Publicidade
28 de June de 2017
Login
Entrar

Agronegócio

18/04/2017

Valor da produção agropecuária deve cair 4,64%

Ministério da Agricultura estima resultado de R$ 57,5 bilhões em Minas Gerais neste ano
Michelle Valverde
Email
A-   A+
Produção de café deve gerar R$ 13,1 bilhões, retração de 15,31%/Eric Gonçalves
A estimativa para o Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) de Minas Gerais, com base nos dados de março, é de retração de 4,64% em 2017, frente ao ano anterior. A produção agrícola e da pecuária estadual foi avaliada em R$ 57,5 bilhões. A queda se deve ao desempenho negativo verificado na agricultura, que retraiu 7,71%. A menor safra de café é um dos fatores que justifica o resultado. Ao contrário da agricultura, a estimativa para o VBP da pecuária é de alta de 2%.

Os dados divulgados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), mostram que o VBP da agricultura mineira para 2017 foi estimado em R$ 37,1 bilhões, montante 7,71% menor que o verificado em 2016, que foi de R$ 40,2 bilhões.

O café, principal produto do agronegócio estadual, apresentou recuo de 15,31% no VBP, com a produção total estimada em R$ 13,1 bilhões. Deste valor, R$ 12,9 bilhões são da produção do café arábica e R$ 154 milhões do café conilon.

O resultado negativo se deve à expectativa de retração de 17,3% no volume a ser colhido do grão na atual safra, que deve totalizar 26,81 milhões de sacas de 60 quilos ante o volume de 30,7 milhões de sacas de 60 quilos do grão registradas na safra anterior.
“Os preços do café estão oscilando com a expectativa de início da safra. É preciso observar o mercado nos próximos meses e avaliar as variações de preços, já que neste ano vamos colher uma safra menor”, explicou a coordenadora da assessoria técnica da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg), Aline Veloso.

Já o VBP do milho apresentou crescimento de 25,64%, com a produção avaliada em R$ 4,94 bilhões. A estimativa de uma produção recorde de 7,7 milhões de toneladas, o que representará um incremento de 30,2%, justifica o incremento no valor da produção do cereal. Em relação aos preços, os mesmos estão menores que os praticados em 2016.
O VBP da cana-de-açúcar cresceu 7,84%, com a produção avaliada em R$ 5,52 bilhões. “A demanda pelo açúcar continua em alta. Além disso, a expectativa é de um aumento da nossa safra em 4,7%, dada a ampliação e melhoria das variedades de cana utilizadas no Estado, o que tem promovido a nossa produtividade”, disse Aline.

No algodão em caroço foi registrada valorização de 13,71%, elevando para R$ 275 milhões o VBP da produção. Incremento também foi verificado no valor de produção da banana, cujo valor foi estimado em R$ 1,9 bilhão, aumento de 11,76%. O incremento de 9,09% deve levar o VBP do feijão a R$ 2,4 bilhões.

Leia também
Pecuária tem cenário positivo


Queda - Dentre os resultados negativos, o VBP da soja foi estimado em R$ 5,26 bilhões, valor 8,77% menor. Além da queda de 2,9% esperada na produção da oleaginosa, os preços mais baixos que os praticados no ano anterior contribuíram para a retração no VBP.

Na produção de batata foi verificada queda de 48,27%, como VBP estimado em R$ 1,5 bilhão. De acordo com Aline, a queda é justificada pela maior produção nacional de batata, o que provocou retração nos preços e, consequentemente, no VBP.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

28/06/2017
PIB do agronegócio recua 0,85% em Minas
Projeção é de R$ 208,4 bilhões neste ano
28/06/2017
Começa hoje a Megaleite, na Capital
Começa hoje a 14ª Exposição Brasileira do Agronegócio do Leite (Megaleite 2017) no Parque da Gameleira, em Belo Horizonte/MG. A solenidade de abertura foi marcada...
28/06/2017
Segurança alimentar: FAO alerta para a poluição dos solos causada por produtos químicos
Nova York, EUA - A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, está chamando a atenção da comunidade...
28/06/2017
Pecuária cresce 0,99% no trimestre e 0,5% em março
Ao contrário da agricultura, o ramo pecuário cresceu 0,5% em março, com alta em todos os segmentos: indústria (0,81%), insumos (0,78%), serviços (0,53%) e...
27/06/2017
Café: mineiros conhecem técnicas da Colômbia
Produtores de Chapadas de Minas e Matas de Minas, vendedores de concurso, aplicarão aprendizado
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.