Publicidade
24/05/2018
Login
Entrar

Economia

26/04/2018

Porto de Santos atinge nível recorde no movimento de cargas em março

AE
Email
A-   A+
São Paulo - O movimento de cargas no Porto de Santos em março alcançou recorde de 12,24 milhões de toneladas (t), o que corresponde a um aumento de 12,7% em comparação com igual mês do ano passado (10,86 milhões de t). Nos embarques, o crescimento foi de 11%, atingindo 9,02 milhões t (no mesmo mês de 2017 foi 8,12 milhões t). Nos desembarques, o incremento foi ainda mais expressivo: 17,7%, com a marca de 3,21 milhões t (ante 2,73 milhões t movimentadas em março do ano anterior).

Os números são da Gerência de Estatísticas da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), que salienta que o resultado é o melhor já registrado para um mês de primeiro semestre.

Conforme comunicado da Codesp, o início da safra brasileira de grãos é um dos principais fatores para o acréscimo expressivo na movimentação de cargas no porto. O embarque do complexo soja (grãos e farelo) foi o principal fator para o recorde. O número é o maior já registrado em um mês no Porto de Santos: 4,04 milhões de toneladas, 13,2% maior que o recorde anterior registrado em março do ano passado.
O açúcar, por sua vez, obteve um crescimento de 2,5% em relação ao ano anterior, marcando 1,09 milhão t (em março de 2017 foi 1,06 milhão t), o 2º produto mais embarcado no mês. O 3º produto no ranking é a celulose, com 421,5 mil toneladas, crescimento de 73,7% em relação a março do ano passado (242,5 mil t).

Outro destaque é o adubo. A carga registrou seu melhor desempenho histórico para o mês, com 247,2 mil toneladas (aumento de 31,9% em relação a março de 2017, quando o movimento foi de 187,5 mil t). É a 4ª carga de maior movimentação no geral e a 1ª em desembarques. A 2ª neste fluxo foi o enxofre, com crescimento de 19,7% e movimento de 177 mil t (em março de 2017 o registro foi de 147,8 mil t). em 3ª posição nos desembarques ficou o trigo, que também marcou seu recorde para o mês, com 112,5 mil toneladas (crescimento de 89,2% em relação a março de 2017, que obteve 59,4 mil toneladas).

Segundo a Codesp, o primeiro trimestre de 2018 registrou a movimentação de 30,91 milhões de toneladas no porto, resultado recorde para o período. O crescimento em relação aos três primeiros meses de 2017 foi de 10,8%.

Os embarques atingiram 21,93 milhões de toneladas, crescimento de 11,6% em relação a 2017.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

24/05/2018
Preço do etanol acompanha alta da gasolina na Capital
Associação de produtores alerta para risco de colapso
24/05/2018
Plano Diretor da Capital é questionado
Sinduscon defende crescimento sustentável das construções, com participação da sociedade nas discussões
24/05/2018
Sem acordo, caminhoneiros decidem continuar greve
Brasília - Caminhoneiros continuarão de braços cruzados hoje depois do fracasso de uma reunião da categoria com representantes do governo federal na tarde de ontem,...
24/05/2018
Biomm aciona Anvisa para liberar remédio
Medicamento no qual a fábrica de insulina humana já gastou R$ 180 mi ainda não tem registro aprovado
24/05/2018
Quatro de cada cinco empresas do País planejam investimentos para este ano
› últimas notícias
Preço do etanol acompanha alta da gasolina na Capital
Plano Diretor da Capital é questionado
Sem acordo, caminhoneiros decidem continuar greve
Biomm aciona Anvisa para liberar remédio
Quatro de cada cinco empresas do País planejam investimentos para este ano
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


23 de maio de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.