Publicidade
21/01/2018
Login
Entrar

DC RH

24/08/2017

Selpe investe R$ 2 milhões em inovação

Recursos também foram direcionados para a expansão com a abertura de uma unidade em São Paulo
Mírian Pinheiro
Email
A-   A+
Hegel Botinha: aporte em nova ferramenta de recrutamento/Divulgação
Em busca de competitividade e uma postura mais estratégica, o grupo mineiro de recursos humanos Selpe, com 52 anos de mercado, investiu R$ 2 milhões em inovação e expansão. Diretor da empresa, Hegel Botinha revela que o capital investido permitiu trazer para o Brasil a moderna ferramenta francesa de seleção e recrutamento, a Assesfirst, além de propiciar o aperfeiçoamento interno de uma plataforma de recrutamento inteligente e a abertura de unidade em São Paulo. “O investimento, principalmente em inovação, trouxe à Selpe mais agilidade e competitividade, permitindo mais eficiência interna dos processos, além de disponibilizar dados mais completos dos candidatos para as empresas”, explica.

As inovações, ele diz, posicionam a Selpe como fornecedora de novas tecnologias ao mercado de Recursos Humanos, isso porque outras empresas poderão utilizar o sistema personalizado de Applicant Tracking System (ATS) ou Sistema de Rastreamento de Candidatos. Segundo Botinha, a empresa comercializará o sistema recém-customizado.
Unindo a ciência comportamental com a tecnologia de dados, a empresa espera crescer seu market share. “Ainda não sabemos o percentual de crescimento impactado pelos investimentos”, observa o diretor, mas ele destaca que a solução francesa Assesfirst, exclusividade da Selpe no Brasil, chegou transformando o conceito de gestão profissional, ou assessment, de todo o setor.

Botinha afirma que a empresa mineira já diferencia seu serviço com esse modelo preditivo de recrutamento, a partir de testes e análises mais assertivos amparados em indicadores de avaliação que vão além de personalidade e aptidão. Pela ferramenta, ele diz, é possível conhecer com maior eficiência e critério as pessoas.

“O Assesfirst conduz ao diagnóstico do potencial dos candidatos, fornecendo um perfil comportamental mais completo, avaliando, por exemplo, motivação, estilo de liderança e cultura organizacional”, completa. A ferramenta de avaliação francesa é direcionada a candidatos de nível superior, e traz, no seu escopo, as tecnologias Big Data e Analytics. A metodologia, além do Brasil, já está presente em toda a Europa, Estados Unidos e Ásia.

Expansão - O negócio de RH, que tem atuação em Minas Gerais e Pernambuco, reúne agora nove unidades, com a abertura de uma filial em São Paulo. A Selpe, segundo Hegel Botinha, se instalou na capital paulista para ficar mais perto das grandes empresas. “É o maior mercado consumidor do Brasil, e muitos dos nossos clientes têm sede lá”, diz. Hoje a empresa avalia, em média, 50 mil candidatos anualmente e possui mais de mil clientes cadastrados. Do ano passado até agora recolocou no mercado cerca de16 mil profissionais.

O grupo também se dividiu em uma nova estrutura com cinco produtos e serviços. As categorias SelpeExecutive, SelpeExpert, SelpeMultiservice, SelpeTalent e SelpeAdvisory atendem clientes de médio a grande porte, companhias nacionais e multinacionais. Houve também investimento na reformulação do site da empresa (www.gruposelpe.com.br), que atualmente apresenta ao mercado mais de mil oportunidades de trabalho nos segmentos Executive, Expert e Multiservice.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

12/12/2017
Brasileiros dão notas baixas aos líderes
Metade dos empregados acredita que altos chefes têm sincero interesse pelo bem-estar deles
12/12/2017
Gestor pode ser contagiante ou contagioso
Durante toda uma vida você trabalha duro e busca fazer o seu melhor para chegar à excelência, certo? O engraçado é que quanto mais qualidade tem a...
12/12/2017
Empresas buscam melhoria no desenvolvimento
As empresas no Brasil têm tomado ações para aprimorar seus programas de desenvolvimento de liderança, de acordo com o Global Talent Management and Rewards Study –...
05/12/2017
Contra assédio, valem ações preventivas
Elaboração de um código de ética e o treinamento dos gestores são boas alternativas a ser tomadas
05/12/2017
Autoconhecimento é palavra de ordem
Conhecer e atender ao perfil profissional demandado pelas empresas, customizar o currículo e ter flexibilidade para se adaptar às mudanças são algumas das principais...
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.