23/07/2018
Login
Entrar




DC Turismo

06/01/2018

Trilhas brasileiras garantem muita aventura

Da Redação
Email
A-   A+
Trilha no Parque Nacional da Chapada dos Guimarães fica ainda mais emocionante quando o grau de dificuldade é aumentado, incluindo uma visita a uma ca/
Está comprovado: o Brasil é número um em recursos naturais, de acordo com relatório do Fórum Econômico Mundial, e destino certo para o viajante que procura passar momentos contemplativos na natureza ou se aventurar em desafios radicais. Para quem quer as duas coisas ao mesmo tempo, a dica é percorrer as trilhas espalhadas pelo Brasil.

A trilha - ou trekking, em inglês - é considerada uma modalidade esportiva de caminhada que envolve longas distâncias. Ela tem graus de dificuldade e pode ser realizada em terrenos curtos, longos, planos ou acidentados. É exatamente por esse motivo que o praticante precisa ter cuidados ao executá-la. Primeiro, é importante contratar um guia legalizado e cadastrado no Cadastur, do Ministério do Turismo, para auxiliar na trilha, trazer segurança e informar sobre a região explorada.

Alguns objetos são importantes, como barracas, fogão portátil, roupas apropriadas, lanterna, capa de chuva, alimentos leves e equipamentos de segurança. Não se esqueça dos itens de proteção: repelente, óculos escuros, protetor solar e chapéu. Leve consigo também disposição física para realizar a atividade. O ideal é buscar no site ou via contato telefônico informações da trilha escolhida para avaliar quais materiais podem ser levados e o grau de dificuldade oferecido pela aventura.

Dicas anotadas? Hora de escolher o destino e se programar para a caminhada. O Brasil está repleto de atrações naturais.

Aparados da Serra e da Serra Geral (RS/SC): Os parques nacionais estão localizados na fronteira do Rio Grande do Sul e Santa Catarina e são formados por cânions, o que faz da paisagem um diferencial, pois a trilha pode ser feita no topo ou entre eles. Matas fechadas ou campos abertos também fazem parte dos atrativos desse trekking. A escolha fica por conta do turista.

Duração: média de 5 dias

Sugestão de trilhas: Vértice, Cotovelo, Rio do Boi, Borda do Fortaleza, Mirante e Pedra do Segredo.

Chapada dos Guimarães (MT): Os impressionantes paredões e cachoeiras do gigante Parque Nacional da Chapada dos Guimarães fazem a trilha ficar ainda mais emocionante quando o grau de dificuldade é aumentado, incluindo uma pequena escalada e visita a uma caverna. Na trilha da Travessia, que é feita em dois dias, o turista pode pernoitar dentro do parque em um acampamento ao estilo rústico, na Casa do Morro.

Duração: média de 4 dias

Sugestão de trilhas: Travessia, Morro de São Jerônimo, Circuito das Cachoeiras.

Serra do Cipó (MG): O percurso do Parque Nacional Serra do Cipó, localizado na área central do estado mineiro, nos municípios Santana do Riacho, Jaboticatubas, Morro do Pilar e Itambé do Mato Dentro, é feito a pé, a cavalo, de bicicleta ou de jipe. O percurso pode ser realizado por um caminhante iniciante e presenteia quem o encara com mais de 60 cachoeiras e 40 sítios arqueológicos. Por lá, também é possível fazer um passeio de caiaque.

Duração: média de 3 dias
Sugestão de trilhas: Cânion das Bandeirinhas, Cachoeira da Farofa, Cachoeira do Tombador.

Chapada dos Veadeiros (GO): Um dos Patrimônios Mundiais Naturais da Unesco é destino para quem quer realizar trilhas na parte central do Brasil. A caminhada presenteia os viajantes com centenas de nascentes e cursos d’água, rochas com bilhões de anos e uma paisagem de rara beleza. As trilhas são sinalizadas e possuem limite de visitantes. Para realizar a Travessia das Sete Quedas, por exemplo, é preciso fazer uma reserva.

Duração: média de 2 dias
Sugestão de trilhas: Travessia das Sete Quedas, Trilha dos Saltos, Trilha dos Cânions.

Chapada Diamantina (BA): Campos rupestres, Cerrado e Mata Atlântica vão fazer parte da paisagem para o caminhante que escolher a Chapada Diamantina como destino. As trilhas que um dia foram abertas por garimpeiros hoje são exploradas pelos amantes de trekking e trazem diferentes níveis de dificuldade, algumas com caminhos quase sem sinalização e poucos trechos marcados. Acampar ou se hospedar na casa de moradores nativos, que residem dentro do Parque, enriquece ainda mais o passeio, onde o turista vai misturar natureza com história.

Duração: média de 5 dias
Sugestão de trilhas: Andaraí, Lençóis, Pai Inácio, Estrada Velha, Mucugê.

Lençóis Maranhenses (MA): Trilha também nas areias do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, que é destino para quem deseja se aventurar em um tipo de trilha diferente das convencionais. Abrangido pelas cidades Barreirinhas, Santo Amaro e Primeira Cruz, o local é constituído por lagoas e dunas que mudam de forma, lugar e cor de acordo com a ação do vento. As caminhadas longas também oferecem aos visitantes interação com comunidades locais e pernoite nos oásis do “deserto brasileiro”.

Duração: média de 5 dias

Sugestões de trilhas: Circuito da Lagoa Azul, Circuito da Lagoa Bonita, Atins a Santo Amaro, Queimada dos Britos e Baixa grande.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

21/07/2018
Cervejarias viram atração turística
Fabricantes abrem as portas para visitantes interessados na produção da bebida artesanal
18/07/2018
Hotelaria deve voltar a investir em 2018, aponta levantamento
Boa parte dos empreendimentos hoteleiros de todas as regiões deverá receber investimentos ainda neste ano. Essa disposição foi manifestada pelos empresários...
30/06/2018
Destinos históricos se preparam para os turistas
Cidades fora do Sul de Minas contam com programação especial no período para atrair visitantes
30/06/2018
Praça da Liberdade passa por reforma
Obras devem receber investimentos R$ 5,2 milhões e serão finalizadas em novembro
30/06/2018
Serro promove eventos nas férias de julho
O Serro, famoso nacionalmente pelo queijo que leva o nome da cidade, deve receber, só nos quatro dias da Festa de Nossa Senhora do Rosário, entre os dias 29 de junho e 2 de julho, 10...
› últimas notícias
Exportações de soja devem ser recorde no próximo ano
Renovação da concessão da EFVM pode ser resolvida na Justiça
Pessimismo aumenta na indústria mineira
Minas mantém sequência de superávit
Brasil fecha 661 vagas com carteira assinada
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


21 de julho de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.