Publicidade
20/04/2018
Login
Entrar

DC Inovação

07/04/2017

Solides vence competição organizada pelo MIT

Prêmio oferece maior visibilidade entre os players do mercado mundial
Mírian Pinheiro
Email
A-   A+
Expectativa de crescimento das Solides para este ano é de 13% ao mês; faturamento anual gira em torno de R$ 3,8 bilhões/Divulgação
A mineira Solides, especializada no desenvolvimento de software de mapeamento comportamental para gestão de pessoas, venceu, por votação popular, o Crowd’s Award do MIT American Latin Startup Competition - competição anual que selecionou as melhores startups da América Latina para um pitch a investidores durante o MIT Latin America Business Conference, no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), em Cambridge, nos Estados Unidos. A empresa obteve 5 mil votos e ganhou um prêmio no valor de US$ 5 mil, além de se tornar conhecida de executivos, investidores e estudantes do MIT.

Para o CEO da Solides, Alessandro Garcia, o prêmio oferece maior visibilidade entre os players do mercado mundial e valida o projeto da startup pelo MIT, uma das melhores universidades do mundo, concebendo respaldo e credibilidade. “A premiação contribui para penetração do produto no Brasil e também, em breve, no exterior. Estamos crescendo mais de 10% a cada mês e, sem dúvidas, um prêmio do MIT auxilia para esse ritmo de progresso”, comemora. A expectativa de crescimento das Solides para este ano é de 13% ao mês. O faturamento anual gira em torno de R$ 3,8 bilhões.

Esforço reconhecido - Para Garcia, além da honra de participar da competição, que já se tornou uma tradição no instituto, é uma forma de validar o esforço que tem sido realizado pela empresa desde sua criação, em 2008. Ele conta que a Solides já teve seu trabalho desenvolvido também em Stanford e Berkeley, no Vale do Silício, em Londres e Vancouver. “Atuar e validar o projeto nos principais polos de tecnologia no mundo é uma forma de trazer para o Brasil tecnologia de ponta em altíssimo nível. Além de a participação dar visibilidade a Solides no exterior”, diz.

Segundo Garcia, são atualmente 358 mensalistas e 1.195 clientes avulsos utilizando o software da startup. O sistema foi baseado no comportamento do brasileiro, sendo validado com 97,97% por instituições como USP e UFMG. “O sistema é capaz de indicar os candidatos de maior fit com a vaga e cultura da empresa, quais treinamentos devem ser aplicados, como ele deve ser gerido, entre outras ações automatizadas, sem interação humana, que vão engajar pessoas, treinar e desenvolver, mitigar conflitos interpessoais e documentar processos de RH”, completa.

Vencer o Crowd’s Award American Latin Startup Competition significa, para os empreendedores, o estatístico Alessandro Garcia e a historiadora Mônica Hauck, ter o esforço reconhecido. Hoje, com o apoio de 33 funcionários, eles se empenham na construção de soluções criativas para melhorar a capacidade produtiva das empresas, aumentando o engajamento e a produtividade, “gerando desenvolvimento pessoal e redução de custos de rotatividade e gestão”, ressalta o CEO.

A trajetória da empresa começou desde a aceleração no InovAtiva Brasil. “Foi excelente a experiência. Aprende-se muito nessas competições. Evoluímos muito depois da edição do InovAtiva UK Chapters e fizemos um bom trabalho desde então.”

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

16/03/2018
Americana Airfox investe US$11,5 mi na expansão para o País
Negócio promete crédito sem burocracia às classes D e E
16/03/2018
Anjos do Brasil fecha acordo com o WBAF
Receber investimento anjo no Brasil é a aspiração de quase todas as startups. Mas receber aporte de um investidor no exterior, que traz consigo know how para a...
16/03/2018
BeeCâmbio negocia 22 moedas on-line
Comprar moeda estrangeira em Belo Horizonte ficou mais fácil com a chegada da startup paulista BeeTech à Capital. Por meio do seu produto BeeCâmbio, a empresa oferece a compra e...
21/02/2018
Empresas tradicionais se rendem à cultura das startups
Desejo de mudança acontece quando elas se sentem ameaçadas
21/02/2018
Seed impacta economia gerando emprego e negócios
Considerado um dos maiores projetos públicos de aceleração de startups da América Latina, o Startups and Entrepreneurship Ecosystem Development (Seed) deve abrir, nas...
› últimas notícias
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


20 de abril de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.