Publicidade
21/09/2017
Login
Entrar

Agronegócio

12/09/2017

Produtores apostam nas frutas vermelhas

Com alto valor agregado, as berries, geralmente importadas, têm sido cada vez mais cultivadas no Sul de Minas
Da Redação
Email
A-   A+
Além do morango, já cultivado no Estado, estão em alta o mirtilo, a framboesa e a amora-preta/Emater/ Divulgação
Produtores mineiros têm apostado e obtido sucesso no cultivo de frutas do grupo das berries, muito populares nos Estados Unidos, e que, até então, só eram encontradas em prateleiras de importados.

O strawberry (morango) é um velho conhecido no Brasil, e sua produção em Minas Gerais está em escala ascendente. Agora, entraram em cena a raspberry (framboesa), o blueberry (mirtilo) e a blackberry (amora-preta). Enquanto esse mercado desponta no Estado, as exportações mineiras de frutas consideradas tradicionais, como limão, abacate e abacaxi crescem.

Há dez anos, Ricardo Savi Sacarponi Chermont trocou a vida agitada na capital paulista, onde trabalhava no mercado financeiro, pelo campo. “Fui morar em Atibaia, no interior de São Paulo, e comecei a procurar uma terra boa para plantar eucalipto, até que cheguei a Minas e comprei um sítio de 30 alqueires”, conta. Hoje, ele cultiva morango, blueberry e blackberry no município de Cambuí, na região Sul.

Com o sucesso da iniciativa, Ricardo criou uma marca própria e abriu uma loja em Atibaia. “Tenho quatro câmaras frias com capacidade para estocar até 50 toneladas de frutas, que vendo congeladas. Meu próximo plano é abrir uma franquia da loja”, comemora.

Leia também:
Culturas tradicionais conquistam mercado externo
Safra brasileira de laranja deve crescer 52,5% nessa temporada


Alto valor - O cultivo de berries é feito em pequena escala nas propriedades, mas o alto valor agregado dessas frutas tem atraído cada vez mais produtores. De acordo o pesquisador da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), Emerson Dias Gonçalves, o quilo de blackberry chega a ser vendido por R$ 15 no mercado, e o de raspberry por até R$ 25.

O produtor Francisco de Assis Vilas Boas abandonou a plantação de batatas na cidade de Maria da Fé, no Território Sul, para produzir as duas berries. “A mudança valeu a pena. Hoje, eu e meu sócio colhemos, por ano, duas toneladas de raspberry e cerca de três toneladas de blackberry. Vendemos tudo congelado. Agora, estamos pensando em produzir geleia e suco dessas frutas”, diz.

Futuro promissor - Histórias de sucesso como as de Ricardo e de Francisco entusiasmam os novos produtores de berries. Em 2013, o turismólogo Daniel Batagin Humada iniciou o cultivo de strawberry, blueberry e blackberry em Marmelópolis, no Sul do Estado. A produção ainda é incipiente, mas ele acredita em um futuro promissor.

“Plantei cem mudas de blueberry e agora vou plantar mais cem. A primeira colheita só deve acontecer daqui a três anos. Vale a pena esperar, porque o preço de um quilo sai a R$ 70. Enquanto isso, vivemos da lavoura de strawberry orgânico, que tem um preço melhor e retorno mais rápido” .

Diversificação - A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG) incentiva a diversificação da fruticultura. Segundo o coordenador de Fruticultura da Emater-MG, Deny Sanábio, o cultivo de berries tende a crescer em Minas.

“Temos condições para produzir frutas tropicais, subtropicais e temperadas e situações especiais durante o ano todo. Hoje, já é possível produzir strawberry até em localidades com altas temperaturas, como Montes Claros”, assinala.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

21/09/2017
Campolina deve gerar R$ 5 milhões em negócios
Exposição nacional, que será realizada na Capital entre 9 e 14 de outubro, deve reunir cerca de 700 cavalos
21/09/2017
Seda apoia projetos para fomentar produção de pequi em Minas Gerais
O governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário (Seda) e do Conselho Diretor Pró-Pequi, prorrogou o prazo do edital de incentivo à...
21/09/2017
Centro-Sul deve aumentar produção de açúcar
São Paulo - Preços baixos do açúcar no mercado internacional e mudanças na tributação de combustíveis no Brasil têm dado força...
21/09/2017
VBP do País deve chegar a R$ 514,2 bilhões, alta de 4,1%
Depois de ter seu crescimento interrompido pela forte seca de 2016, as lavouras voltaram a se destacar no Valor Bruto da Produção (VBP), índice apurado mensalmente pela...
20/09/2017
Produtores mineiros buscam mais recursos
Em julho e agosto foram desembolsados R$ 3,72 bi, aumento de 34% frente ao mesmo intervalo de 2016
› últimas notícias
Integração deve gerar US$ 600 milhões ao ano à Vale
Fiemg apresenta plano para o Alto Paranaíba
3Corações e Toko: sem ato de concentração
Thyssenkrupp e Tata anunciam a criação de joint venture europeia
Venda de fatia da Alpargatas é concluída
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:

Cadastrar
› Mais Lidas
Usiminas reajustará preços em 10,2%
Setor de mineração deve mudar o foco dos investimentos
BR Food cogita reduzir produção em fábricas de Uberlândia
Crise econômica impacta o financiamento estudantil
Fiemg apresenta plano para o Alto Paranaíba
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


22 de September de 2017
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.