19/06/2018
Login
Entrar




Minas 2032

30/05/2018

Temas geram empatia e engajamento por mudança

Plateia tem participação ativa
Daniela Maciel
Email
A-   A+
Plateia da 16ª edição do Diálogos DC formou grupos para discutir os temas abordados durante o evento deste mês/Silvia Junqueira
A plateia também foi convidada a falar durante a 16ª edição do Diálogos DC, realizada na quarta-feira (23), promovido pelo Movimento Minas 2032 (MM2032) e realizado pelo DIÁRIO DO COMÉRCIO em parceria com o Instituto Orior e Multiverse. O tema “Fome Zero & Qualidade de Vida”, conectado ao ODS 2 - “Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável” e ao ODS 3: “Assegurar uma vida saudável e promover o bem- -estar para todas e todos, em todas as idades” - provocou nos participantes um imediato sentimento e empatia e uma necessidade de formatar ações práticas. O auditório foi dividido em dois grandes grupos que trataram os ODS sob a perspectiva da sua aplicação em Minas Gerais. Cada grupo ficou responsável por três questões: Quais as necessidades de adequação dos ODS para Minas Gerais.

Dar sugestões para as organizações com relação ao ODS analisado e, por fi m, sugerir indicadores viscerais – que qualquer pessoa possa entender – que poderiam mensurar a implantação do ODS. A escolhida para relatar as conclusões do Grupo 1 foi a consultora em desenvolvimento e gestão de pessoas Tereza Raquel Mello. O grupo fi cou responsável pelo ODS 2: “Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável”. “Percebemos que há um despreparo da sociedade para tratar o tema da fome, por isso é preciso adequação do ODS 2 para Minas Gerais.

Sugerimos para as organizações educacionais um olhar mais atento para as questões sociais. Por mais que a formação cidadã esteja na missão de muitas escolas, a preocupação primordial não é essa. Para as empresas reverem a sua missão social por meio de atitudes práticas, como a escolha de fornecedores que também lidem com esse objetivo, por exemplo. E a criação de ações voltadas não apenas para o público interno”, explicou Tereza Raquel Mello. Os indicadores sugeridos pelo grupo foram: número de pessoas morando na rua; volume de alimentos dispensados em lixeiras; número de voluntários distribuindo comida para moradores de rua; número de crianças em creches com problema de cognição por fome; número de hortas comunitárias e privadas; criação de conselhos formados pela sociedade civil cuidando da questão da fome. Já no segundo grupo a relatora foi a assistente de Serviço Social da Patrus Transportes Urgentes, Stephannie Lopes.

Leia também:
Asmare é case bem-sucedido da Pastoral


O grupo fi cou responsável pelo ODS 3: Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todas e todos, em todas as idades”. “O ODS 3 tem foco na saúde e para que ele seja adequado para Minas Gerais é preciso investimento em saúde pública e políticas públicas. Pensamos nas organizações como parceiras da saúde pública, promovendo a cultura de responsabilidade social e cidadania entre os próprios colaboradores da empresa, e valorização dessas ações pela mídia”, destacou Stephannie Lopes. Como indicadores, além de listar as organizações que já fazem esse tipo de trabalho e o número de pessoas que trabalham nelas e de pessoas alcançadas, o grupo propôs também indicadores do sistema como número de pessoas atendidas, número de especialidades e pesquisa sobre o nível de satisfação.

CONHEÇA O OBJETIVO 3

Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todas e todos, em todas as idades

3.1 -
Até 2030, reduzir a taxa de mortalidade materna global para menos de 70 mortes por 100.000 nascidos vivos.

3.2 - Até 2030, acabar com as mortes evitáveis de recém-nascidos e crianças menores de 5 anos, com todos os países objetivando reduzir a mortalidade neonatal para pelo menos 12 por 1.000 nascidos vivos e a mortalidade de crianças menores de cinco anos para pelo menos 25 por 1.000 nascidos vivos.

3.3 - Até 2030, acabar com as epidemias de Aids, tuberculose, malária e doenças tropicais negligenciadas, e combater a hepatite, doenças transmitidas pela água, e outras doenças transmissíveis.

3.4 - Até 2030, reduzir em um terço a mortalidade prematura por doenças não transmissíveis via prevenção e tratamento, e promover a saúde mental e o bem-estar.

3.5 - Reforçar a prevenção e o tratamento do abuso de substâncias, incluindo o abuso de drogas entorpecentes e uso nocivo do álcool.

3.6 - Até 2020, reduzir pela metade as mortes e os ferimentos globais por acidentes em estradas.

.7 - Até 2030, assegurar o acesso universal aos serviços de saúde sexual e reprodutiva, incluindo o planejamento familiar, informação e educação, bem como a integração da saúde reprodutiva em estratégias e programas nacionais.

3.8 - Atingir a cobertura universal de saúde, incluindo a proteção do risco fi nanceiro, o acesso a serviços de saúde essenciais de qualidade e o acesso a medicamentos e vacinas essenciais seguros, efi cazes, de qualidade e a preços acessíveis para todos.

3.9 - Até 2030, reduzir substancialmente o número de mortes e doenças por produtos químicos perigosos, contaminação e poluição do ar e água do solo.

3.a - Fortalecer a implementação da Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco em todos os países, conforme apropriado.

3.b - Apoiar a pesquisa e o desenvolvimento de vacinas e medicamentos para as doenças transmissíveis e não transmissíveis, que afetam principalmente os países em desenvolvimento, proporcionar o acesso a medicamentos e vacinas essenciais a preços acessíveis, de acordo com a Declaração de Doha, que afi rma o direito dos países em desenvolvimento de utilizarem plenamente as disposições do acordo Trips sobre fl exibilidades para proteger a saúde pública e, em particular, proporcionar o acesso a medicamentos para todos.

3.c - Aumentar substancialmente o fi nanciamento da saúde e o recrutamento, desenvolvimento e formação, e retenção do pessoal de saúde nos países em desenvolvimento, especialmente nos países menos desenvolvidos e nos pequenos Estados insulares em desenvolvimento.

3.d - Reforçar a capacidade de todos os países, particularmente os países em desenvolvimento, para o alerta precoce, redução de riscos e gerenciamento de riscos nacionais e globais de saúde.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

13/06/2018
MRV reduz emissão de gases do efeito estufa
Empresa mantém programa em seus escritórios, lojas e obras para diminuir o impacto ambiental da atividade
13/06/2018
Mineiros consideram a reciclagem importante
De acordo com pesquisa feita pelo Ibope Inteligência, a pedido da Cervejaria Ambev, o mineiro sabe da importância da reciclagem para o meio ambiente e acredita que seja uma...
13/06/2018
Ambev mantém iniciativas para mudar este cenário
A Cervejaria Ambev desenvolve uma série de iniciativas para contribuir com a mudança desse cenário, pois a sustentabilidade socioambiental é um pilar central de seu...
05/06/2018
RH tem papel primordial na difusão dos ODS
Cabe ao departamento difundir políticas de responsabilidade e afirmativas de acordo com a cultura empresarial
05/06/2018
Evento discutiu a diversidade na Capital
A edição 2018 do Fórum ABRH-MG, promovido pela Associação Brasileira de Recursos Humanos – Minas Gerais (ABRH-MG), aconteceu ontem, no Ouro Minas Palace...
› últimas notícias
Preço do diesel recua R$ 0,41 em Minas
Mais de 40% das empresas usam planilhas ao contratar
Inadimplência recua na Capital
TCU vai apurar se cobrança por despacho de bagagem reduziu preços das passagens
Governo espera movimentar a economia com liberação de saques
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


19 de junho de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.