Publicidade
24/05/2018
Login
Entrar

DC Mais

25/04/2018

Só 19% dos brasileiros planejam ter filhos

ABr
Email
A-   A+
Nos próximos dois anos, apenas 19% dos brasileiros pretendem ter filhos, 17% por gravidez e 2% por adoção. É o que mostra uma pesquisa sobre natalidade divulgada pelo Ibope. Do total de entrevistados, 79% não pretendem ter filhos até 2020, e 2% não sabem.

A pesquisa do Ibope foi realizada entre os dias 15 e 18 de março, com 1.491 pessoas com mais de 16 anos, em 143 municípios de todas as regiões do País.

Para a demógrafa e diretora da Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) Paula de Miranda Ribeiro, as pessoas adiam os planos de ter filhos por razões diversas, como a maior participação da mulher no mercado de trabalho e maior escolaridade. “Existe o efeito tempo e quanto. Se eu tenho um filho mais jovem, tenho tempo para ter mais filhos. Mas se eu tenho esse desejo e investi na carreira até os 40 [anos], eu posso não conseguir”, disse, explicando que o Estado não favorece as boas condições para a mulher conciliar a maternidade com a vida profissional.

Segundo ela, sustentar materialmente um filho é uma coisa que custa muito caro no Brasil. “Em países onde a saúde e a educação pública são de qualidade, por exemplo, esse custo é menor para as famílias”, pondera, explicando que mesmo as pessoas com nível socioeconômico mais baixo tendem a ter menos filhos, para garantir condições melhores de vida.

O Nordeste é a região onde as pessoas estão mais abertas à maternidade/paternidade, 19% pretendem ter filhos biológicos e 3% querem adotar uma criança. Lá, 76% não pretendem ter filhos. Na região Sul, apenas 11% pretendem ter filhos biológicos, e 87% não pretendem nos próximos dois anos.

No Sudeste, 18% querem filhos biológicos e 2% querem adotar; 77% não pretendem ter filhos. No período de dois anos, nas regiões Norte e Centro-Oeste, 16% dos entrevistados pretendem ter filhos, por meio de uma gravidez e 1% por adoção; 82% não querem filhos.

Parto natural ou cesária - Entre os que pretendem ter filhos, 76% querem o parto normal em uma maternidade ou hospital, e 3% querem o parto em casa. Mesmo no caso de uma gravidez sem complicações, ou seja, quando não há risco nem para a mãe e nem para o bebê, 20% pretendem fazer uma cesariana.

Para a demógrafa da UFMG, isso tem implicações na saúde pública. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, a taxa ideal de cesáreas deve ficar entre 10% e 15% de todos os partos realizados.

“Quando olhamos os critérios socioeconômicos, são as pessoas de renda familiar mais alta que querem cesárea, pois acaba sendo um conforto fazer o parto com o médico da sua escolha”, aponta Paula. “Em outros países não é assim, essa preferência pelo parto cesáreo acontece só aqui e é uma escolha. Nos Estados Unidos, por exemplo, isso jamais seria uma pergunta”, explica.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

24/05/2018
Peça leva cancioneiro popular e cantigas de roda ao interior
Inspirada no Cancioneiro Popular Brasileiro e nas cantigas de roda, a peça teatral Berenice e Soriano será apresentada em Divinópolis no próximo domingo (27), às...
24/05/2018
CURTAS | DC Mais 24/05
Feijoada beneficente No próximo sábado (26), das 13h30 às 18h30, no Nutreal Restaurante, em Nova Lima (MG), o Rotary Club BH Novas Gerações, Distrito 4760,...
24/05/2018
AGENDA CULTURAL 24/05
Música russa Filarmônica - A música russa será apresentada pela Filarmônica de Minas Gerais em suas “Expedições Musicais”, na...
23/05/2018
Festival Minas Music recebe inscrições até domingo
Um dos mais tradicionais concursos de bandas de Minas Gerais está de cara nova. Após nove anos revelando talentos, exclusivamente, do pop-rock, o concurso de Bandas Music Minas agora...
23/05/2018
CURTAS | DC Mais
Revolução Industrial Em celebração ao Dia da Indústria, o Sistema Fiemg promove hoje, a partir das 8h30, em seu auditório (Avenida do Contorno,...
› últimas notícias
Preço do etanol acompanha alta da gasolina na Capital
Plano Diretor da Capital é questionado
Sem acordo, caminhoneiros decidem continuar greve
Biomm aciona Anvisa para liberar remédio
Quatro de cada cinco empresas do País planejam investimentos para este ano
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


23 de maio de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.