Publicidade

DC Franquia

18/12/2013

Tradição norte-americana chega a Minas

Thaíne Belissa
Email
A-   A+
A tradição norte-americana de comer frango frito no balde chega a Minas Gerais pela franquia Frango Americano. Com sede em Curitiba, a marca abriu as portas de sua primeira loja em Belo Horizonte, há cerca dez dias (28 de novembro), e pretende inaugurar outras dez franquias na Capital ainda neste ano. A unidade de Belo Horizonte é a décima da marca e fez parte do plano de expansão da empresa, que abriu dez lojas em um ano.

Localizada no bairro Santa Amélia, na região da Pampulha, a loja tem 110 metros quadrados e teve um investimento de R$ 180 mil. Aberta de 18h às 23h e sem oferecer ainda o serviço de delivery, a loja já está lucrando cerca de R$ 5 mil por dia, mas a expectativa é que o faturamento chegue até R$ 200 mil por mês. De acordo com o sócio da franquia, Jorge Alves da Cunha, um galpão já está sendo providenciado para o oferecimento do serviço de entrega. Cunha explica que a unidade é um modelo para as demais que virão e por isso é menor que a maioria das lojas da Frango Americano. Segundo ele, as franquias da marca normalmente têm cerca de 160 metros quadrados e exigem investimento a partir de R$ 160 mil, sendo que o retorno estimado é em um ano.

Cunha afirma que, com poucos dias de vida, a loja já está fazendo o maior sucesso, tanto entre clientes quanto entre interessados em abrir uma franquia da marca. "Inauguramos no dia 28 de novembro e já temos cerca de seis pedidos para franquear. As vendas também estão um sucesso e só temos ouvido elogios", comemora. De acordo com ele, a Região Metropolitana de Belo Horizonte e o interior de Minas Gerais também estão na meta da empresa, que, a curto prazo, deve expandir para mais cidades no Estado. "Lagoa Santa é uma cidade importante, localizada próxima ao aeroporto e com grande fluxo de pessoas. Também temos interesse em Sete Lagoas, Contagem e Betim", afirma.

O sócio afirma que a vinda da marca para Minas Gerais faz parte da meta de expansão para todos as regiões do país, mas ele dá um destaque especial para o Estado, classificando-o como um "excelente mercado para a marca". Cunha acredita que a empresa será bem aceita entre os mineiros. "Mineiro gosta de frango de todos os jeitos: com quiabo, ensopado, assado e frito, então não tem como dar errado", aposta. Ele garante que a franquia é um negócio lucrativo, principalmente por ter uma matéria-prima barata e que atrai as pessoas por ser um alimento saudável. "Restaurantes e pontos de lanches as pessoas encontram em qualquer lugar e é sempre igual. Mas, não conheço nenhum estabelecimento que oferece o frango empanado com o nosso formato", frisa.

Leia também

Estado deve ganhar 50 lojas da CTX
Fototica planeja abertura de franquias em Minas Gerais
Amiste busca parceiros para expansão
Só Coxinhas amplia presença no País
Boteco em Casa oferece nova modalidade de entretenimento

Porções - O Frango Americano oferece pedaços das partes mais nobres do frango, como coxa, sobrecoxa, asa e peito. As porções são servidas em baldes de quatro tamanhos diferentes, que vão desde 750 ml, que serve uma pessoa, até 3.000 ml, que serve até seis pessoas. Os baldes vêm com pedaços diferentes do frango, com exceção do menor, que tem porções específicas, como moela e coração. Os preços variam entre R$ 11,90 e R$ 29,90. Segundo Cunha, a marca ainda oferece risoto de frango e porções de batata e polenta. "Também temos molhos, como barbecue, de alho e de pimenta", completa.

O sócio explica que a empresa nasceu inspirada na tradição dos norte-americanos de comer o frango em balde. Para trazer o produto ao Brasil, a marca fez diversos estudos até chegar à receita do frango crocante e mais suculento, voltado para o paladar do brasileiro. De acordo com Cunha, a Frango Americano disponibiliza ao franqueado, além da receita do frango, toda a estrutura da loja, como mesa, cadeiras, freezers, televisores e pratos com a logomarca da marca. A empresa também oferece o treinamento para o gestor e para toda a equipe.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

20/04/2016
Estado deve ganhar 50 lojas da CTX
Certos de que a vaidade masculina é um bom propulsor de negócios, a marca paulista de moda masculina CTX fortalece o modelo de franchising e aposta no mercado mineiro. A...
20/04/2016
Fototica planeja abertura de franquias em Minas Gerais
Primeira loja será inaugurada em BH
20/04/2016
Amiste busca parceiros para expansão
Certos de que – mesmo sofrendo com a crise econômica – o mercado de Minas Gerais oferece condições favoráveis para um crescimento planejado e orgânico,...
06/04/2016
Só Coxinhas amplia presença no País
Considerado um dos salgados mais populares do Brasil, as coxinhas se sofisticaram, ganharam novos recheios, versões gourmet e passaram, literalmente, a desfilar pelas ruas do País em...
06/04/2016
Boteco em Casa oferece nova modalidade de entretenimento
Insegurança vira oportunidade de negócio
› Últimas notícias
Faturamento real da indústria cai 15,5% em Minas
Mercedes não descarta demissões em MG
Vale surpreende e anuncia lucro de R$ 6,3 bilhões
Cadeirantes ganham aliado tecnológico
Ternium e Nippon Steel fazem trégua
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:

Cadastrar
› Mais Lidas
OMS afirma que zika vírus está em "clara regressão" no Brasil
Usiminas tem prejuízo de R$ 151 milhões
Empresas superam crise com estratégias de gestão
"Pulo do gato" pode vir do "plano B"
Atacadistas do Estado são destaque no País
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› DC Turismo
Turistas buscam perfil de estadia sustentável
Locação de salas vira nicho para BHB
Hóspedes estão mais atentos à "onda verde"
Grupo Forma aposta em turismo educacional
Preço da diária na Capital recuou 27%
Leia todas as notícias ›
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


29 de abril de 2016
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© 2014 Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.