16/07/2018
Login
Entrar

Política

12/04/2018

PGR pede prazo para caso Aloysio

AE
Email
A-   A+
Brasília - A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, encaminhou ao Supremo Tribunal Federal (STF), pedido para que a Polícia Federal conclua, dentro do prazo de 60 dias, a implementação da diligência de pesquisa de dados e informações nos sistemas de comunicação e de contabilidade paralela usados pela Odebrecht no âmbito do inquérito que apura se houve recebimento de vantagem indevida por Aloysio Nunes (PSDB-SP), quando senador.

Atualmente ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes é investigado por, supostamente, ter intercedido em favor da empreiteira nas negociações com a Dersa em obras do Rodoanel Sul no Estado. O documento foi enviado ao ministro Gilmar Mendes, relator do inquérito, na Corte.

No parecer, a procuradora-geral pede ainda que a PF tenha acesso e possa analisar a lista de hóspedes de hotéis da cidade de São Paulo, onde eram feitas as entregas de dinheiro pago pela Odebrecht a Aloysio Nunes, de acordo com depoimento de Carlos Armando Paschoal, ex-executivo da empreiteira, à PF. Paschoal afirma que “o representante de Aloysio Nunes indicou hotéis na zona sul de São Paulo como local para o recebimento das duas parcelas de R$ 250.000.00”.

“Feito este breve relato, requeiro o retomo do Inquérito à Polícia Federal, pelo prazo de 60 dias, para a implementação da diligência de pesquisa de dados e informações referida no Despacho de fls. 88/90, além da conclusão da que se encontra pendente”, escreve Raquel, no documento assinado em 5 de abril.

A manifestação da procuradora-geral é uma resposta à solicitação de 8 de março do delegado Leandro Alves Ribeiro, responsável pela investigação no âmbito da Polícia Federal.

“Diante do término do prazo fixado para a realização de diligências nos autos do presente Inquérito, remetam-se os autos ao Supremo Tribunal Federal, pugnando pela prorrogação de prazo (60 dias) para o conclusão das investigações, em especial o recebimento e análise da lista de hóspedes dos hotéis da cidade de São Paulo, bem como para apreciação do pedido feito pela Polícia Federal para acesso irrestrito aos sistemas de comunicação e contabilidade paralela  do grupo Odebrecht e, caso deferido o acesso, para a realização de análise dessas informações no interesse do presente Inquérito”, escreveu Ribeiro.

À reportagem, o ministro afirmou esperar que essa seja a última prorrogação. “A Constituição garante aos cidadãos duração razoável das investigações. Eu também espero que isso se aplique aos inquéritos”, disse.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

14/07/2018
Marun atribui "pauta-bomba" às eleições
Projetos em tramitação no Congresso podem ter impacto superior a R$ 100 bilhões nos gastos públicos
14/07/2018
PGR defende imparcialidade de Moro no processo de Atibaia contra Lula
Brasília - A Procuradoria-Geral da República (PGR) defendeu no Superior Tribunal de Justiça (STJ) a “imparcialidade” do juiz Sergio Moro, ao comandar o...
14/07/2018
Governo vai revogar a medida provisória das loterias
Brasília - O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, disse na sexta-feira (13) que o governo decidiu revogar a medida provisória que retirou recursos das loterias de...
14/07/2018
Supremo Tribunal Federal pediu retirada de veto a reajuste da LDO
Brasília - Uma nota técnica enviada ao Congresso Nacional pela presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, foi um dos fatores de...
14/07/2018
Henrique Eduardo Alves ganha liberdade
Ex-ministro do governo Temer é beneficiado pelo mesmo habeas corpus concedido a Eduardo Cunha
› últimas notícias
JPMorgan encerra trimestre com receita 6,5% maior e lucro acima das expectativas
Setor de serviços encolhe 6,7% em maio em Minas Gerais
Cemig pretende alongar prazo de dívida
Faemg concede Medalha do Mérito Rural aos que contribuem com a agropecuária
Mercado de eventos dribla a crise em Belo Horizonte
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


14 de julho de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.