Publicidade
22 de June de 2017
Login
Entrar

Agronegócio

20/04/2017

Produtores com rebanho acima de 150 animais vão declarar vacinação via internet

Da Redação
Email
A-   A+
O Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) publicou neste mês a Portaria 1703, estabelecendo que, a partir de agora, os produtores rurais proprietários de 150 ou mais bovinos ou bubalinos deverão declarar a vacinação do seu rebanho contra a febre aftosa exclusivamente por meio do site do instituto. Até então, os produtores podiam declarar a vacinação de forma presencial em uma unidade do IMA.

“Esta medida desburocratiza o serviço. Os produtores poderão declarar a vacinação do seu gado da sua própria casa ou escritório, pela internet. Com isso, ganham comodidade, facilidade e, principalmente, tempo para se dedicar às suas atividades produtivas”, afirma o diretor-geral do IMA, Marcílio de Sousa Magalhães.

A vacinação de bovinos e bubalinos contra a febre aftosa é obrigatória em todo o território mineiro e deve ser realizada duas vezes por ano.  A primeira etapa ocorre de 1º a 31 de maio, quando devem ser vacinados todos os bovinos e bubalinos, independentemente da idade. Além de vacinar, o produtor também deve declarar a vacinação até o dia 10 de junho.

Em novembro ocorre a segunda etapa, quando devem ser imunizados os animais de até dois anos de idade, devendo a declaração ser feita até o dia 10 de dezembro. Minas Gerais possui o segundo maior rebanho bovino do Brasil, com 23,7 milhões de cabeças, e ocupa a liderança nacional na produção de leite, com aproximadamente 9,3 bilhões de litros/ano.

Para realizar a declaração pela internet, o produtor deverá utilizar o seu CPF e ter em mãos o número da nota fiscal de compra de vacinas.

A declaração para produtores com plantel de até 150 animais ainda poderá ser feita presencialmente no IMA, ou também via internet. Minas Gerais possui 389 mil produtores rurais, sendo que 206 mil destes são pequenos produtores com rebanhos de até 25 animais.

“Estes produtores poderão continuar fazendo a declaração pessoalmente nas unidades do IMA. Entretanto, estamos trabalhando para que eles passem a utilizar a declaração eletrônica pelo site do instituto, que é fácil, rápida, segura e está aberta a todos os produtores rurais”, explica o gerente de Defesa Sanitária Animal do IMA, Guilherme Negro.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

22/06/2017
Importações de etanol prejudicam o setor
Compras dos EUA, sem taxação, aumentaram 403,6% no trimestre, comprometendo a produção nacional
22/06/2017
Justiça federal proibiu a JBS de vender unidades para a brasileira Minerva
Brasília - O juiz Ricardo Soares Leite, da 10ª Vara Federal de Brasília, proibiu a empresa JBS de vender subsidiárias na Argentina, no Paraguai e no Uruguai para...
22/06/2017
Lucro líquido da Copersucar cresceu 469,4%
Ribeirão Preto - O grupo brasileiro Copersucar S.A., companhia mantida por usinas e grupos sucroenergéticos e controladora de 11 empresas de comercialização,...
21/06/2017
Centro de pesquisa deve impulsionar mercado do queijo artesanal do Serro
Objetivo é apoiar produtores de 11 municípios da região
21/06/2017
ANA institui o Dia do Rio e restringe o uso das águas da bacia do São Francisco
Brasília - Resolução da Agência Nacional de Águas (ANA), publicada ontem no Diário Oficial da União, institui o Dia do Rio, como medida de...
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.