Publicidade
20/11/2017
Login
Entrar

DC Franquia

15/11/2017

Rede Leve Pizza abre as portas em Leopoldina

Franquia vende pizza pré-assada
Mírian Pinheiro
Email
A-   A+
Beatriz Bonete (esquerda) e Adriana Bonete apostam no apetite do leopoldinense/Divulgação
Com faturamento bruto de R$ 6 milhões ao mês, a rede de franquia Leve Pizza, em seis anos de funcionamento, já possui 130 unidades, distribuídas por 12 estados brasileiros: São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Paraná, Santa Catarina, Bahia, Maranhão, Alagoas, Pará, Mato Grosso, Goiás e Minas Gerais.

A mais recente loja fica na cidade de Leopoldina, na Zona da Mata mineira. A unidade faz parte de um plano de expansão que, segundo o diretor de operações da rede, Elton Barcelos, tem no Estado um grande mercado consumidor. A marca é a única rede de franquias do Brasil a oferecer pizzas pré-assadas para serem terminadas em casa, em apenas 10 minutos. São mais de 70 sabores no menu.

O volume de produção da rede Leve Pizza hoje é de 200 mil pizzas ao mês, já o tíquete médio varia de R$ 25 a R$ 70 (essa variação ocorre devido ao número de pizzas vendidas e região). O crescimento da marca em 2017 em relação ao ano anterior foi de 10%. “Em 2017, a Rede Leve Pizza vem focando na reestruturação interna da marca. A rede está realizando reparos e atualizações com o objetivo de potencializar o negócio e, consequentemente, consolidar fortemente a marca por todo o País para os próximos anos”, explica o diretor de operações. Em 2018, a rede pretende atingir cerca de 170 unidades em todo o País.

De acordo com Barcelos, a rede planeja a abertura de mais seis unidades em Minas Gerais até o ano que vem. “Minas é um estado importante para a marca, tanto pelo desenvolvimento da economia, mas principalmente pela aceitação da população pelas pizzas. Eles entendem bem o conceito, e são consumidores ativos”, ressalta. Segundo ele, o Estado chama a atenção da Rede Leve Pizza devido ao número de municípios, em sua grande maioria, com alto poder aquisitivo, além do bom desempenho da economia regional e também pela aceitação do produto. Para ele, a região cresce a passos largos e a marca está unindo esforços para acompanhar esse progresso. Ao todo, hoje, a região possui 15 unidades Leve Pizza, fora a unidade de Leopoldina, e tem como foco as cidades de Belo Horizonte, Juiz de Fora, Uberlândia, Contagem e Montes Claros.

Qualidade e preço - O diferencial da marca está na qualidade do alimento - e na praticidade que proporciona ao consumidor. “Além de a massa ser artesanal, os produtos são frescos e a pizza feita na hora. A embalagem (patenteada) otimiza o processo, por permitir que seja levada ao forno, e o alimento fica pronto em apenas 10 minutos. O preço também chama a atenção, a partir de R$ 20 ela pode ser vendida”, pontua. A franqueadora também envia o ingrediente secreto (que deixa a massa com gosto de pizza feita no forno a lenha) e a receita e, então, o franqueado prepara a massa.

O diretor de operação também explica que o franqueado recebe da Rede Leve Pizza apenas alguns produtos, como o molho de tomate - que é próprio da marca - e a batata palha. Os outros insumos ele compra. “Além disso, nós enviamos alguns materiais de divulgação, como folders e as embalagens para mantermos o padrão”, completa.

A Rede Leve Pizza surgiu em São José do Rio Preto (SP) em 2008, estreando o mercado de pizzas pré-assadas no Brasil. O negócio deu tão certo que, em 2010, os fundadores da marca, Tiago Azem e seu irmão, Gustavo Azem, inseriram-na no mercado de franchising. Hoje, o interessado em obter o direito de uso da marca precisa investir de R$ 166,5 mil a R$ 212,5 mil na abertura do negócio. A variação se deve a oscilação no orçamento para adequação do imóvel. A expectativa de retorno do investimento gira em torno de 18 a 24 meses.

Pré-assadas - Para garantir um bom lugar ao sol nesse concorrido segmento, que só no Brasil tem mais de um milhão de consumidores, Beatriz Maia Bonete, 21 anos, e sua mãe, Adriana José Maia Bonete, 43, as mais novas franqueadas da marca, estão apostando na qualidade e na praticidade do produto Leve Pizza. As sócias investiram em uma unidade em Leopoldina, que acaba de ser inaugurada. “Há uns três anos, nossa cidade (Cataguases) inaugurou uma unidade da Rede Leve Pizza e nos tornamos clientes desde então. A organização e qualidade nos chamaram atenção e, por isso, decidimos buscar mais informações. Descobri que se tratava de uma empresa séria, em ampla expansão, e resolvemos arriscar”, conta Beatriz Bonete.

O desafio, agora, é apresentar a pré-assada para os consumidores locais, já que não é de costume do leopoldinense levar pizza para assar em casa. “Esse diferencial é a nossa grande aposta”, explica a franqueada. Ela completa dizendo que embora o mercado de pizza seja competitivo, pelo preço mais em conta, a proposta pode ser bem-aceita. As pré-assadas serão comercializadas por R$,26,99 e durante alguns dias terá preço promocional.

As empresárias apostam ainda em combos, cartão fidelidade, entre outros. Além disso, recentemente adotou como ferramenta site de e-commerce (www.pedido.redelevepizza.com.br) e o app para android redelevepizzapedido. Ou seja, os consumidores podem fazer seus pedidos de forma on-line. Estratégias que as empresárias acreditam também ser um diferencial competitivo. “Trabalhamos com uma estimativa de lucro de 20% sobre o faturamento bruto que é de R$ 80 mil a R$ 100 mil.

Pretendemos manter uma média de venda de 3 mil pizzas por mês na unidade. Acreditamos que com a propaganda e qualidade dos serviços e do alimento, nossos números se manterão sempre em crescimento”, finaliza Beatriz Bonete.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

15/11/2017
Fiorella Gelato planeja mais duas lojas em BH
O calorão da primavera, que ultrapassa os 30 graus Celsius em Belo Horizonte, tem animado os donos da Fiorella Gelato, que completa um ano em novembro. Os amigos passaram um ano estudando o...
15/11/2017
Emagrecentro já soma oito clínicas em Minas Gerais
Há 31 anos no mercado, a rede de franquias de estética Emagrecentro surgia na periferia de São Bernardo do Campo (SP). Hoje, está espalhada pelo território...
27/10/2017
Grupo Trigo reposiciona marcas no mercado
Uma das estratégias da rede é a criação de uma culinária mais sofisticada sem aumento de preço
05/10/2017
Hope prevê abrir de 4 a 5 lojas em Minas Gerais
Belo Horizonte, Ipatinga, Sete Lagoas e Uberlândia deverão ser contempladas até o final de 2018
05/10/2017
Receita da Giuliana Flores saltou 73%
Enviar flores de presente parece um hábito romântico e antigo, porém o comércio on-line atualizou a prática e vem crescendo constantemente no Brasil e,...
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.