Publicidade
23/05/2018
Login
Entrar

DC Inovação

17/11/2017

Sorte Sim deve contabilizar 150 mil apostas até o fim deste ano

Mirian Pinheiro
Email
A-   A+
Parece lotérica, mas não é. Lançada em agosto deste ano, a plataforma Sorte Sim deve contabilizar nada menos que 150 mil apostas até o fim do ano. A projeção é reforçada pela realização da Mega Sena da Virada, um dos jogos que podem ser feitos com essa intermediação, além da Mega Sena, Loto Fácil e Quina. A solução, que aceita pagamento à vista e também em cartão de crédito, promete facilitar a vida de quem não tem tempo ou mesmo preguiça de ir até a lotérica. De quebra, pode aquecer as vendas dos lotéricos ao atacar a demanda reprimida do setor. Já são 50 casas conveniadas em todo o Brasil. A meta é alcançar 100 até o final do ano.

A plataforma foi desenvolvida a partir da ideia dos empresários Maurício Crivelin e Nicolas Kodema, chancelada no decorrer por outros três sócios, que investiram recursos pessoais da ordem de R$ 2,5 milhões ao longo de 12 meses. Hoje, de acordo com o sócio-fundador Maurício Crivelin, paulista radicado em Uberaba, Triângulo Mineiro, onde funciona a sede técnica da Sorte Sim, a empresa tem faturamento estimado em R$ 100 milhões/ano a partir de 2018. “Estamos aportando R$ 500 mil até dezembro para investir em campanhas publicitárias em nível nacional”, antecipa Crivelin.

O negócio é monetizado com a taxa de conveniência cobrada. O apostador paga R$ 1,25 sobre o preço real do jogo. Tomando como base uma aposta no valor de R$ 3,50, os donos das lotéricas conveniadas recebem da plataforma R$ 0,30 a mais, além de um bônus de R$ 0,15. A margem de lucro é de R$ 0,70 por transação.

Nicho de mercado - A Sorte Sim vem crescendo em uma proporção de 500% ao mês em infraestrutura, com investimentos em tecnologia, segurança e mão de obra. Já são 30 profissionais envolvidos nas duas sedes: Uberaba, responsável pela parte técnica da plataforma; e a comercial, que fica em São José do Rio Preto, interior de São Paulo.
De acordo com o fundador, Maurício Crivelin, o sistema vem preencher um ramo pouco explorado no Brasil, que possui um mercado que, em 2016, foi de 13 bilhões em apostas e apenas 0,05% desse valor foi realizado pela web.

Segundo Crivelin, o sistema é extremamente seguro, porque utiliza o protocolo de segurança internacional em todo o site e aplicativo. As informações são criptografadas e não podem ser visualizadas por terceiros. “É a mesma tecnologia utilizada pelos grandes bancos em suas operações pela internet”, compara. A plataforma também não divulga os nomes dos vencedores, mantendo-os sob sigilo.

Para utilizar o serviço, o cliente só precisa se cadastrar e realizar a aposta nos jogos disponíveis. Eles são enviados a uma lotérica conveniada mais próxima, que faz a validação, enviando o comprovante digital por e-mail - que também fica salvo no perfil da plataforma.
“Quando você faz seu cadastro na plataforma, é aberta uma conta, onde é vinculada automaticamente ao seu cadastro. Você faz a inserção de crédito na sua conta, através de cartão de crédito ou transferência bancária. Assim que aprovado, o dinheiro é creditado na sua conta e você já pode realizar suas apostas. Basta escolher o tipo de jogo que deseja e confirmar. Após a efetivação na lotérica, você receberá por e-mail seu comprovante virtual”, explica o fundador.

O sistema permite apostas de qualquer lugar do mundo, desde que o apostador esteja conectado à internet. “Quando você realiza uma aposta e ela é validada, você recebe um comprovante virtual por e-mail e é automaticamente vinculado à sua conta. Mesmo que você não tenha mais o comprovante virtual, quando ‘logar’ na Sorte Sim será avisado automaticamente que ganhou e poderá resgatar o seu prêmio normalmente”, explica o fundador. O apostador pode resgatar o prêmio ou convertê-lo em crédito para novas apostas.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

16/03/2018
Americana Airfox investe US$11,5 mi na expansão para o País
Negócio promete crédito sem burocracia às classes D e E
16/03/2018
Anjos do Brasil fecha acordo com o WBAF
Receber investimento anjo no Brasil é a aspiração de quase todas as startups. Mas receber aporte de um investidor no exterior, que traz consigo know how para a...
16/03/2018
BeeCâmbio negocia 22 moedas on-line
Comprar moeda estrangeira em Belo Horizonte ficou mais fácil com a chegada da startup paulista BeeTech à Capital. Por meio do seu produto BeeCâmbio, a empresa oferece a compra e...
21/02/2018
Empresas tradicionais se rendem à cultura das startups
Desejo de mudança acontece quando elas se sentem ameaçadas
21/02/2018
Seed impacta economia gerando emprego e negócios
Considerado um dos maiores projetos públicos de aceleração de startups da América Latina, o Startups and Entrepreneurship Ecosystem Development (Seed) deve abrir, nas...
› últimas notícias
Uso de térmicas pressionou elevação
Reajuste tarifário médio chega a 23,19% em Minas
Dia da Liberdade de Impostos terá adesão de cerca de 800 lojas
Cide deve ser zerada sobre o diesel
Acordo de líderes pode destravar a pauta
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


23 de maio de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.