19/06/2018
Login
Entrar

Minas 2032

05/06/2018

RH tem papel primordial na difusão dos ODS

Cabe ao departamento difundir políticas de responsabilidade e afirmativas de acordo com a cultura empresarial
Daniela Maciel
Email
A-   A+
Eliane Ramos aponta que as políticas de responsabilidade fazem bem para o ambiente corporativo e para os resultados/Filipe Rhodes/AbrhMG
Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), promovidos pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 2015, são um plano de ação para erradicar a pobreza, proteger o planeta e garantir que as pessoas alcancem a paz e a prosperidade até o ano de 2030, composto por 17 proposições.

Dentro das empresas, a gestão de pessoas ou recursos humanos (RH) tem um papel primordial na difusão dos ODS. Cabe ao departamento, quando realmente estratégico, difundir as políticas de responsabilidade e afirmativas de acordo com a cultura empresarial.
Para a presidente da Associação Brasileira de Recursos Humanos – Minas Gerais (ABRH-MG), Eliane Ramos Vasconcellos Paes, as políticas de responsabilidade fazem bem para o ambiente corporativo e para os resultados dos negócios. Nesse ponto o RH tem papel fundamental ao fazer a ponte entre a alta gestão e colaboradores.

“Passamos por uma mudança de mentalidade em todo o mundo. As empresas são ambientes fundamentais para o desenvolvimento de uma sociedade menos desigual em que todos os seres humanos sejam respeitados nas suas especificidades. A dignidade é um direito de todos e deve ser promovida em todos os lugares. Nas empresas o RH tem papel de promover, orientar e informar a respeito. O engajamento forçado não existe, ele precisa ser conquistado”, explica Eliane Ramos.

Empresas e profissionais de recursos humanos que se interessam pela implantação dos ODS podem contar com uma série de publicações da ONU disponíveis em língua portuguesa. A principal delas é o Guia dos ODS para as Empresas (SDG Compass, em inglês), pensado e organizado para orientar o setor privado nesse novo cenário. O documento promove o entendimento sobre o processo de construção e definição dos ODS, recomenda o alinhamento das metas internas já estabelecidas pelas empresas aos ODS e trata do mapeamento do impacto dos ODS ao longo da cadeia de valor como parte de um passo a passo a ser seguido para que os ODS sejam internalizados na estratégia dos negócios. O manual está disponível no site www.sdgcompass.org. Basta acessar a sessão download translations e escolher a versão em português.

Vários outros fóruns, porém, estão abertos para a discussão e promoção dos ODS. Empresas organizam grupos internos de trabalho, associações levam o tema para seus eventos e movimentos suprassetoriais surgem em busca de caminhos para uma relação mais justa, transparente e responsável com os seus diversos públicos.

Leia também:
Evento discutiu a diversidade na Capital
Executivo entrevista líderes para detectar desafios


Movimento - O Movimento Minas 2032 (MM 2032), liderado pelo DIÁRIO DO COMÉRCIO, em parceria com o Instituto Orior e a Multiverse, trabalha nesse sentido. A ABRH -MG é um dos membros do MM 2032. Entre várias ações que se baseiam nos ODS, a entidade destaca o “Circuito RH”, composto por oito minicursos. Ele acontece durante todo o ano e tem como objetivo oferecer oportunidade de desenvolvimento para novos profissionais de RH, estimulando prática e atuação consistentes do profissional de gestão de pessoas. A ação corresponde ao ODS 4: “Assegurar a educação inclusiva e equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos”.

Já o Fórum ABRH, diz respeito aos ODS 3: “Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades”; ODS 9: “Construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação”; ODS 10: “Reduzir a desigualdade dentro dos países e entre eles”; além do ODS 4.

O evento conta com painéis, talk shows e palestras que abordam temas que envolvam as transformações digitais que impactam nos resultados, a importância de desenvolver novas competências para lidar com as complexidades atuais, a importância da educação corporativa dentro e fora das empresas; as práticas inovadoras que estimulam o bem-estar das equipes no ambiente organizacional, entre outros assuntos.

E, por fim, o “Conexões Humanas”, realizado pela primeira vez em 2017, em parceria com a Unimed-BH. Em 2018 terá na gestão do tempo no mundo contemporâneo e a boas práticas de qualidade de vida nas empresas o tema principal. O evento se refere aos ODS 2: “Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável”; ODS 17: “Fortalecer os meios e implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável”; além dos ODS 4 e 9.

CONHEÇA O MOVIMENTO MINAS 2032

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

13/06/2018
MRV reduz emissão de gases do efeito estufa
Empresa mantém programa em seus escritórios, lojas e obras para diminuir o impacto ambiental da atividade
13/06/2018
Mineiros consideram a reciclagem importante
De acordo com pesquisa feita pelo Ibope Inteligência, a pedido da Cervejaria Ambev, o mineiro sabe da importância da reciclagem para o meio ambiente e acredita que seja uma...
13/06/2018
Ambev mantém iniciativas para mudar este cenário
A Cervejaria Ambev desenvolve uma série de iniciativas para contribuir com a mudança desse cenário, pois a sustentabilidade socioambiental é um pilar central de seu...
05/06/2018
Evento discutiu a diversidade na Capital
A edição 2018 do Fórum ABRH-MG, promovido pela Associação Brasileira de Recursos Humanos – Minas Gerais (ABRH-MG), aconteceu ontem, no Ouro Minas Palace...
05/06/2018
Executivo entrevista líderes para detectar desafios
O diretor de RH do Grupo TAP Air Portugal, Pedro Ramos, escolheu como caminho para estudar os desafios das lideranças no novo contexto mundial uma série de entrevistas com alguns dos...
› últimas notícias
Preço do diesel recua R$ 0,41 em Minas
Mais de 40% das empresas usam planilhas ao contratar
Inadimplência recua na Capital
TCU vai apurar se cobrança por despacho de bagagem reduziu preços das passagens
Governo espera movimentar a economia com liberação de saques
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


19 de junho de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.