Publicidade
13/12/2017
Login
Entrar

Internacional

08/12/2017

Republicanos estão otimistas com elevação temporária do teto

AE
Email
A-   A+
Washington - Deputados do Partido Republicano afastaram qualquer dúvida na quinta-feira (7) de que a Câmara dos Representantes não vai aprovar a elevação temporária do teto dos gastos das agências federais, uma medida para evitar a paralisação do governo federal a partir de sábado.

A lei que estende temporariamente o teto até 22 de dezembro prevê a manutenção das agências federais dos Estados Unidos funcionando até 22 de dezembro, uma maneira de dar mais tempo para a resolução do impasse em relação ao Orçamento. A medida tem o apoio da Casa Branca.

“Eu sinto coisas boas aqui”, afirmou o presidente da Câmara, o republicano Paul Ryan, que disse contar “apenas com os votos da base” para aprovar a extensão do teto por duas semanas.

Já o líder do Freedom Caucus (a ala conservadora dos republicanos), Mark Meadows, disse que todos os membros do grupo votaram a favor da renovação parcial do limite do teto.
O nível atual do teto expira na sexta-feira, dia 8, e há a pressão nos bastidores para que se ajustem os gastos em relação à imigração e defesa.

As declarações dos líderes da base governista vieram ao mesmo tempo em que começava a reunião do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, com a oposição na tentativa de se chegar a um acordo de prazo mais longo. Na entrada do evento na Casa Branca, a líder democrata na Câmara, Nancy Pelosi, mostrou-se resistente com a conversa do republicano e disse que só aceita um acordo se a questão da imigração for olocada entre as prioridades do novo orçamento.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

13/12/2017
Mercosul entrega nova proposta para a UE
Blocos se reúnem em Buenos Aires
08/12/2017
Juiz pede prisão de ex-presidente Cristina Kirchner
Congresso precisa aprovar remoção de sua imunidade
08/12/2017
Brasil mantém postura histórica
Brasília - Diante do anúncio do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de reconhecer Jerusalém como capital de Israel, o governo brasileiro manteve sua postura...
07/12/2017
Trump anuncia embaixada em Jerusalém
Com a transferência da representação do país em Israel, presidente provoca a chamada "guerra santa"
07/12/2017
Líderes mundiais manifestam preocupação
Líderes do mundo inteiro se manifestaram ontem sobre a decisão do governo Trump de transferir a Embaixada dos Estados Unido de Tel-Aviv para Jerusalém. Mesmo antes do...
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.