Publicidade
27/07/2017
Login
Entrar

Agronegócio

20/04/2017

Produtores com rebanho acima de 150 animais vão declarar vacinação via internet

Da Redação
Email
A-   A+
O Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) publicou neste mês a Portaria 1703, estabelecendo que, a partir de agora, os produtores rurais proprietários de 150 ou mais bovinos ou bubalinos deverão declarar a vacinação do seu rebanho contra a febre aftosa exclusivamente por meio do site do instituto. Até então, os produtores podiam declarar a vacinação de forma presencial em uma unidade do IMA.

“Esta medida desburocratiza o serviço. Os produtores poderão declarar a vacinação do seu gado da sua própria casa ou escritório, pela internet. Com isso, ganham comodidade, facilidade e, principalmente, tempo para se dedicar às suas atividades produtivas”, afirma o diretor-geral do IMA, Marcílio de Sousa Magalhães.

A vacinação de bovinos e bubalinos contra a febre aftosa é obrigatória em todo o território mineiro e deve ser realizada duas vezes por ano.  A primeira etapa ocorre de 1º a 31 de maio, quando devem ser vacinados todos os bovinos e bubalinos, independentemente da idade. Além de vacinar, o produtor também deve declarar a vacinação até o dia 10 de junho.

Em novembro ocorre a segunda etapa, quando devem ser imunizados os animais de até dois anos de idade, devendo a declaração ser feita até o dia 10 de dezembro. Minas Gerais possui o segundo maior rebanho bovino do Brasil, com 23,7 milhões de cabeças, e ocupa a liderança nacional na produção de leite, com aproximadamente 9,3 bilhões de litros/ano.

Para realizar a declaração pela internet, o produtor deverá utilizar o seu CPF e ter em mãos o número da nota fiscal de compra de vacinas.

A declaração para produtores com plantel de até 150 animais ainda poderá ser feita presencialmente no IMA, ou também via internet. Minas Gerais possui 389 mil produtores rurais, sendo que 206 mil destes são pequenos produtores com rebanhos de até 25 animais.

“Estes produtores poderão continuar fazendo a declaração pessoalmente nas unidades do IMA. Entretanto, estamos trabalhando para que eles passem a utilizar a declaração eletrônica pelo site do instituto, que é fácil, rápida, segura e está aberta a todos os produtores rurais”, explica o gerente de Defesa Sanitária Animal do IMA, Guilherme Negro.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

27/07/2017
Holandesa UTZ certifica 31 produções no Estado
Café terá mais valor no exterior
27/07/2017
Queijo de Alagoa a caminho da regularização
A Embrapa Gado de Leite (MG), em parceria com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (Emater-MG) e a Empresa de Pesquisa Agropecuária de...
27/07/2017
Camex decidirá sobre taxação de importações em 30 dias
Brasília - O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, disse ontem que a importação ilimitada de etanol pode acabar com a indústria do produto no Brasil. “Os...
26/07/2017
Minas Láctea premia sabores singulares
Como Destaque Especial estão um queijo do Sul de Minas e outro da Zona da Mata e bombom com leite de cabra
26/07/2017
Produtores rurais afetados pela seca poderão renegociar suas dívidas
Brasília - Os produtores rurais afetados pela seca no Nordeste do País e no Norte de Minas Gerais poderão renegociar as dívidas do crédito rural, mesmo as...
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.