Publicidade
17/08/2017
Login
Entrar

Legislação

16/05/2017

Temer já acena com um veto

Email
A-   A+
Brasília - O presidente Michel Temer disse, durante entrevista a rádios regionais na manhã de ontem, que a reforma trabalhista não retira nenhum direito do trabalhador. O que há, segundo ele, é apenas uma flexibilização da legislação. Temer também sinalizou que pode vetar o trecho da reforma que trata de trabalho insalubre para mulheres. “Trabalho insalubre para mulheres acho que até poderá ser objeto de veto, não vou precisar de medida provisória para isso”, afirmou Temer.

O presidente disse que a decisão que será tomada quanto a outros temas polêmicos da reforma, como trabalho intermitente e o fim do imposto sindical, “vai depender das discussões que irão verificar-se”. “Precisamos dar tempo para discussão ampla no Senado sobre a reforma trabalhista”, disse.

Temer ainda afirmou que vai examinar com muito cuidado a matéria para ver o que irá ser colocado, se necessário, em uma medida provisória. Essa MP seria editada para ajustar pontos da reforma, evitando que o texto, já aprovado pelos deputados e em tramitação no Senado, retorne à Câmara. “No primeiro momento, eu não penso em vetar nada. Porque afinal, seria uma homenagem ao Congresso”, ressaltou. (AE)

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

17/08/2017
Comissão trata de marco punitivo
Brasília - A comissão mista da Medida Provisória (MP) 784, que estabelece novo marco punitivo para instituições financeiras, aprovou ontem o plano de trabalho...
17/08/2017
Itaú espera aval do BC para integrar Citi
Cade aprova compra de operação de varejo no Brasil com proibição de novas aquisições por 30 meses
17/08/2017
STF nega indenização superior a R$ 2 bi
Brasília - Por unanimidade, o Supremo Tribunal Federal (STF) negou ontem pedidos de indenização feito pelo Estado de Mato Grosso por conta da desapropriação de...
17/08/2017
Corregedoria suspende pagamentos de ?valores vultosos? a 84 juízes
São Paulo - O corregedor nacional de Justiça, ministro João Otávio de Noronha, informou que não houve autorização por parte da Corregedoria do...
15/08/2017
Justiça de Minas adota critérios do CNJ para remoção de servidores
O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) passa a adotar, nas remoções de servidores da Primeira Instância, os critérios da Resolução 219/2016 do...
› últimas notícias
Rio das Velhas atinge nível crítico de vazão
Projeção para salário mínimo em 2018 é reduzida
Setor de serviços em Minas registrou queda de 3% no semestre
Cemig pode fechar acordo com a União
Rodada de licitações atrai 21 interessadas
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:

Cadastrar
› Mais Lidas
Receita da Pif Paf deve ir a R$ 4 bilhões
Roubo de cargas onera toda a sociedade
Magnesita Refratários reporta prejuízo líquido de US$ 41,4 milhões
Vale passa a ter o controle indefinido e afasta o fantasma de interferência governamental
Estado busca alavancar indústria criativa
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


17 de August de 2017
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.