25/06/2018
Login
Entrar

Agronegócio

12/01/2018

Safra mineira de grãos deve recuar 5,8% em 2017-2018

Milho e soja puxam o resultado
Michelle Valverde
Email
A-   A+
O milho apresentou retração de 15,7% na estimativa de primeira safra, com redução de 13,6% na área/Divulgação
A safra de grãos 2017/18, em Minas Gerais, deve recuar 5,8% com a colheita estimada em 13,27 milhões de toneladas. A menor produção de milho após um ano de preços baixos, o que desestimulou o plantio, é uma das justificativas para a redução. De acordo com o 4º Levantamento da Safra Brasileira de Grãos, elaborado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), até o momento, as condições climáticas estão favoráveis à produção.

No atual período produtivo, a área destinada ao cultivo de grãos no Estado alcançou 3,27 milhões de hectares, retração de 2,8% frente aos 3,37 milhões de hectares plantados na safra anterior. A produtividade das lavouras tende a recuar 3%, com rendimento médio por hectare estimado em 4 toneladas por hectare.

Dentre os produtos, o milho apresentou uma retração de 15,7% na estimativa da primeira safra, com previsão de colher 4,88 milhões de toneladas, ante as 5,79 milhões de toneladas registradas em igual safra do ano anterior. A queda se deve, principalmente, à redução da área de plantio, 13,6%, com o uso de 785 mil hectares. A produtividade estimada está 2,4% inferior e a previsão é colher 6,2 toneladas por hectare.

A redução da área e da produtividade é resultado, em grande parte, do atraso das chuvas que levou alguns agricultores a optarem pela soja, ou mesmo por milho destinado à produção de silagem. Segundo o superintendente de Informações do Agronegócio da Conab, Aroldo Antônio de Oliveira Neto, a queda na produção de milho também se deve aos preços baixos praticados ao longo da safra 2016/17, o que desestimulou o plantio.

“Além da queda verificada nos preços do cereal, os estoques de passagem estão altos. Estes fatores incentivaram os produtores a migrarem do milho para a soja. Na atual temporada, foram registrados atrasos no plantio em função do clima, mas a produção segue dentro do esperado”, explicou.

Assim como observado nos anos anteriores, a tendência de ampliar a segunda safra de milho vem acontecendo em Minas Gerais. A previsão da Conab aponta para um incremento de 19,3% na produção de milho no período, com a colheita prevista em 2 milhões de toneladas.

Com o resultado das duas safras, a previsão é que Minas Gerais colha 6,94 milhões de toneladas de milho na safra 2017/18, o que, se alcançado, representará uma queda de 7,7%.

Soja - A soja, importante produto para o Estado, também terá uma colheita menor na safra 2017/18. Conforme os dados da Conab, a retração em Minas Gerais será de 4,2%, com a produção estimada em 4,85 milhões de toneladas da oleaginosa. A área de cultivo somou 1,48 milhão de hectares, expansão de 1,8%. O rendimento médio deve girar em torno de 3,27 toneladas por hectare, variação negativa de 5,9%.

De acordo com os dados da Conab, a soja já foi totalmente plantada. Neste ano, houve aumento de área de soja em detrimento ao plantio de milho, e a principal explicação se deve à cotação do produto no mercado, que no momento se apresenta em melhores condições do que o cereal.

A maior parte das lavouras de soja está na fase de desenvolvimento vegetativo e um pequeno percentual já em floração. Em função do clima e dos insumos aplicados, até o momento as lavouras são consideradas de excelente qualidade.

Leia também:
IBGE projeta queda de 6,8% ante ciclo recorde
Conab estima redução de 4,1% no volume produzido no País


Algodão - Para o algodão em caroço a expectativa é colher 78,3 mil toneladas, alta de 34,3%. A área de plantio ficou 36,5% superior, com o uso de 21,3 mil hectares. A produtividade média apresenta pequena retração de 1,7%, com estimativa de colher 3,6 toneladas por hectare.

Segundo a Conab, o aumento em Minas Gerais reflete o otimismo dos cotonicultores diante dos bons preços alcançados ao longo de 2017. O plantio foi iniciado em dezembro e deverá se estender até meados de fevereiro.

“A área de plantio do algodão em caroço está em expansão em função dos preços no mercado externo, que foram muitos bons na safra anterior. A expectativa de manutenção dos valores em níveis rentáveis no exterior incentivou o plantio maior na atual temporada”, explicou superintendente de Informações do Agronegócio da Conab, Aroldo Antônio de Oliveira Neto.

Feijão - Na safra 2017/18, a produção mineira de feijão primeira safra deve aumentar 6,9%, somando 208,6 mil toneladas. O aumento virá da produtividade, que está 7,9% superior, com rendimento estimado em 1,3 tonelada por hectare. No período, a área plantada apresentou pequeno recuo de 0,9%, com o feijão ocupando 159,5 mil hectares.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

23/06/2018
Aumenta a demanda de recursos em Minas Gerais
Desembolsos totais cresceram 16%
23/06/2018
Estudo de caracterização atesta produção da Serra Geral
Na última terça-feira, a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG) entregou à prefeitura de Porteirinha, Norte...
23/06/2018
Maggi critica subsídios e protecionismo
Ribeirão Preto - O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, afirmou na sexta-feira (22), durante pronunciamento em fórum do Brics, bloco de...
22/06/2018
Uso da água é desafio para a agropecuária
Seminário reunirá especialistas e produtores em busca de soluções para utilização eficiente e responsável
22/06/2018
Vegetação íntegra caiu para 20% no Brasil
Brasília - Segundo maior bioma natural do País, atrás apenas da Amazônia, o Cerrado apresentou melhoras na taxa de desmatamento nos últimos dois anos, mas a...
› últimas notícias
Torcida não aquece as vendas no hipercentro
Prestadoras de serviços terrestres cogitam dispensa de pessoal com reoneração
Liminar contrária não abala Mendes Júnior
Primeiro leilão da Aneel prevê R$ 6 bi
BR Distribuidora aguarda decisão do TRT para mensurar os impactos
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


23 de junho de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.