Publicidade
24/02/2018
Login
Entrar

Agronegócio

19/01/2018

Produção de café em Minas deve crescer até 25,3%

Projeção para 2018 é atribuída à bienalidade positiva e ao ingresso de áreas renovadas, com mais tecnologia
Michelle Valverde
Email
A-   A+
A produtividade da safra cafeeira tende a aumentar com investimentos em tecnologia/Eric Gonçalves
A produção total de café em 2018, em Minas Gerais, foi estimada entre 29 milhões e 30,6 milhões de sacas de 60 quilos na safra 2018, aumento que deve ficar entre 19% e 25,3% quando comparado com a safra passada. O crescimento da produção se deve à bienalidade positiva da cultura e ao ingresso de áreas renovadas de café na safra, áreas que têm maior aporte tecnológico e, consequentemente, maior produtividade. O desafio para o período será no controle às pragas e doenças, como a broca do café, que em 2017 causou prejuízos significativos na cultura. Minas Gerais é responsável por 53,4% da safra nacional de café, que foi estimada em, no máximo, 58,51 milhões de sacas.

Conforme os dados do Primeiro Acompanhamento da Safra de Café 2018, elaborado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o clima, até o momento, tem sido favorável para o desenvolvimento da safra.

A produtividade média do Estado foi estimada entre 28,15 sacas e 29,64 sacas de 60 quilos por hectare, variação positiva de 12,9% no volume mínimo e de 18,9% no volume máximo. Na comparação com a safra anterior, a estimativa sinaliza um incremento de 5,4% na área de café em produção, saindo dos 980,7 mil hectares da safra colhida em 2017 para os atuais 1,03 milhão de hectares da safra 2018, incremento de 52,9 mil hectares na área em produção.

Leia também:
Todas as regiões terão incremento
Brasil pode ter safra recorde neste ano


De acordo com o superintendente de Informações do Agronegócio da Conab, Aroldo Antônio de Oliveira Neto, desde 2014 Minas Gerais vem enfrentando problemas climáticos, principalmente com a escassez hídrica, o que comprometeu os cafezais. Neste período, muitos cafeicultores optaram por renovar, esqueletar e investir no manejo das lavouras e os resultados começam a ser vistos na safra atual.

“Minas Gerais está com um processo muito forte de renovação dos cafezais, principalmente com o uso de novas tecnologias. Tudo isso é reflexo da crise vivenciada nos últimos anos, devido principalmente à falta de chuvas. A tecnologia foi se aperfeiçoando e agora reflete na produtividade. Na atual safra são novas áreas e novas tecnologias entrando em produção. Além disso, o produtor investiu no melhor manejo. Nós detectamos que houve uma boa florada e as condições fisiológicas das plantas estão boas. Por isso, é esperada uma produtividade satisfatória na atual safra”, explicou.

Ainda segundo Oliveira Neto, um dos desafios da atual safra será no controle de doenças e pragas. Apesar de não terem sido registradas infestações significativas, a presença de enfermidades é uma preocupação e o produtor deve reforçar o monitoramento e buscar combater os problemas de forma rápida e eficiente.

“No ano passado, o registro de pragas e doenças nas lavouras de café chamou atenção e, novamente, estão presentes em 2018. Nossa preocupação é a produtividade, que é afetada. Desta forma, o produtor precisa acompanhar e combater as doenças e pragas de forma efetiva para evitar perdas”.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

24/02/2018
Governo facilita regularização de produtores
Com simplificação de metodologia, Estado espera reduzir clandestinidade e garantir qualidade da fabricação
24/02/2018
Vendas de etanol sobem 8% na 1ª quinzena
São Paulo - As usinas e destilarias do centro-sul do Brasil venderam 8% mais etanol na primeira quinzena de fevereiro, ante igual período de 2017, com um total de 1 bilhão de...
24/02/2018
Sustentabilidade e renda da cafeicultura brasileira
As ações de sustentabilidade e de responsabilidade social promovidas pelo agronegócio brasileiro resultaram na maior integração entre os agentes das cadeias...
23/02/2018
Desembolsos em Minas atingem R$ 13,4 bilhões na safra 17/18
Valor nos primeiros 7 meses é 16% maior
23/02/2018
Por temor, México recorre a milho do Brasil
Chicago / Cidade do México - Compradores mexicanos importaram dez vezes mais milho do Brasil no ano passado, em meio à preocupação de que as...
› últimas notícias
IBGE apura aumento de 2,1% no número de pessoas ocupadas em Minas Gerais
Atividade econômica avança no Sudeste, Nordeste e Sul, e recua no Norte e Centro-Oeste do País
Produção recua em Minas, mas setor mantém o otimismo
Aneel confirma bandeira verde em março
Jucemg apura aumento no número de empresas abertas
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Empresas tradicionais se rendem à cultura das startups
Magistrados federais anunciam paralisação
Alienação fiduciária será analisada pelo STF
Fiemg investe em Centro de Treinamento
Tribunal investigará contas do Estado
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


23 de fevereiro de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.