Publicidade

DC Auto

24/02/2017

Retromobile: arte sobre rodas em Paris

Ambiente acolhedor e mais de 500 automóveis expostos mostram a força do evento no calendário
Rogério Machado de Paris (França)*
Email
A-   A+
Em 2017, o evento teve aumento de 8% no número de visitantes, que chegou perto de 120 mil pessoas/Rogério Machado
Após centenas de participações em concursos de elegância, coleções particulares, corridas de clássicos, salões e exibições pelo mundo afora com foco no antigomobilismo, é indiscutível a força que a Retromobile exerce sobre colecionadores, restauradores, entusiastas e comerciantes de carros, peças e literatura.

Para começar, desembarcar na capital francesa no início de fevereiro, com o termômetro perto de zero grau, não é uma proposta muito atraente.

Paris merece ser vista sob o sol, sendo assim, em lugar de passear pelo Sena e visitar Notre Dame, o endereço mais frequentado nessa época passa a ser o Paris Expo Porte de Versailles, local onde se realiza o evento.

Ano após ano me surpreendo com o ambiente acolhedor e um acervo que consegue reunir mais de 500 automóveis sem repetição. A importância do evento é notável, prova disso é que os fabricantes voltam cada vez mais a sua atenção para, juntamente com os clubes e associações, reforçarem sua presença institucional.

Mercedes, Aston Martin, Honda, Citroën, Jaguar Land Rover, Renault e Porsche estão entre os que têm presença garantida. Este ano, uma presença chamou a nossa atenção.

Leia também
História feita por visionários e sonhadores


Grupos automotivos – O grupo FCA (Fiat Chrysler Automobiles), do qual faz parte a Fiat, tão importante para a economia de Minas Gerais, desembarcou oficialmente por aqui, apresentando a herança das marcas Fiat, Alfa Romeo, Abarth e a lendária Lancia, cujos admiradores não perdoaram até hoje a FCA por não ter mantido a marca na posição merecida. Na opinião da maioria, um erro estratégico.

O estande da FCA agradou e, entre os oito veículos expostos, estava a estranha Lancia Flaminia Loraymo, de 1960, desenhada pelo Raymond Loewy, o designer da garrafa da Coca-Cola.

Além dela, o maravilhoso monoposto de recordes, o Abarth 1000, desenhado em 1960 pelo Pininfarina, e a Alfa Romeo 2600 SZ protótipo, de 1963. Um ótimo começo para o grupo na Retromobile.

Outro grupo automotivo, o PSA, também inovou. Pela primeira vez na Retromobile, apresentou suas três marcas no mesmo estande. As tradicionais Peugeot e Citroën, juntas da submarca DS, que emplaca a linha premium do grupo.

A DS entrou em ação em 2010 e, este ano, terá lojas próprias na Europa já que, comercialmente, não tem tido o destaque projetado pela fábrica. Como disse o responsável pela DS, Yves Bonnefon, “transições nunca são confortáveis”.  

O grande estande da PSA apresentou o primeiro veículo da Peugeot produzido em série, o quadriciclo Type 3, semelhante ao primeiro veículo que chegou ao Brasil e que pertenceu a Santos Dumont.

Entre outros veículos estavam presentes um conceito de 2016, o DS e-Tense, além do primeiro veículo a motor a atravessar o deserto do Saara: o Citroën B2, modelo K1.
Para a felicidade dos restauradores, e de olho em um mercado crescente cada vez mais “chinês”, a Bosch lançou em Paris o Bosch Classic Service, um departamento dedicado à preservação do patrimônio automotivo através de componentes e oficinas dedicadas ao antigomobilismo.

*Colaborador

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

24/03/2017
Nissan lança a 12ª geração da picape Frontier
Modelo ganhou novo powertrain
24/03/2017
Fiat Chrysler Automobiles em compasso de espera
Quando a General Motors anunciou a venda das marcas Opel e Vauxhal, no início desse ano, estava claro que outros movimentos no setor automotivo iriam se processar. O comprador foi...
17/03/2017
Toyota aprimora segurança do Corolla
A edição 2018 do líder de vendas passa a ter, em todas as versões, controles de estabilidade e tração
17/03/2017
Honda apresenta o WR-V, um cross Fit
A montadora japonesa lançou, nessa semana, o WR-V. Por mais que se refira a ele como um utilitário esportivo (SUV) compacto, não há como negar o óbvio: trata-se...
17/03/2017
Multimídia com tela de sete polegadas
As mudanças no modelo para a linha 2018 também chegaram ao interior. O quadro de instrumentos (dois tipos, dependendo da versão) passou por alterações...
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.