última sexta-feira (10), a Prefeitura chegou a divulgar que efetuaria o pagamento até o dia 20 de dezembro, cumprindo o que manda a legislação. Ontem, porém, Kalil comunicou a mudança argumentando que a antecipação contribuirá para que os servidores se planejem com mais calma para as festas de fim de ano.

“Queria afirmar que, diferentemente da maioria dos municípios do Brasil, por uma questão de logística para o funcionalismo público, vamos antecipar o pagamento da segunda parcela do 13º salário do dia 20 para o dia 15 de dezembro. Entendo que o pagamento no dia 20 seria muito em cima para os servidores públicos programarem suas compras e festas natalinas”, disse o prefeito, durante entrevista coletiva na sede da Prefeitura.

A quitação da primeira parcela do benefício dos servidores municipais, equivalente a R$ 116 milhões, foi feita no dia 20 de julho. A PBH gastará neste ano em torno de R$ 234 milhões em 13º salário.

Quem comemora a injeção adiantada dos recursos na economia da capital mineira é o comércio. Com os R$ 118 milhões, a expectativa do setor é de que o ambiente se torne favorável ao consumo. A economista da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL-BH), Ana Paula Bastos, explica que, tradicionalmente, a segunda parcela é destinada às compras de Natal.

“Isso é positivo para o comércio e para os funcionários públicos municipais, que podem se programar, antecipar as compras e os gastos, e também para quem está endividado poder pagar as dívidas”, analisa a economista da CDL-BH. Na próxima semana, a entidade deve divulgar a expectativa de vendas e intenção de consumo para as festas de fim de ano.

Saúde - Além da antecipação do 13º salário, a política de um governo mais enxuto e a melhoria nas formas de arrecadação vão contribuir também, segundo a Prefeitura, para a regularização das dívidas atrasadas da Saúde. O órgão prometeu que vai pagar integralmente os débitos ainda pendentes da área, que giram em torno dos R$ 67 milhões, com os recursos poupados.

“A população de Belo Horizonte tem o direito de saber qual é o resultado da austeridade dessa gestão, onde foi colocado todo o esforço de economia, de redução de cargos e secretarias. Quando se cortam privilégios, secretarias e os cargos comissionados, isso retorna à população, na forma de pagamentos aos fornecedores, que estavam pendentes há anos, e também com a antecipação do pagamento do 13º salário ao funcionalismo”, destacou Kalil.

A Prefeitura informou que, desde o início do ano, já regularizou quase R$ 200 milhões em dívidas da Saúde de 2014 a 2016.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

18/11/2017
Contagem projeta investimentos
Industriais chineses dos setores de mobilidade e energia manifestaram interesse
18/11/2017
Aplicações crescem no terceiro trimestre
Rio de Janeiro - O indicador do Ipea de Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) avançou 0,4% em setembro ante agosto, acumulando no terceiro trimestre alta de 1,4%, informou o...
18/11/2017
Setor privado brasileiro quer garantia de acesso a licitações públicas no exterior
Genebra - O setor privado brasileiro quer o estabelecimento de acordos para garantir maior acesso a licitações públicas no exterior. Numa consulta inédita com...
18/11/2017
Setor de serviços registra aumento de 0,2% em Minas
Apesar do resultado positivo em setembro, foi apurada queda de 3,1% nos primeiros nove meses deste ano
18/11/2017
Falta trabalho para 26,8 milhões de brasileiros, de acordo com o IBGE
Rio - A taxa composta de subutilização da força de trabalho passou de 23,8% no segundo trimestre de 2017 para 23,9% no terceiro trimestre, segundo os dados da Pesquisa...
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.