Publicidade
23/09/2017
Login
Entrar

Política

11/04/2017

Relatório da reforma da Previdência será discutido nesta terça-feira

Texto inclui pontos polêmicos como as mudanças nas regras de transição e na aposentadoria rural
Email
A-   A+
Marun faz cronograma/Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Brasília - O relator da reforma da Previdência, deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), afirmou nessa segunda-feira (10) que seu relatório está pronto e inclui a alteração nos cinco pontos anunciados na semana passada como os mais polêmicos, entre eles, mudanças nas regras de transição e na aposentadoria rural.

“A partir de amanhã (hoje) eu e o presidente vamos comunicar isso (o relatório) aos líderes, que vão apresentar para as bancadas para que se possa cobrar, naturalmente, o apoio ao nosso relatório, na medida em que ele expressa os sentimentos do que foi solicitado pelas bancadas”, disse Oliveira Maia ao sair de uma reunião na Casa Civil sobre a reforma.

O deputado afirmou que todos os pontos autorizados na semana passada pelo presidente Michel Temer foram alterados, contemplando as principais críticas da base aliada.

O relatório será apresentado aos líderes na manhã de hoje, em uma reunião com Temer. A leitura oficial, no entanto, está marcada apenas para a próxima semana, no dia 18.

Na semana passada, depois de fazer as contas e confirmar que não teria votos para aprovar o relatório como estava, o governo decidiu ceder. Temer chamou o relator e o presidente da comissão especial, Carlos Marun (PMDB-MS), e autorizou que fossem feitas mudanças no texto para tentar acalmar a base.

O governo aceitou alterar as regras de transição, as normas para aposentadoria rural, o acúmulo de pensões, aposentadorias especiais para professores e policiais e equiparação entre os reajustes do salário mínimo e do Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Votação - O presidente da comissão que discute a reforma da Previdência na Câmara, deputado Carlos Marun (PMDB-MS), disse ontem que a proposta deverá ser aprovada no colegiado até o fim do mês.

Segundo o parlamentar, as mudanças anunciadas na semana passada pelo governo atendem às expectativas da base aliada e devem reverter a posição de deputados que se manifestaram contra o projeto original enviado ao Congresso. “O resultado é que, hoje, nas conversas que estamos tendo, já constatamos um ambiente bem mais favorável à aprovação dessa necessária reforma”, disse.

O líder do PSD na Câmara, quinta maior bancada da Casa, deputado Marcos Montes (MG) considerou ontem que o recuo do governo na discussão da reforma da Previdência diminuirá a pressão sofrida pelos deputados da base aliada nos redutos eleitorais. (Reuters/AE)

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

23/09/2017
Governo descongela R$ 12,8 bilhões
Contingenciamento é reduzido para R$ 32,1 bi para garantir cumprimento de meta
23/09/2017
Análise de Temer inclui ministros
CCJ julgará denúncia contra Padilha e Moreira Franco junto com a do presidente
23/09/2017
Peemedebista se defende em vídeo
Brasília - Depois de, na semana passada, desistir de fazer um pronunciamento para rebater a segunda denúncia do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, hoje o...
23/09/2017
Procurador é exonerado por Raquel Dodge
Brasília - A advogada Fernanda Tórtima, que atuou na negociação da delação premiada da JBS, é a mulher que recebeu informações de um...
23/09/2017
Liberação de R$ 1 bilhão para emendas
Brasília - O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, fez na sexta-feira uma defesa das emendas parlamentares Segundo ele, estes recursos são importantes para a...
› últimas notícias
Minas Gerais terá planta de grafeno até 2020
Planta da Mercedes em Juiz de Fora opera com estabilidade
Empresariado está mais otimista e Icei atinge o maior nível desde março de 2013, aponta CNI
Carrefour Brasil troca de presidente e anuncia a emissão de R$ 2 bi em notas
Unifei entre as mil melhores universidades do mundo
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:

Cadastrar
› Mais Lidas
Usiminas reajustará preços em 10,2%
Setor de mineração deve mudar o foco dos investimentos
Fiemg apresenta plano para o Alto Paranaíba
BR Food cogita reduzir produção em fábricas de Uberlândia
Crise econômica impacta o financiamento estudantil
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


23 de September de 2017
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.