Publicidade
14/12/2017
Login
Entrar

Política

15/03/2017

Temer vai criar comissão para discutir reforma política

Agência Globo
Email
A-   A+
Brasília - O presidente Michel Temer deve criar uma comissão de notáveis para discutir os principais pontos da reforma política antes de levar o tema ao Congresso. Hoje, Temer se reunirá, no Palácio do Planalto, com os presidentes do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunicio Oliveira (PMDB-CE), para debater pontos importantes da reforma.

Segundo interlocutores do governo, Temer não vai sugerir nomes para a comissão, que será composta por integrantes da sociedade civil. A escolha dos integrantes ficará a cargo dos demais articuladores da reforma. Dois nomes já são ventilados para integrar o grupo: o do ex-secretário da Receita Federal, Everardo Maciel, e o do sociólogo Antonio Lavareda, que tem boa relação com o presidente e chegou a lhe dar conselhos sobre problemas de imagem e comunicação do governo no fim do ano passado.

O encontro será o primeiro em que Temer tratará do assunto oficialmente. Dois pontos centrais devem ser abordados: a adoção de voto em listas partidárias e a criação de uma regra que limite o número de partidos. Paralelamente, há pressão para que seja aprovada, na prática, uma anistia para crimes de financiamento eleitoral.

Na última terça-feira, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), que julga os processos da Lava-Jato, decidiu que mesmo as doações eleitorais formais podem ser consideradas crime. O caso julgado era do senador Valdir Raupp (PMDB-RO), que recebeu doação de R$ 500 mil da Queiroz Galvão nas eleições de 2014. Foi aberta uma ação penal contra o peemedebista.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

14/12/2017
TJ livra Pimentel de decisão de divulgar voos fretados
Pela 2ª vez, presidente do tribunal suspende sentença judicial
14/12/2017
JK pode ter sido vítima de atentado
O relatório da Comissão da Verdade em Minas Gerais, divulgado ontem, afirma ser provável que o presidente Juscelino Kubitschek (1956-1961) tenha morrido em um atentado...
14/12/2017
Maioria no STF desaprova concessão de benefícios a delatores pela polícia
Brasília - O Supremo Tribunal Federal (STF) formou ontem maioria a favor da possibilidade de a Polícia Federal e Civil firmarem acordos de colaboração premiada, mas os...
14/12/2017
Jucá afirma que votação será em fevereiro
Senador diz que presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Eunício Oliveira, acertaram adiamento
14/12/2017
Marun decide retirar do parecer final pedido de indiciamento de Janot
Brasília - O relator da CPI da JBS, deputado Carlos Marun (PMDB-MS), decidiu ontem retirar de seu parecer final o pedido de indiciamento do ex-procurador-geral da República Rodrigo...
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.