19/06/2018
Login
Entrar




DC RH

02/02/2017

Salários no Brasil tiveram leve recuperação

Email
A-   A+
São Paulo - A previsão divulgada pela Korn Ferry, por meio da divisão Hay Group, revela que os profissionais de todo o mundo devem esperar aumentos salariais reais na faixa de 2,3% em 2017. Apesar de um cenário global interessante, o Brasil fica um pouco atrás nesse quesito mesmo com leve melhora em comparação a 2016 - que apresentou uma redução de 1,2% nos salários reais.

Assim como a perspectiva para 2015 e 2016, que foram de avanços salariais abaixo da inflação, para 2017 o cenário não é tão animador. Apesar de aumentos esperados em torno de 8,8%, os brasileiros deverão ver apenas um crescimento real de 0,4% nos salários este ano. Por meio da pesquisa ainda não é possível identificar a recuperação do poder de compra do trabalhador. As razões são um mercado ainda em transição, a instabilidade econômica e política e também alta volatilidade da inflação.

A América Latina como um todo também tem sido afetada nesse sentido, justamente por conta da inconstante inflação na região (10,9%). O aumento real nos salários, de forma geral, deve ser em torno de 1,1%, mas os destaques negativos vão para Venezuela, com um corte expressivo de 373,9%, e Argentina, com redução em 12,5% nos salários reais.

Na Ásia, a perspectiva ainda é boa. Os aumentos de salários vão girar em torno de 6,1% - queda de 0,3% em relação à previsão para 2016. No entanto, os salários reais devem crescer 4,3% - valor mais alto do mundo e 0,1% maior que em relação ao ano passado. As maiores evoluções dos salários reais estão previstas para o Vietnã (7,2%), Tailândia (5,6%) e Indonésia (4,9%).

Os EUA experimentarão um crescimento real de 1,9% em 2017 - 0,8% menor do que em 2016. “Esse decréscimo pode ser explicado pelo leve aumento da inflação no País, de 0,3%, em 2015, para 2,1%, em 2016”, explica o diretor de Análises da Korn Ferry Hay Group, Carlos Silva.

Na Europa a perspectiva ainda se mantém positiva e estável. A Europa Ocidental espera ter um aumento salarial médio de 2,1%, com avanço real de salários de 1,7% - destaque para a Bulgária (com aumento real de 4,7%). Já a Oriental apresentará um progresso salarial médio de 5,7%, com crescimento real de 2,1% em 2017, com destaque positivo para Romênia - aumento de 5,7% real - e negativo para o Cazaquistão, com redução de 5,8% nos salários reais.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

20/03/2018
Comece antes que seja tarde
Sem fluxo de caixa e investimento, empresas não conseguem se recuperar
20/03/2018
IDEIAS | 'Femômeno-Ilha" pode afetar crescimento prodissional
Você conhece ou já trabalhou em uma empresa com muitos anos de vida e que mantém seu modelo de gestão engessado? E com um colega que atua há muito tempo em um...
14/03/2018
Carreira vs. filhos preocupa 42% das mulheres
Colaboradoras se sentem preteridas para oportunidades no retorno ao trabalho depois da maternidade
14/03/2018
Profissionais mais maduros ganham espaço
Conhecimento, experiência, sabedoria, autoridade moral e capacidade de liderança são algumas das principais qualidades que podem ser encontradas em profissionais mais maduros ou...
14/03/2018
Ampliação de equipe é algo bom
Ampliar sua equipe é um ótimo sinal. Um excelente indicativo de que a empresa segue no caminho certo e, por conta do aumento de demandas e confiança dos clientes, precisa de...
› últimas notícias
Preço do diesel recua R$ 0,41 em Minas
Mais de 40% das empresas usam planilhas ao contratar
Inadimplência recua na Capital
TCU vai apurar se cobrança por despacho de bagagem reduziu preços das passagens
Governo espera movimentar a economia com liberação de saques
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


19 de junho de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.