Publicidade
27/05/2018
Login
Entrar

DMEP - Cegueira das Organizações

27/02/2018

Sistema GDNi®: seleção de ideias de projetos de negócio, mercado e produto

Luiz Castanheira Polignano*
Email
A-   A+
Se a Matriz Ansoff, apresentada em ensaio anterior, é ferramenta indispensável para a definição da estratégia de mercado e produto, o GDNi - Gestão do Desenvolvimento de Negócios Inovadores e Impactantes - apresenta-se como um sistema para criação e desenvolvimento dessas oportunidades. Tem como propósito orientar o desenvolvimento de projetos fazendo uso de reconhecidas práticas do management: Product Development, Portfoliun Manegement, Development Strategy Framework, Project Manegement, Quality Function Deployment e Six Sigma.

Esse método é caracterizado como um funil que seleciona e desenvolve oportunidades de negócios, produtos e mercados. É composto por quatro fases centrais: Selecionar Ideias; Planejar Oportunidade; Desenvolver Projeto; Implementar Operação. As fases centrais são precedidas pelas fases de Monitoramento (avaliação continuada e pesquisa de Tecnologia, do Desempenho Corporativo e do Mercado) e Definição de Metas e Objetivos (escolhas dos quadrantes da Matriz Ansoff e definição de metas de crescimento). Ao final, o framework propõe a fase de Aprendizagem e Melhoria do Processo de Inovação. A figura descreve o funil de seleção e criação de oportunidades do GDNi.

A fase Selecionar Ideias tem como objetivo analisar e selecionar um portfólio de oportunidades que minimizem os riscos do investimento e aumentem as chances de geração de valor. Está vinculada à fase de definição de metas e objetivos, devendo materializar a estratégia de mercado e produto. Algumas etapas devem ser cumpridas ao longo dessa fase:

Ideação: geração de ideias de oportunidades de produto, mercado e negócios. Diferentes técnicas de ideação podem ser utilizadas, sempre ancoradas pelas informações do ambiente de monitoramento de mercado, tecnologia e de negócio.

Estudos preliminares: levantamento de informações preliminares acerca do potencial de mercado, concorrência, cadeia de valor e tecnologia, permitindo a avaliar se a ideia possui fundamentação mínima para continuar sendo estudada.

Estudos detalhados: as ideias mais promissoras devem ser detalhadas, visando incorporar a dimensão financeira dentre os critérios de avaliação. É momento de estimar potencial de faturamento e avaliar rentabilidade do investimento.

A seleção de ideias é fase essencial do processo de inovação, pois permite:

Escolher projetos alinhados à estratégia;
Priorizar ideias que geram maior valor;
Balancear o portfólio para reduzir risco.

Uma das grandes falhas dos empreendedores é se apaixonar pela primeira ideia de produto, mercado ou negócio, descartando analisar outras opções. Vivenciamos uma experiência marcante há alguns anos, quando idealizamos um novo negócio de bebidas. Esse novo negócio poderia seguir diferentes estratégias de produtos e mercados, mas a seleção de ideias apontou a melhor relação ganho risco, como ilustrado no Quadro em destaque.

Traduzir a estratégia de mercado e produto num portfólio saudável e atrativo de projetos é uma atividade estratégica e difícil de ser realizada. O resultado de uma definição errônea e arriscada surtirá efeitos no médio prazo, às vezes irreparáveis. Para facilitar a tarefa, torna-se indispensável compreender os princípios e fazer uso de sistemas inteligentes como o GDNi.

*Sócio-diretor da DMEP

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

22/05/2018
Adaptação e seleção organizacional: fatores que afetam a estrutura e o caminho do crescimento das empresas
O tema central desse ensaio diz respeito à análise de duas questões que afetam as organizações empresariais, em termos das decisões quanto ao seu...
15/05/2018
Curiosidade para tratamento de miopia
A miopia ou “dificuldade em ver o longe” ou “ver mal de longe”, como a maioria de nós diria, é um problema que se caracteriza por uma visão perfeita dos...
08/05/2018
Será que devo investir nesta startup? (Parte 2)
Em ensaio anterior falamos sobre o processo de tomada de decisão de investimento em uma startup. Destacamos que os investimentos neste tipo de negócio, em suas diferentes modalidades,...
24/04/2018
Desvendando o BSC - parte final: Como organizar a empresa para finalmente conduzir o plano?
Nesta série já elucidamos a organização de objetivos estratégicos voltados para a geração de valor e estruturação de...
18/04/2018
O custo do não planejamento de oportunidades de mercado, produto e negócio
Desenvolver a oportunidade nova é uma jornada fascinante. É, ao mesmo tempo, prazerosa e arriscada. Quem já participou de um processo de desenvolvimento de produto, mercado ou...
› últimas notícias
Nível de atividade recua em Minas, mas há otimismo
Roscoe defende redução de tributos, juros e burocracia
FMI prevê expansão do PIB em 2%
Especialistas não veem desaceleração econômica
Níveis de atividade e emprego do setor caem
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


26 de maio de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.