Publicidade
22/08/2017
Login
Entrar

DC Franquia

28/12/2016

Pizza César aposta em regionalização

Daniela Maciel
Email
A-   A+
A Pizza César trabalha com fornecedores locais homologados/Rodrigo Carletti/Divulgação
Pronta para fincar os pés em Minas Gerais, a Pizza César, marca de pizzarias e delivery de Brasília, aposta na regionalização de sabores para conquistar os sempre “desconfiados” consumidores mineiros. Com oito unidades no Distrito Federal, a empresa, surgida em 1995, levou dois anos para formatar o projeto de expansão por franquias.

Segundo um dos sócios da Pizza César, Leonardo Ramos, a marca começou apenas com o modelo de delivery. Apenas em 2006 começaram a trabalhar com loja física. Até hoje, porém, a entrega em domicílio responde por 60% do negócio. “Trabalhamos um pouco diferente, em um sistema que visa o custo-benefício para o cliente com produtos de alta qualidade, seja no delivery, rodízio ou à la carte. É um modelo mais competitivo, otimizando a estrutura. Também apostamos na regionalização do cardápio. Cada região tem suas particularidades e grandes marcas internacionais pecaram justamente nisso no Brasil. Hoje já fazemos essa pesquisa com muita facilidade. São mais de 80 sabores”, explica Ramos.

A meta é alcançar as cidades com mais de 300 mil habitantes nos estados de Goiás, Rio de Janeiro, São Paulo, além de Minas Gerais. Para o primeiro ano, estão previstas cinco lojas e 20 contratos assinados. E, no prazo de cinco anos, 87 unidades. Delas, 10% devem estar em território mineiro. As lojas devem ser de rua. “Para trabalhar com delivery as lojas de rua ideias. Além disso, o custo dos malls é muito alto e não compensa para o nosso perfil”, destaca o empreendedor.

Alguma experiência no setor comercial é desejável por parte do candidato a franqueado, porém não faz com que alguém seja descartado. Disponibilidade de tempo e aprovação da família, além do capital são itens essenciais. O investimento inicial médio previsto é entre R$ 500 mil e R$ 700 mil, a depender do ponto comercial escolhido.

Todo o treinamento é realizado nas unidades próprias da rede e cabe à franqueadora selecionar os fornecedores e realizar compras, muitas vezes, centralizadas, facilitando a vida dos operadores e garantindo economia. “Fizemos parceria com os fabricantes nossos fornecedores, que entregam em todo País. Para os alimentos frescos trabalhamos com fornecedores locais homologados. Isso garante qualidade e melhores preços, dando fluidez ao negócio”, completa o executivo.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

19/08/2017
Volume de negócios da Vazoli cresceu 35% no 1º trimestre
Meta é fechar 2017 com 105 lojas em operação; Estado será contemplado
19/08/2017
Oral Unic abre 2ª clínica em Minas
A Oral Unic, rede de clínicas especializadas em implante dentário, inaugura em setembro a segunda unidade em Minas Gerais, em Uberaba, no Triângulo Mineiro. De acordo com o...
19/08/2017
Mary Help faturou R$ 20 mi em 2016
A franquia de serviços domésticos Mary Help fechou 2016 com um faturamento de R$ 20 milhões. A expectativa para este ano é alcançar R$ 28 milhões, um...
18/08/2017
Franquias inovam para não perder clientes
Rever o formato e a busca por soluções inteligentes estão entre as estratégias adotadas pelas redes
18/08/2017
Único ganha espaço com usina móvel
Bem mais raras do que as operações de varejo, as franquias industriais encontram no mercado entre empresas, conhecido como B2B, um interessante nicho. Tendo como foco as empresas que...
› últimas notícias
Preço de imóvel para venda na Capital foi o menor de 2017
Déficit habitacional em Minas chegou a 8%
Liminar suspende o leilão de quatro usinas da Cemig
ANP vai priorizar volta da produção de campos maduros
Petrobras aumenta preços da gasolina em 3,3% e do diesel em 2,3% nas refinarias
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:

Cadastrar
› Mais Lidas
Mineira Supremo Carnes abre planta em Campo Belo
Banco Central registra avanço de 0,2% no Sudeste
ENTREVISTA | FRANK SINATRA, PRESIDENTE DA FCDL-MG
Cemig oferece R$ 11 bilhões para evitar leilão
Commodities impulsionam o Ibovespa
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


22 de August de 2017
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.