16/08/2018
Login
Entrar

Finanças

26/04/2018

Precatórios e ações judiciais somaram R$ 9,5 bi

AE
Email
A-   A+
Brasília - O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, comentou ontem que o déficit primário de R$ 24,828 bilhões em março se deveu à antecipação do pagamento de precatórios no mês passado.

“Grande parte da diferença em relação a março do ano passado (déficit de R$ 11,231 bilhões) se deve à antecipação de sentenças judiciais e precatórios, no valor de R$ 9,5 bilhões”, afirmou. “Normalmente, isso era feito no fim do ano, mas não há motivo para postergar o pagamento, já que não há insuficiência de caixa”, completou.

Almeida adiantou que neste mês também haverá antecipação desse tipo de pagamento, em torno de R$ 10 bilhões. “Essa despesa que é liquida e certa será sempre paga entre março e abril de todos os anos, como era de praxe. Com isso ganhamos maior previsibilidade do fluxo de obrigações que o Tesouro terá que cumprir”, acrescentou.

O secretário alegou ainda que, sem essa antecipação de pagamentos, o resultado primário do primeiro trimestre neste ano seria 80% melhor que o do mesmo período do ano passado. De janeiro a março, o déficit nas contas do governo central foi de R$ 12,980 bilhões.

Frustrações sucessivas - “A arrecadação teve um comportamento muito bom em janeiro e fevereiro, e mesmo a arrecadação de março teve um crescimento bom, de quase 4%”, lembrou. “No ano passado, o governo teve frustrações sucessivas de arrecadação no primeiro semestre. Quando isso acontece no começo do ano, retira recursos da projeção de receitas para o ano. Não é o mesmo caso agora”, alegou.

Já do lado da despesa, Mansueto repetiu que o que pressiona os gastos tanto no curto como no longo prazo são as despesas obrigatórias.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

15/08/2018
Ibovespa tem novo avanço após trégua
Índice acionário foi favorecido pela menor aversão ao risco no cenário internacional
15/08/2018
Fundo vai dividir R$ 6,2 bilhões de lucro com trabalhadores
Brasília - Trabalhadores com conta no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) receberão rendimento extra de 1,72% pelo lucro que o próprio fundo obteve com...
15/08/2018
Guardia aponta Brasil mais resistente do que Turquia
São Paulo - O ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, disse que o Brasil é mais resistente à volatilidade do dólar do que a Turquia, que vem enfrentando...
14/08/2018
Dólar avança e se reaproxima dos R$ 3,90
Influenciada pelo cenário externo, moeda norte-americana atingiu o maior nível em mais de um mês
14/08/2018
Mercado eleva projeção da inflação para 2018 e vê atividade econômica crescer menos
São Paulo/Brasília - O mercado passou a ver mais inflação neste ano, mas manteve a visão de que o Banco Central (BC) não vai mexer na Selic tão...
› últimas notícias
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


15 de agosto de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.