17/06/2018
Login
Entrar




Internacional

14/03/2018

Procura por asilo tem alta de 2.000%

ABr
Email
A-   A+
Nova York - A agência das Nações Unidas para Refugiados (Acnur) lançou ontem novas orientações para os governos que estão recebendo pessoas da Venezuela. Desde 2014, o número de venezuelanos à procura de asilo aumentou 2.000%. A informação é da ONU News.
A porta-voz da Acnur, Katerina Kitidi, disse em Genebra que, apesar de essas pessoas não serem refugiadas, também precisam de proteção internacional. O maior número de candidatos de asilo se encontra nas Américas.

A Acnur desenvolveu um plano de resposta regional, que inclui oito países das Américas e do Caribe. Segundo a agência, “os governos têm sido generosos na sua resposta, mas as comunidades de acolhimento estão sob uma pressão cada vez maior e precisam urgentemente de apoio robusto”.

A agência da ONU pede aos Estados que “adotem medidas pragmáticas de proteção do povo venezuelano, como alternativas legais de permanência, incluindo vistos e autorizações temporárias”. Esses programas devem garantir acesso aos direitos básicos de cuidados de saúde, educação, unidade familiar, liberdade de movimento, abrigo e trabalho.

A Acnur “elogia todos os países que já introduziram estas medidas” e explica que “é crucial que estas pessoas não sejam deportadas ou forçadas a regressar”.

Crise - Em outra abordagem da crise venezuelana, o diretor executivo do Programa Mundial de Alimento (PMA), David Beasley, falou que a situação no país “é um desastre humanitário”. Segundo ele, apenas em uma localidade, 50 mil pessoas deixam o país de forma legal todos os dias.  

Beasley acredita que “a questão é quão pior vai ficar” a situação. Segundo ele, “vai tornar-se muito pior” antes que os venezuelanos possam começar a regressar a casa. A Venezuela atravessa uma crise econômica e política que tem deixado a população com pouco acesso a comida, medicamentos, serviços sociais ou forma de subsistência.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

16/06/2018
EUA impõe tarifas e inicia ?guerra? com a China
Em resposta, chineses anunciaram que aplicarão mesma taxa sobre igual volume de produtos americanos
16/06/2018
Venda a chineses pode ser menor em 8 anos
São Paulo - As importações chinesas de petróleo venezuelano podem cair para o menor patamar em quase oito anos em julho, enquanto o produtor da...
16/06/2018
Produção industrial americana recua 0,1% em maio
Washington - A produção industrial dos Estados Unidos diminuiu 0,1% em maio, ante abril, segundo pesquisa divulgada na sexta-feira (15) pelo Federal Reserve (Fed, o banco central...
15/06/2018
Blocos terão primeiro encontro em julho
Reunião de cúpula entre líderes será no México e tem como meta consolidação de acordos pelas partes
15/06/2018
País revela planos para atingir objetivos traçados em programa de ajuda do FMI
Buenos Aires - A Argentina divulgou planos para reduzir seu déficit fiscal e tornar o banco central independente, em uma carta de intenção ao Fundo Monetário...
› últimas notícias
BDMG reduz juros para MPEs
Valor de dívidas de estados e municípios foi de R$ 594,1 mi
Fazenda critica MP do frete ao STF
Liberação de saque deve injetar R$ 39,3 bi no mercado
Uberlândia está no rumo da universalização
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


16 de junho de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.