Publicidade
19/02/2018
Login
Entrar

DC Inovação

26/10/2017

Revendedores de botijão de gás ganham suporte tecnológico

Chama é o primeiro app deste segmento do mundo
Thaíne Belissa
Email
A-   A+
Marketplace Chama, lançado em SP, já tem quase 200 entregadores em Belo Horizonte/Divulgação
Trocar o gás de cozinha não costuma ser uma tarefa agradável: o botijão sempre esvazia nos momentos mais inapropriados e o que vem em seguida é uma correria para encontrar aquele ímã de geladeira ou folheto com o telefone do entregador de gás. Com o objetivo de tornar esse momento menos estressante e mais seguro, o empreendedor holandês Marijn van de Ven lançou no Brasil o Chama, marketplace que conecta usuários a entregadores de gás regulamentados pela Agência Nacional do Petróleo (ANP). A solução foi lançada em São Paulo no final do ano passado e, agora, faz sua primeira expansão, chegando a Belo Horizonte.

De acordo com o diretor do Chama, Otávio Tranchesi, o empreendedor Marijn van de Ven teve a ideia de construir o marketplace durante suas visitas ao País. “Ele sempre vinha ao Brasil a negócios e, certo dia, perguntou a alguém qual era o aplicativo brasileiro para pedir gás. Como ninguém soube lhe dizer, ele entendeu que era uma oportunidade”, relata. Tranchesi explica que esse segmento de entrega de gás é pouco transparente no Brasil, de forma que os clientes não sabem onde comprar e quais os preços cobrados.

“Poucas pessoas sabem, mas os entregadores de gás também precisam ser regulamentados pela ANP. E essa não é uma informação fácil de encontrar”, completa. O diretor explica que o Chama resolve esse problema de maneira simples, conectando os usuários a entregadores regularizados por meio de um aplicativo. Para encontrar o entregador mais próximo, basta que o usuário informe seu endereço e o aplicativo encontrará os estabelecimentos de sua região, especificando preços e a avaliação de outros usuários.

No próprio aplicativo o cliente informa como vai pagar (dinheiro, cartão de crédito ou débito) e efetua o pagamento direto para o entregador, no momento da entrega. Tranchesi explica que, até o momento, o aplicativo estava em teste e, por isso, seu uso era gratuito para os estabelecimentos de gás. A expectativa é de que, a partir do fim deste ano, a empresa cobre um percentual da venda.

O diretor afirma que a decisão de expandir para Belo Horizonte está amparada em uma meta mais ampla da empresa, que é de atingir 10 milhões de usuários nos próximos três anos nas principais capitais do País. Ele afirma que o público de Belo Horizonte foi um dos que mais pediu para que o aplicativo fosse ativado na cidade. “Belo Horizonte tem um mercado potencial, tanto economicamente e em número de famílias, quanto na recepção de tecnologia. Nós precisávamos testar a solução fora de São Paulo e achamos que a capital mineira era uma boa alternativa”, afirma.

O marketplace em Belo Horizonte já tem quase 200 entregadores. O diretor não abre número sobre expectativas de vendas e usuários na cidade, mas garante que o sentimento é de otimismo. “Nossa meta é ser o principal aplicativo para pedir de gás em Belo Horizonte, independente de outros que possam surgir”, finaliza.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

17/02/2018
Holobox propecta US$ 1 milhão
Recurso será aplicado na produção e venda de 400 projetores de holoboxes
17/02/2018
Inovativa está com inscrições abertas até 5 de março
O programa de aceleração de startups Inovativa Brasil está com inscrições abertas para empresas de base tecnológica ou com modelo de negócios...
17/02/2018
Forge quer popularizar impressão 3D
Criar um mundo 3D, que tenha não apenas as três dimensões, mas que também seja desmaterializado, desmonetizado e democratizado. Essa é a missão da Forge,...
08/02/2018
Smarkets abre escritório na Capital
Investimento na filial está estimado entre 8% e 10% do faturamento mensal
08/02/2018
Uberhub ganha mais uma iniciativa de fomento
Conhecido como “Uberhub”, o ecossistema de inovação de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, acaba de ganhar mais uma iniciativa de fomento. O sta-R - Startraction...
› últimas notícias
Sondagem revela retomada do otimismo na construção civil
Valor liberado para médios e grandes produtores na safra 2017/18 é de R$ 85 bilhões
Justiça decide que elétricas não poderão ter cobrança retroativa de débitos de R$ 6 bilhões
Sebrae pretende atender 69,6 mil MPEs
Nível de atividade do varejo no Brasil aumenta 1,3% em janeiro, aponta a Cielo
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Começam as obras do Aeródromo Inhotim
Folia supera expectativas em Belo Horizonte
Mobiliata une empreendedorismo e impacto social
Carnaval aqueceu setor de brindes na Capital
Sondagem revela retomada do otimismo na construção civil
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


17 de fevereiro de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.