Publicidade

DC Auto

16/12/2016

Piaggio aposta no mercado nacional

Demanda crescente motiva posicionamento do grupo em um cenário econômico desafiador
Rogério Machado* de São Paulo
Email
A-   A+
Motoplex é o posto de vendas, convívio e assistência técnica da Piaggio/Rogério Machado
O grupo Piaggio, detentor da marca Vespa, também mantém uma linha com o seu nome e, agora, chegou a vez de a marca estabelecer o seu espaço no mercado brasileiro. Para o grupo italiano, representado aqui pela Asset Baclly, a Vespa ocupa o segmento premium dos scooters, enquanto a Piaggio possui uma gama com maior amplitude, atendendo a mobilidade urbana, mas sem esquecer das estradas e soluções para maior conforto.

A demanda crescente por scooters, identificada pela marca italiana, motiva o seu posicionamento em um cenário desafiador para o Brasil, enquanto no cenário internacional algumas indicações apontam pela gradativa substituição das motocicletas por esses veículos, fenômeno que também deverá acontecer por aqui.

A Asset Baclly estabeleceu como meta vender 12.000 unidades no próximo ano, incluindo aí os produtos Vespa que deverão participar com 40% desse volume.

Os quatro produtos oferecidos neste retorno da marca são chamados na Itália de “roda alta” devido a adoção de rodas maiores na dianteira, entre 16 e 17 polegadas, comparadas com as de “roda baixa”, que medem entre 12 e 14 polegadas.

A “roda alta” confere maior estabilidade e conforto no caso de ruas e estradas esburacadas, qualidade que se aplica plenamente ao nosso cenário, enquanto a “roda baixa” se torna mais sensível aos buracos devido ao pequeno diâmetro.

Dois scooters possuem motorização de 150cc, equipados com novos motores batizados de iGet, atendendo aspectos relativos a emissões, lançados este ano na Itália. O projeto iGet é modular e permite que seja montado tanto com refrigeração líquida quanto com refrigeração a ar forçado, além de atender diferentes cilindradas (na Itália é oferecido com 50cc, 125cc e 150cc).

Na classe superior, que pode encarar a estrada, a Piaggio trouxe o Beverly 300 e o MP3 300. Os quatro modelos apresentam desenhos e propostas próprias conforme descreveremos a seguir.

Liberty 150 e a Medley 150

A Liberty pode ser considerada a versão de entrada e utiliza um motor quatro tempos iGet com três válvulas, refrigerado a ar com injeção eletrônica produzindo 13cv a 7.750rpm (13Nm de torque a 5.250 rpm) e transmissão automática. O freio anterior é ABS enquanto o traseiro é mecânico, a tambor.

A Medley possui formas um pouco mais elaboradas e pode abrigar dois capacetes sob o assento. Utiliza um motor monocilíndrico quatro tempos iGet com quatro válvulas, refrigerado a água com injeção eletrônica produzindo 15cv a 7.750rpm (14,4Nm de torque a 6.500rpm) e transmissão automática.

O freio é ABS de dois canais (anterior e posterior). Uma novidade é a presença da função start-stop, geralmente associada aos automóveis e que reduz o consumo e as emissões.
Estas diferenças tecnológicas, além do tamanho ligeiramente maior da Medley (o entre-eixos é maior 50 mm) estabelece também duas linhas de preços. Enquanto a Liberty é vendida por R$ 15,90 mil, a Medley custa R$ 26,90 mil.

Beverly 300

Para quem quer maior potência e conforto, a Piaggio dotou o modelo Beverly de conteúdos mais sofisticados, além de dimensões notadamente maiores com 2.190 mm de comprimento e entre-eixos de 1.535 mm.

O motor é um monocilíndrico quatro tempos de refrigeração líquida que produz 21cv a 7.250rpm (22,5Nm de torque a 5.750 rpm), apropriado ao peso de 183 kg em ordem de marcha e dotado de câmbio automático.

Um ótimo conteúdo enriquece e deixa a Beverly mais segura, os freios ABS com dois canais são completados pelo ASR, que impede que a roda traseira deslize em arrancada sobre superfície mais lisa, o que representaria uma queda.

Além disso, ela possui um telecomando que permite a abertura eletrônica do assento e o acionamento do pisca alerta que facilita a localização do veículo, muito útil na Itália e países asiáticos com dezenas de motos e scooters estacionados nas ruas.

