Publicidade
26/04/2018
Login
Entrar

Internacional

11/04/2018

Presidente da China revela planos de ampliar importações

AE
Email
A-   A+
Como contrapartida, líder chinês espera que países diminuam restrições a produtos tecnológicos/Fred Dufour/Reuters
São Paulo - Em uma firme defesa do livre-comércio global, o presidente da China, Xi Jinping, afirmou ontem, em evento em Pequim, que as reformas econômicas do país têm tido sucesso e que o governo dele pretende ampliar as importações “necessárias à população”.

“Vamos ampliar, de forma significativa, o acesso externo ao mercado chinês este ano, à medida que estamos trabalhando persistentemente para implementar medidas de abertura o mais rápido o possível. Acreditamos que essa abertura vai nos levar a um maior progresso”, afirmou Xi, durante o Fórum Boao para a Ásia.

O presidente chinês se comprometeu ainda em implementar as medidas de abertura econômica no país, especialmente nos setores de capitais e automobilístico. Em troca, Xi espera que os países reduzam as restrições de comércio de produtos tecnológicos.

Leia também:
EUA quer ‘ações gentis’ de chineses no comércio


Caminhos opostos - O tom do discurso de Xi contrasta com a linha adotada por seu homólogo dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, que cada vez mais tem tomado medidas protecionistas e atacado organismos multilaterais.

Sem mencionar as recentes barreiras tarifárias impostas pelos Estados Unidos, Xi disse que acredita que “o diálogo é a melhor maneira para resolver disputas”. “A globalização pode ser mais aberta e inclusiva, com o fortalecimento dos sistemas de negociação multilateral”, ressaltou.

Ao reforçar a disposição em “contribuir com o mundo”, Xi afirmou que a China está assumindo as responsabilidades de um “país global”, sem ameaçar os outros ou prejudicar a ordem global existente.

“Nós já contribuímos para mitigar a crise financeira na Ásia e no mundo. Essa mentalidade de Guerra Fria de que estamos competindo por espaço está fora de lugar. O que acreditamos é que os Estados devem se abster de tentar ampliar sua dominância”, disse.

O evento conta com a presença, entre outros, da diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, e de empresários de diversos setores.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

26/04/2018
Evo Morales pode intervir em polêmica da Unasul
Brasil e mais 5 países suspenderam recentemente participação no bloco
26/04/2018
Camex libera tratativas para ação na OMC
São Paulo - Os ministros da Câmara de Comércio Exterior (Camex) autorizaram por unanimidade o início das tratativas de abertura de contencioso junto à...
25/04/2018
EUA e França buscam solução para impasse envolvendo o Irã
Em reunião com Macron, Trump não revelou se manterá país em pacto
25/04/2018
Protecionismo dos Estados Unidos já atrapalha investimentos globais
Londres - A incerteza gerada pelas tarifas comerciais dos Estados Unidos (EUA) já está prejudicando os investimentos na economia global e pode causar sérios danos ao...
20/04/2018
Díaz-Canel assume presidência do país
Eleito é o primeiro governante fora da dinastia Castro a comandar nação em quase 60 anos
› últimas notícias
Taxa de juros do cheque especial sobe para 324,7% ao ano
Incertezas do Brasil e juros dos EUA levam o dólar a subir
Porto de Santos atinge nível recorde no movimento de cargas em março
Confiança do consumidor sobe só 0,3%
Caixa retoma 1.089 imóveis em Minas
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


27 de abril de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.