Publicidade
21/02/2018
Login
Entrar

DC RH

04/08/2017

Super Estágios vai abrir três unidades em Minas Gerais

Daniela Maciel
Email
A-   A+
Considerada uma das principais portas de entrada para o mundo do trabalho para os estudantes, o estágio pode ser para as empresas uma forma barata de ter acesso a uma mão de obra atualizada e ajudar a formar um banco de talentos. Unir as duas pontas, porém, nem sempre é uma tarefa fácil. Em tempos de crise, as empresas estão cada vez mais preocupadas com a operação, sem tempo e pessoal para se dedicar à criação de um plano de estágios eficiente. Do outro lado, estudantes e jovens profissionais se perdem facilmente no emaranhado de anúncios e nem sempre encontram a oportunidade ideal.

Para oferecer uma solução on-line e ágil, a Super Estágios resolveu compartilhar a experiência acumulada em oito anos com unidades próprias e fazer a sua expansão pelo modelo de franchising. Já são sete unidades, uma delas recém-inaugurada na capital mineira. A expectativa é de chegar ao final do ano com 20 operações, sendo mais três em Minas Gerais, provavelmente nas regiões Norte, Sul e na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O investimento médio previsto para abertura de uma unidade é de R$ 170 mil.

De acordo com a diretora da Super Estágios, Poliana Ferraz, a plataforma já tem 1 milhão de estudantes cadastrados gratuitamente, sendo a metade deles ativos. “Quem paga são as empresas que nos contratam. Fazemos toda a gestão do programa de estágio, desde a divulgação de vagas, passando pelos relatórios, até a certificação e desligamento do estagiário. A franquia é a maneira que encontramos para fazer a captação das empresas localmente. Assim a nossa captação se torna regional e a oferta, nacional”, explica Poliana Ferraz.

Para conquistar os estudantes, que vão do ensino médio regular, passando pelos cursos técnicos, educação de jovens e adultos (EJA), educação a distância (EAD), até o ensino superior, a plataforma usa uma linguagem jovem, valorizando a participação em eventos, feiras estudantis e principalmente as redes sociais.

O duplo cenário que conjuga crise econômica e reforma trabalhista - que traz dúvidas e gera ansiedade em trabalhadores e empresários - não mudou os resultados da Super Estágios. A necessidade de prestar assessoria às pequenas empresas aumentou. “Essa conjuntura não afetou os nossos negócios. O mercado, na verdade, está aquecido. Muitas empresas perceberam que podem se beneficiar de um bom programa. Além disso, a Lei de Estágios não foi impactada pela reforma trabalhista. É certo que existem muitas dúvidas, mas nós podemos orientar tanto empresas como estudantes. Nosso objetivo é que essa relação seja boa para os dois lados”, afirma a diretora da rede.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

31/01/2018
RH 3.0 promete mais agilidade para a área
Conceito é uma evolução dos businesses partners (parceiros de negócios) definido no RH 2.0
31/01/2018
Ter diploma já não é diferencial competitivo
“Atualmente, não basta ser somente qualificado, é preciso ser competente”. De acordo com o diretor do Instituto de Neurolinguística Empresarial (Inemp), Marco...
31/01/2018
É possível explorar potencialidades a favor da carreira, diz especialista
De acordo com a consultora em desenvolvimento de pessoas Tânia Zambelli, com mais de 30 anos de carreira e experiência nas áreas de gestão de RH, consultoria...
31/01/2018
Conheça as cinco habilidades mais valorizadas no mercado de trabalho
1. Comunicação: a habilidade de se comunicar bem é a chave para profissionais técnicos trabalharem de forma integrada ao negócio; 2. Trabalho em equipe:...
12/12/2017
Brasileiros dão notas baixas aos líderes
Metade dos empregados acredita que altos chefes têm sincero interesse pelo bem-estar deles
› últimas notícias
Alienação fiduciária será analisada pelo STF
Formação Bruta de Capital Fixo recua 2% em 2017, segundo o Ipea
Desistência em aprovar reforma da Previdência é fator negativo para nota
Produção de ouro da AngloGold cresce 4%
Plano Rota 2030 será anunciado neste mês
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Electric Ink investe R$ 12 mi em Uberaba
Coco Bambu vai desembarcar na Capital e Uberlândia
Mudanças legislativas geram divergências
Governo adia votação de reforma
Foliões movimentaram R$ 641 milhões na Capital
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


21 de fevereiro de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.