Publicidade
21/10/2017
Login
Entrar

Finanças

07/10/2017

Reunião entre Meirelles e Ochi define mudanças no estatuto da Caixa Econômica

ABr
Email
A-   A+
Brasília - A reunião na manhã de sexta-feira entre o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, o presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi, e a secretária do Tesouro Nacional e também presidente do Conselho de Administração da Caixa, Ana Paula Vescovi, teve como tema central a aprovação do novo estatuto do banco. Em nota, o Ministério da Fazenda informou que as mudanças pretendem tornar mais transparente a administração do banco e adequar a instituição financeira às regras previstas na Lei das Estatais, em vigor desde o ano passado. Com as mudanças a Caixa deve aderir às regras do programa de governança das estatais da B3

De acordo com a Fazenda, o novo estatuto está em discussão no Conselho de Administração do banco e deve ser aprovado até o próximo mês. Entre as medidas em estudo, estão a adesão da Caixa a regras do programa de governança mais rígidas e a participação de membros independentes no Conselho de Administração, que também deverá ter comitês de assessoramento para avaliar o risco e a conformidade das operações financeiras da instituição.

Durante o encontro, informou o ministério, Occhi e Ana Paula Vescovi apresentaram a Meirelles ações de gestão que, segundo eles, têm melhorado os lucros do banco. Eles citaram os programas de desligamento voluntário, o fechamento de agências em áreas sem viabilidade, o controle de gastos administrativos, o incremento de receitas com prestação de serviços, a implementação do banco digital e a criação de uma diretoria para monitorar grandes exposições a risco na concessão de crédito pelo banco.

“A Caixa segue trajetória sólida, imprimindo a passos largos ações para sua modernização, as quais asseguram o seu papel de gestão de importantes políticas sociais para os brasileiros, tais como, o financiamento habitacional e do saneamento, a gestão do FGTS [Fundo de Garantia do Tempo de Serviço], do Bolsa Família e do novo Fies [Fundo de Financiamento Estudantil]”, destacou o Ministério da Fazenda no comunicado.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

21/10/2017
Bolsa tem alta, mas fecha semana no vermelho
Ibovespa subiu 0,14% na sessão
21/10/2017
CSN deve fazer captação no exterior
São Paulo - O presidente-executivo e chairman da siderúrgica CSN, Benjamin Steinbruch, disse na sexta-feira que a companhia planeja fazer uma captação com bônus...
21/10/2017
BK Brasil pede aval para oferta de ações na B3
São Paulo - A BK Brasil, operadora da rede de fast food Burger King no País, apresentou na sexta-feira pedido para uma oferta inicial de ações (IPO) com...
21/10/2017
Tesouro Direto tem resgate de R$ 486,6 mi
Brasília - O Tesouro Direto registrou, em setembro, o segundo mês seguido de regaste líquido, ou seja, mais recompras de títulos do que emissões. De acordo com o...
20/10/2017
Ibovespa cai diante do cenário internacional
Índice acionário recuou 0,40% na sessão de ontem e a movimentação financeira atingiu R$ 7,1 bilhões
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.