20/06/2018
Login
Entrar

Legislação

18/08/2017

Rombo na Funcef é alvo de protesto

Da Redação
Email
A-   A+
Empregados aposentados da Caixa Econômica Federal fazem manifestação hoje, em diversas cidades do País, em repúdio aos rombos na Fundação dos Economiários Federais (Funcef), fundo de pensão que gerencia a previdência complementar dos funcionários da Caixa. É o terceiro maior fundo de pensão do Brasil e um dos maiores da América Latina.

O movimento, que toma corpo de forma vigorosa entre os participantes da Funcef nasceu em decorrência de uma série de ações que um grupo de aposentados tem feito para defender os legítimos interesses das mais de cem mil famílias afetadas por essa situação de déficits bilionários no fundo.

Os participantes já estão pagando a conta desses rombos e seu clamor é que “não aceitam pagar a conta cheia sem a conferência das comandas”. O anseio é que os investimentos deficitários sejam investigados pela Polícia Federal, para que não sejam injustamente penalizados por compadrios que expuseram os fundos de pensão, no geral, a uma sangria histórica. Além disso, repudiam a inclusão do contencioso trabalhista, responsabilidade exclusiva da Caixa, nos déficits bilionários.

A mobilização em todo o País hoje foi articulada pelos próprios participantes aposentados, em aplicativo social da rede, sem participação de qualquer sindicato, representações ou associações.  O protesto dos aposentados da Caixa encontra respaldo nas denúncias feitas na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Fundos de Pensão no Congresso, nas prisões efetuadas pela Polícia Federal (Operação Greenfield ) e nos indiciamentos de 145 suspeitos de envolvimento no esquema de corrupção.

As ações programadas para hoje serão realizadas nas agências de maior movimento da Caixa e outro objetivo dos aposentados é sensibilizar os colegas da ativa para a gravidade da situação.

Em Belo Horizonte, a manifestação acontecerá na rua Tupinambás, na região central, em frente à agência Tupinambás, às 9h30. Os participantes estarão vestidos com camiseta branca e tarja preta no braço, em sinal de luto por essa sequência absurda de infortúnios após mais de 30 anos de trabalho na Caixa.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

20/06/2018
Bancos têm valorização e Ibovespa avança mais de 2%
Giro financeiro no pregão de ontem somou um volume de R$ 13,06 bilhões
20/06/2018
Governo enviará projeto dos precatórios
Congresso aguarda a regulamentação dos subsídios dos cofres federais para estados e municípios
20/06/2018
Fraudes em notas fiscais na venda de café são alvo da Receita Estadual
A Receita Estadual de Minas Gerais, o Ministério Público (MPMG) e a Polícia Civil, órgãos que integram o Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos (Cira, em parceria com a...
20/06/2018
Agenda Tributária Estadual 20/06 - SAGE
Histórico Esta agenda contém as principais obrigações a serem cumpridas nos prazos previstos na legislação em vigor. Apesar de conter, basicamente,...
19/06/2018
Renúncia fiscal soma R$ 354,7 bilhões
Montante equivale a 30% da receita líquida do governo federal no ano passado
› últimas notícias
Aumentam os custos e confiança diminui
MRS firma parcerias para avançar
Camex susta antidumping a produtos de China e México
Compras das siderúrgicas retraem 3%
Anfavea e Finep estudam construção de centro de testes automobilísticos
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


20 de junho de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.