Publicidade
26/07/2017
Login
Entrar

Finanças

17/02/2017

Prévia do PIB tem queda de 4,34% em 2016

Somente em dezembro o IBC-Br apresentou retração de 1,82%, conforme informou o Banco Central
Email
A-   A+
Brasília - O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) recuou 4,34% em 2016 ante 2015, no dado sem ajuste sazonal. No último mês do ano passado, o índice atingiu 133,74 pontos na série observada, o que representa o menor nível para dezembro desde 2009, quando atingiu 129,23 pontos.

A variação do IBC-Br divulgada ontem veio melhor que a mediana das estimativas dos analistas do mercado financeiro consultados pelo Projeções Broadcast, de -4,40%. O intervalo das estimativas ia de -4,60% a -4,25%.

Conhecido como “prévia do BC para o PIB”, o IBC-Br serve como parâmetro para avaliar o ritmo da economia brasileira ao longo dos meses. O PIB de 2016 será oficialmente divulgado no dia 7 de março pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A previsão oficial do BC para a atividade doméstica em 2016 é de queda de -3,4%, de acordo com o Relatório Trimestral de Inflação (RTI) publicado no fim de dezembro. No Relatório de Mercado Focus da última segunda-feira, 13, a mediana das estimativas do mercado para o PIB em 2016 estava em -3,50%.

Dezembro - Após subir 0,10% em novembro (dado já revisado), a economia brasileira registrou recuo em dezembro de 2016. O IBC-Br do mês teve baixa de 0,26% ante novembro, com ajuste sazonal, informou o Banco Central. O índice de atividade calculado pelo BC passou de 133,26 pontos para 132,92 pontos na série dessazonalizada de novembro para dezembro.

Na comparação entre os meses de dezembro de 2016 e dezembro de 2015, houve queda de 1,82% na série sem ajustes sazonais. A série observada encerrou com o IBC-Br em 133,74 pontos ante 133 pontos de novembro e 136,22 pontos de dezembro de 2015.

Leia também
FGV indica recuo de 3,6% no ano passado


4º trimestre - O IBC-Br registrou baixa de 0,36% no acumulado do quarto trimestre de 2016, na comparação com o trimestre anterior, pela série ajustada do Banco Central. Já na comparação com o quarto trimestre de 2015, o índice cedeu 3,13% nos últimos três meses do ano passado, pela série observada. O resultado do trimestre na margem ficou em cima da mediana negativa de 0,36% coletada pelo Broadcast Projeções (intervalo entre -1,10% e -0,11%).

Como de costume, o Banco Central revisou dados de seu Índice de Atividade Econômica na margem, na série com ajuste. Em novembro, o IBC-Br passou de +0,20% para +0,10%. Em outubro, o índice foi de -0,15% para -0,11%. No caso de setembro, a revisão foi de zero para +0,02%. O dado de agosto foi de -0,78% para -0,74% e o de julho, de +0,01% para -0,01%. Em relação a junho, o BC substituiu a taxa de +0,37% pela de +0,36%.

A série do BC incorpora a estrutura de produtos e avanços metodológicos do Sistema de Contas Nacional - Referência 2010, do IBGE. Destacam-se também a incorporação da Pnad Contínua e a da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS). (AE)

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

26/07/2017
Dúvidas com meta fiscal elevam dólar
Moeda sobe para R$ 3,17 e Bolsa tem forte movimento graças às ações da Vale e Petrobras
26/07/2017
Expectativa é de queda da Selic para 9,25%
Brasília - O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) iniciou ontem, em Brasília, a quinta reunião do ano para definir a taxa...
26/07/2017
Moody?s rebaixa perfil do sistema bancário
São Paulo - A agência de classificação de risco Moody’s rebaixou ontem o perfil macroenômico para o sistema bancário brasileiro para...
26/07/2017
Gás natural: BNDES vai estruturar privatização de estatais
Rio de Janeiro - O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) publicou os editais para contratar as consultorias que trabalharão na estruturação e...
25/07/2017
Copom inicia hoje reunião para definir taxa de juros
Selic pode cair para 9,25%
› últimas notícias
MRV planeja atingir marca de 500 mil unidades em 10 anos
Cemig se esforça para impedir leilão de suas usinas
AGU rebate argumentos de juiz do DF
TCU adverte Dyogo Oliveira sobre meta fiscal
Temer não considera a possibilidade de mexer no déficit deste ano
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:

Cadastrar
› Mais Lidas
Mineração: Setor ganha hoje novo marco regulatório
Drogarias e cosméticos têm expansão em BH
Festival apresentará iguarias de sete regiões do Estado
Precon recebe certificação inédita no País
MRV planeja atingir marca de 500 mil unidades em 10 anos
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› DC RH
Reforma 'é benéfica', avaliam especialistas
'Jornada intermitente é polêmica'
10 mudanças importantes para o mercado
Gestão de carreira: Cuidar da imagem pessoal abre oportunidades
TI e RH: entenda os benefícios dessa união
Leia todas as notícias ›
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


26 de July de 2017
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.