Publicidade
14/12/2017
Login
Entrar

Finanças

07/10/2017

Reunião entre Meirelles e Ochi define mudanças no estatuto da Caixa Econômica

ABr
Email
A-   A+
Brasília - A reunião na manhã de sexta-feira entre o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, o presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi, e a secretária do Tesouro Nacional e também presidente do Conselho de Administração da Caixa, Ana Paula Vescovi, teve como tema central a aprovação do novo estatuto do banco. Em nota, o Ministério da Fazenda informou que as mudanças pretendem tornar mais transparente a administração do banco e adequar a instituição financeira às regras previstas na Lei das Estatais, em vigor desde o ano passado. Com as mudanças a Caixa deve aderir às regras do programa de governança das estatais da B3

De acordo com a Fazenda, o novo estatuto está em discussão no Conselho de Administração do banco e deve ser aprovado até o próximo mês. Entre as medidas em estudo, estão a adesão da Caixa a regras do programa de governança mais rígidas e a participação de membros independentes no Conselho de Administração, que também deverá ter comitês de assessoramento para avaliar o risco e a conformidade das operações financeiras da instituição.

Durante o encontro, informou o ministério, Occhi e Ana Paula Vescovi apresentaram a Meirelles ações de gestão que, segundo eles, têm melhorado os lucros do banco. Eles citaram os programas de desligamento voluntário, o fechamento de agências em áreas sem viabilidade, o controle de gastos administrativos, o incremento de receitas com prestação de serviços, a implementação do banco digital e a criação de uma diretoria para monitorar grandes exposições a risco na concessão de crédito pelo banco.

“A Caixa segue trajetória sólida, imprimindo a passos largos ações para sua modernização, as quais asseguram o seu papel de gestão de importantes políticas sociais para os brasileiros, tais como, o financiamento habitacional e do saneamento, a gestão do FGTS [Fundo de Garantia do Tempo de Serviço], do Bolsa Família e do novo Fies [Fundo de Financiamento Estudantil]”, destacou o Ministério da Fazenda no comunicado.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

14/12/2017
S&P vê cenário de incerteza no Brasil
Capacidade do governo atual de executar mudanças e eleições preocupam agência
14/12/2017
Fluxo cambial é positivo em US$ 9,82 bi até dia 8
Brasília - O fluxo cambial do ano até o dia 8 de dezembro ficou positivo em US$ 9,822 bilhões, informou ontem o Banco Central. Em igual período do ano passado, o...
14/12/2017
Sem votação de reforma, bolsa cai 1,22%
São Paulo - O mercado acionário brasileiro teve dois momentos ontem, confirmando o cenário de volatilidade dos últimos dias. Pela manhã, o Índice Bovespa...
14/12/2017
Há "colchões" para volatilidade em ano eleitoral
Brasília - A economia brasileira está se recuperando e tem vários colchões disponíveis para atravessar qualquer volatilidade futura por conta das...
13/12/2017
Presidente do Banco Central alerta para risco de bolha em mercado de moedas virtuais
O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn , alertou para o risco de bolha no mercado de moedas virtuais. “Moedas virtuais do jeito que estão hoje com essa subida vertiginosa,...
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.