Pensando nos gadgets eletrônicos, a Beverly possui uma tomada USB para recarga e ligação de dispositivos, além de um útil porta-objetos na carenagem anterior. O modelo está à venda por R$ 34,90 mil.

MP3 300

O MP3 é um scooter com três rodas e, diferentemente de um triciclo, as duas rodas anteriores são articuladas, permitindo que ele se incline nas curvas. A presença de uma roda a mais na frente faz com que ele ganhe grande estabilidade e aderência e, o volume anterior, oferece bastante proteção ao usuário, seja com relação a água ou poeira.

O MP3 possui um comando no guidão que trava a articulação das rodas anteriores, mantendo-as na vertical, o que pode ser útil em uma parada em sinal de trânsito. Nesta posição, o usuário pode colocar os dois pés no piso do scooter e, ao arrancar, desbloquear com facilidade.

Além disso, ele é dotado de um freio de estacionamento, localizado do lado interno da carenagem, logo abaixo do guidão. Por último, o MP3 possui um pedal que aciona simultaneamente as rodas anteriores e a posterior, porém, o usuário poderá optar pelas manetes do guidão e fazer uso independente.

Para adequar o veículo a rotina de uso, estão disponíveis duas opções de chassis, um longo e um mais curto, cada uma delas com duas versões de acabamento de acordo com a seguinte descrição:

MP3 Yourban e Yourban Sport

A MP3 de entrada tem o chassis curto, com 1.440 mm, oferecido na versão Yourban e Yourban Sport. Elas são dotadas de motor monocilíndrico 278cc, 4 tempos com 4 válvulas produzindo 23cv a 7.750rpm (24Nm de torque a 5.750rpm).
Itens de segurança incluem ABS e ASR. A disponibilidade de acessórios permite uma boa dose de personalizações. Para-brisas, bagageiro traseiro, protetores de punho, pacote multimídia, antifurto e protetor de pernas, entre outros. A Yourban Sport custa R$ 38,80 mil e a Yourban LT é vendida a R$ 39,80 mil.

MP3 LT Sport e LT Business

O chassis mais longo confere maior conforto e maior estabilidade direcional. Assim como na Yourban, elas vêm com freios a disco ABS nas três rodas. Oferecem o que há de melhor em segurança de frenagem e o controle de tração (ASR) evita que a roda de tração deslize em pisos escorregadios.

A mecânica é a mesma da Yourban, bem como amplo conjunto de acessórios que contemplam também a conectividade. A LT Sport custa R$ 47,80 mil e a LT Business tem o preço de R$ 49,80 mil.

Motoplex - Posto de venda, convívio e assistência técnica

Os locais de venda da Piaggio inauguram uma nova lógica de relacionamento com o consumidor. A estratégia inclui lojas em shoppings, lojas de rua e uma sofisticada unidade capaz de reunir até quatro marcas do Grupo Piaggio (Piaggio, Vespa, Aprilia, Moto-Guzzi, Derbi e Gilera) em um só espaço.

Por enquanto temos por aqui somente duas marcas, a Piaggio e a Vespa, mas o espaço já está pronto.

A nova estrutura comercial foi denominada Motoplex, concentrando um showroom das marcas, uma área de convívio e uma oficina de assistência técnica. Existem poucas no mundo, entre elas, a unidade de São Paulo (SP).

*O colaborador viajou a convite do Grupo Piaggio

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

24/02/2017
Peugeot 208 GT é um legítimo esportivo
Compacto premium conta com motor 1.6 16V turbo de 166/173 cv e câmbio manual de seis marchas
24/02/2017
Retromobile: arte sobre rodas em Paris
Ambiente acolhedor e mais de 500 automóveis expostos mostram a força do evento no calendário
24/02/2017
BMW F800 GS traz melhorias técnicas
Modelo 2017 já está nas lojas
24/02/2017
Versão Adventure completa a linha XRE 300
Uma novidade para os fãs da Honda XRE 300: a inédita versão Adventure que chega como mais uma opção em grafismos diferenciados à linha 2017....
24/02/2017
Novo Schaefer 510 já foi testado e aprovado
Anunciada ao público durante o último São Paulo Boat Show, no início de outubro do ano passado, o novo barco da Schaefer Yachts – Schaefer 510 – teve seus...
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.