22/07/2018
Login
Entrar




Agronegócio

12/07/2018

Produção no Centro-Sul recua 23,7% em favor do etanol

Reuters
Email
A-   A+
São Paulo - A produção de açúcar no Centro-Sul do Brasil caiu 23,7% na segunda quinzena de junho, conforme usinas da região seguem voltadas à fabricação de etanol, relatou ontem o grupo industrial União da Indústria de Cana-de-açúcar (Única), ressaltando que por ora não há problemas com a estocagem do biocombustível.

De acordo com a Única, da oferta total de matéria-prima na segunda metade de junho, apenas 37,7% foi direcionada ao adoçante, contra 50,5% há um ano. Com isso, foram produzidos 2,28 milhões de toneladas de açúcar, ante quase 3 milhões em igual período de 2017, ao passo que a fabricação de etanol saltou 30,4%, para 2,35 bilhões de litros.

O álcool vem se mostrando mais atrativo para as usinas desde o ano passado, na esteira de mudanças tributárias no País, e ganhou ainda mais impulso após as referências internacionais do açúcar na Bolsa de Nova York caírem para mínimas em anos em razão da ampla oferta.

Tanto que as vendas totais de etanol em junho cresceram 23,2%, para 2,62 bilhões de litros. A fabricação de etanol hidratado, usado diretamente nos tanques dos veículos, por exemplo, avançou 60,2% na quinzena. No acumulado da safra, iniciada em abril, já supera em 76,4% o apurado em igual período do ano passado, com quase 8 bilhões de litros.

“Apesar do aumento da produção de hidratado ter superado a marca de 75%, não observamos nenhum problema generalizado até o momento relacionado à armazenagem física do produto”, afirmou, em nota, o diretor técnico da Unica, Antonio de Padua Rodrigues. Segundo ele, há tanques com capacidade superior a 16 bilhões de litros nas unidades produtoras, enquanto a estocagem atual é inferior a 35% desse total.

Processamento - A Unica reportou ainda que a moagem de cana no Centro-Sul foi 5% menor na quinzena, com 45,3 milhões de toneladas.

Entretanto, a qualidade da matéria-prima, medida pela concentração de Açúcares Totais Recuperáveis (ATR), cresceu 7,8%, atingindo 140 kg por tonelada de cana processada.

“Os índices de qualidade verificados no final de junho deste ano só foram observados no início de agosto em anos anteriores. O clima seco favoreceu a concentração de açúcares na planta, mas deve prejudicar substancialmente o rendimento agrícola da lavoura a ser colhida nos próximos meses”, alertou Rodrigues.

Desde abril, o Centro-Sul já processou 222,6 milhões de toneladas de cana, superando em 11,6% o registrado em igual período de 2017.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

21/07/2018
Exportações de soja devem ser recorde no próximo ano
São Paulo - As exportações brasileiras de soja devem crescer no próximo ano para um novo recorde, de 75 milhões de toneladas, projetou na sexta-feira (20) a...
21/07/2018
Com demanda em alta, produção de etanol cresce 74% em Minas Gerais
Fabricação de açúcar tem queda de 17%
21/07/2018
AGROTÓXICOS | Pesquisa aponta riscos para a população que vive perto de áreas pulverizadas
São Paulo - Moradores de comunidades rurais, indígenas e quilombolas são vítimas de intoxicação por agrotóxicos, aponta relatório da...
20/07/2018
Minas Gerais debate flexibilização na lei de agrotóxicos
Para a Faemg, mudanças não diminuirão controle; para deputado Doutor Jean Freire, população será afetada
20/07/2018
Subsídios da Índia e Paquistão afetam mercado de açúcar
A Global Sugar Alliance (GSA), associação que congrega entidades de países produtores de açúcar, entre eles os responsáveis por mais de 80% das...
› últimas notícias
Exportações de soja devem ser recorde no próximo ano
Renovação da concessão da EFVM pode ser resolvida na Justiça
Pessimismo aumenta na indústria mineira
Minas mantém sequência de superávit
Brasil fecha 661 vagas com carteira assinada
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


21 de julho de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.