19/08/2018
Login
Entrar

Agronegócio

04/08/2018

Relação de preços é a melhor da história

Em Minas, valor representa 62,5% na comparação com a gasolina, estimulando produção e consumo
Michelle Valverde
Email
A-   A+
Segundo a ANP, o litro do etanol no Estado está sendo negociado, em média, a R$ 2,99/Divulgação
As constantes altas nos preços da gasolina, aliadas ao período de safra de cana-de-açúcar, permitiram que o valor do etanol hidratado, em Minas Gerais, retraísse e se tornasse a melhor opção para o consumidor quando comparado com o valor da gasolina. A relação de preços atual é a melhor da história do biocombustível e fez com que o consumo crescesse 90,33% em junho, quando comparado com igual mês do ano anterior. A relação de preços entre os combustíveis, na média estadual, está em 62,5% e, em algumas regiões, como o Triângulo Mineiro, o preço do etanol já representa menos de 60% do valor da gasolina. A tendência é de manutenção do cenário ao longo de agosto.

De acordo com o presidente da Associação das Indústrias Sucroenergéticas de Minas Gerais (Siamig), Mário Campos, os preços competitivos são fundamentais para estimular o consumo do etanol hidratado. Em média, o valor do biocombustível se torna interessante para o consumidor quando representa até 70% do valor pago pelo combustível fóssil. No Estado, o preço do etanol está representado 62,5% do valor da gasolina. Segundo a Agência Nacional do Petróleo, Biocombustíveis e Gás Natural (ANP), o litro do etanol no Estado está sendo negociado, em média, a R$ 2,99 e a gasolina a R$ 4,78 o litro.

 “Hoje estamos com a melhor relação da história entre etanol hidratado e a gasolina. Nunca, no Estado, tivemos o etanol tão competitivo quanto agora, e isso está se refletindo no aumento significativo do consumo”.

Campos destaca que no Estado alguns postos estão comercializando o biocombustível com preços que correspondem a menos de 60% do valor da gasolina. Isso vem ocorrendo na região do Triângulo Mineiro, onde está localizada a maior produção de cana-de-açúcar de Minas Gerais. Em alguns postos de Belo Horizonte, a relação também está abaixo da média estadual.

Os preços mais competitivos foram estimulados por alguns fatores. Além dos reajustes constantes verificados nos preços da gasolina, o período de safra da cana-de-açúcar tem contribuído para a maior oferta do etanol hidratado e favorecido a redução dos preços. Contribuiu também, os preços inferiores do açúcar no mercado internacional, o que estimulou as usinas a apostarem no aumento da produção do biocombustível, que deve encerrar a safra com crescimento de pelo menos 30%.

Consumo - A tendência é de manutenção dos preços mais competitivos do etanol frente a gasolina, o que vai manter o consumo elevado. Em junho, segundo os últimos dados da ANP, o consumo de etanol cresceu 90,33% frente a igual mês do ano anterior e atingiu o maior volume registrado para o mês na série divulgada pela ANP, que foi iniciada em 2000. No semestre, a alta acumulada é de 86,3%, quando comparada com igual período de 2017. Alta também foi verificada na comparação mensal, 26,57% frente a maio.

Segundo Campos, apesar de a ANP só divulgar o consumo de etanol hidratado de julho no final de agosto, a expectativa, observando a movimentação nas usinas, é superar 200 milhões de litros de etanol consumidos no mês, o que será recorde para o setor.

“Este ano viemos de uma entressafra com grande consumo de etanol, preços competitivos e, hoje, estamos com uma safra muito maior de etanol. Nossa expectativa era alcançar os 200 milhões de litros em maio, porém, com a greve dos caminhoneiros, não foi possível. Acreditamos que em julho chegaremos à marca, com o consumo estimulado pelo período de férias, preços competitivos e pelo fato de o mês ter um dia a mais que junho”, explicou Campos.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

18/08/2018
Melhoramento genético reúne produtores
ExpoGenética será realizada em Uberaba, entre 18 e 26 de agosto, com foco em qualidade e produtividade
18/08/2018
Blairo Maggi pede responsabilidade aos empresários
Representantes de 28 entidades do agronegócio reuniram-se na última quinta-feira (16), para avaliação do programa de desburocratização do Ministério...
18/08/2018
Exportações somam US$ 3,5 bi, alta de 8,3%
Brasília - Com certificado de sanidade e produzida com sustentabilidade, a carne bovina brasileira entrou em mais de 135 países, em 2017, totalizando 1,5 milhão de toneladas...
17/08/2018
VBP deve ter ligeiro recuo em Minas
Previsão para o ano é de R$ 57,6 bilhões, retração de 0,33% frente ao registrado em 2017
17/08/2018
ADM fecha acordo de compra de unidades da Algar Agro
São Paulo - A norte-americana Archer Daniels Midland (ADM) anunciou ontem que fechou um acordo para compra de unidades processadoras de soja da brasileira Algar Agro, braço...
› últimas notícias
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


18 de agosto de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.